Questões de Concursos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Limpar Busca

Todo texto se desenvolve em torno de uma unidade semântica, que configura o que, comumente, se conhece como “seu tema central”. No caso do Texto 1, o tema que lhe confere essa ‘unidade semântica” é/são:

  • A propriedades linguísticas e textuais que diferenciam um poema lírico de um ensaio filosófico.
  • B o papel da escola no sentido de levar o aluno à compreensão de que a linguagem exerce múltiplas funções em nossa vida.
  • C a compreensão do papel da palavra, ou seja, da linguagem, como criação e expressão de significados e sentidos.
  • D a realidade a que a linguagem se refere, por exemplo, nas reportagens, e que existe por si, independentemente da linguagem.
  • E a função da linguagem na abertura de universos de significação que possam abalar certezas, como na escrita/leitura de poema líricos.

Assinale a alternativa em que o enunciado apresenta formas verbais conforme as regras de sua conjugação gramatical.

  • A Quanto ao contato com as obras literárias, podemos está diante de diferentes sensações ou estados de ânimo.
  • B Se uma determinada obra manter a fantasia preferida de seu autor, ganha a preferência do público.
  • C Quando os escritores verem que a Literatura brasileira é aceita com distinção, publicaremos mais romances e livros de crônicas.
  • D Se os artistas disporem de tempo e preparo artístico, teremos muitas surpresas agradáveis.
  • E O fato de o Brasil estar à frente de outros países, no que se refere à produção de obras artísticas, o torna cada vez mais prestigiado.

Os espaços de atuação do assistente social e as demandas apresentadas pelos usuários dos serviços vêm se reconfigurando diante das mudanças no mundo do trabalho, na proteção social, nos direitos sociais. Para construir respostas profissionais nos marcos da garantia e universalização de direitos, na ampliação das políticas sociais pensando não só na emancipação política, mas na emancipação humana:

  • A é necessário problematizar as expressões cotidianas da realidade que se constituem em demandas às instituições e ao serviço social.
  • B é urgente o conhecimento e a problematização do real pela descrição das expressões dos fenômenos e o encaminhamento de soluções que respondam de forma imediata às demandas sociais.
  • C é preciso fortalecer iniciativas que afirmem a sociabilidade capitalista e a mercantilização do atendimento das necessidades humanas, diante da crise do Estado que não pode garantir, via fundo público, o atendimento das demandas sociais.
  • D é necessário buscar inspiração na teoria marxiana, para explicar as macroestruturas e desenvolver ações com base no pragmatismo e no empirismo, para atender aos requisitos da ação cotidiana.
  • E é cabível que o domínio institucional-legal das políticas e dos processos a elas relacionados seja o elemento definidor das competências profissionais para operar sínteses, proposições, articulações e negociações que viabilizem o acesso à proteção social.
Esta questão foi anulada pela banca organizadora.

Sobre os conselhos do idoso (nacional, estaduais, do Distrito Federal e municipais), previstos na Política Nacional do Idoso – Lei nº 8.842/1994 –, analise as proposições abaixo.


1) Os conselhos do idoso são órgãos permanentes, paritários e deliberativos.

2) É atribuição dos conselhos do idoso a capacitação e a reciclagem dos recursos humanos nas áreas de geriatria e gerontologia e na prestação de serviços.

3) É facultado aos conselhos do idoso prestar serviços e desenvolver ações voltadas para o atendimento das necessidades básicas da pessoa idosa.

4) Compete aos conselhos do idoso a formulação, a coordenação, a supervisão e a avaliação da política nacional do idoso, no âmbito das respectivas instâncias político-administrativas.


Estão corretas, apenas:

  • A 1 e 2.
  • B 1 e 4.
  • C 1, 2 e 3.
  • D 2, 3 e 4.
  • E 1 e 3.

O Código de Ética Profissional do/a Assistente Social de 1993, em seu Artigo 4º, determina alguns impedimentos ao/à assistente social, entre eles:

  • A abster-se, no exercício da profissão, de práticas que caracterizem a censura, o cerceamento da liberdade, o policiamento dos comportamentos, denunciando sua ocorrência aos órgãos competentes.
  • B participar de programas de socorro à população em situação de calamidade pública.
  • C o desagravo público por ofensa que atinja a sua honra profissional.
  • D o livre exercício das atividades inerentes à profissão.
  • E acatar determinação institucional que fira os princípios e diretrizes deste Código.