Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) - Médico neurocirurgião (2019) Questão 38

Texto para a questão.

    Um paciente de 32 anos de idade deu entrada no pronto‐socorro com quadro de tosse e dor torácica de padrão pleural há cerca de um mês. Seu acompanhante refere que, há cinco dias, ele evoluiu com febre associada à cefaleia e, hoje, iniciou sonolência, afasia e hemiplegia à direita. O plantonista solicitou exames laboratoriais gerais, bem como tomografia computadorizada de crânio sem e com contraste. Após o resultado do exame de imagem mostrado a seguir, solicitou avaliação da neurocirurgia.



Mário G. Siqueira. Tratado de neurocirurgia. 1.ª ed. 2016.


Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa que apresenta a melhor forma de tratamento para o paciente.

  • A antibioticoterapia de amplo espectro por catorze dias, com controle laboratorial diário, e tomografia de crânio com contraste semanal
  • B craniotomia para excisão da lesão, sem necessidade de antibiótico se houver remoção completa do conteúdo
  • C coleta de pequena amostra de material por estereotaxia para cultura e posterior orientação da antibioticoterapia
  • D excisão completa da lesão ou aspiração com agulha do conteúdo purulento intracapsular, seguida pelo uso de antibióticos endovenosos por catorze dias, empiricamente, até o resultado da cultura
  • E excisão completa da lesão ou aspiração com agulha do conteúdo purulento intracapsular, seguida pelo uso de antibióticos endovenosos por seis a oito semanas, empiricamente, até o resultado da cultura

Encontre mais questões

Voltar