Questões de Provas da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (AL-RN) Página 1

Ao longo do século XVI,

  • A os franceses frequentaram assiduamente o litoral do Rio Grande do Norte, explorando o pau-brasil.
  • B os portugueses firmaram sólidas e fraternais alianças com os índios da região, os potiguares.
  • C a Capitania do Rio Grande coube ao donatário Duarte Coelho, que a transmitiu a seus descendentes.
  • D os moradores de Pernambuco e Itamaracá uniram-se aos franceses, no contrabando de madeira.
  • E revelou-se a excepcional fertilidade das terras do Rio Grande para o cultivo da cana-de-açúcar.

Durante o período da ocupação holandesa no território que hoje corresponde ao Rio Grande do Norte,

  • A ocorreu grande crescimento da produção açucareira, superando Pernambuco e Bahia.
  • B não houve crescimento econômico, restando dele, segundo Tavares Lyra, “apenas uma triste lembrança”.
  • C iniciou-se, no litoral, a exploração do pau-brasil, produto de grande interesse comercial.
  • D houve convivência pacífica entre indígenas tapuias e potiguares e colonos luso-brasileiros, unidos contra os invasores.
  • E foi criada a primeira alfândega brasileira em Natal, para controlar a entrada de produtos europeus.

Sobre a pacificação dos índios potiguares no território que compreendia o Rio Grande (mais tarde do Norte), é correto afirmar:

  • A A pacificação deu-se por lento processo de mestiçagem, resultante do casamento de inúmeros portugueses com índias potiguares, cujos descendentes povoaram o atual Rio Grande do Norte.
  • B Os índios potiguares rejeitaram a intermediação de missionários jesuítas nas negociações pelo acordo de paz, aceitando apenas as tratativas feitas por Jerônimo de Albuquerque, mestiço de índio e branco.
  • C Os violentos confrontos entre colonizadores e potiguares ficaram conhecidos na História do Brasil como Guerra dos Bárbaros, que resultou, após o extermínio de grande parte da população indígena, na pacificação.
  • D Após muitos combates violentos contra colonizadores luso-brasileiros, os índios potiguares aceitaram acordo de paz em 1599, com intermediação de Jerônimo de Albuquerque e padres jesuítas.
  • E Usa-se a expressão “pacificação dos índios potiguares” para identificar o momento a partir do qual a prática do canibalismo foi abandonada e a fé cristã foi adotada pelos índios.

Às vésperas da Proclamação da República, no Rio Grande do Norte,

  • A prevalecia, na oposição à monarquia, a postura dos habitantes de Natal, que saíram às ruas pleiteando novo regime.
  • B foram criados o Partido Republicano, em janeiro de 1889, e posteriormente o jornal A República, para divulgação de sua plataforma.
  • C eram fortes as manifestações populares contra representantes da monarquia, como o conde D’Eu.
  • D não havia descontentamento dos setores econômicos algodoeiro e açucareiro contra as políticas da monarquia.
  • E inexistiam núcleos políticos republicanos e tampouco jornais de oposição à monarquia.

A autonomia federativa fortaleceu, na Primeira República (1889-1930), a atuação política de “organizações familiares” no Rio Grande Norte. Exemplo desta constatação foi o predomínio político absoluto, no governo, de 1892 a 1914, da família

  • A Cavalcanti.
  • B Maranhão.
  • C Lamartine.
  • D Mariz.
  • E Maia.