Questões de Teorias dos Estudos da Tradução e Estudos da Interpretação (Libras)

Limpar Busca

Pagura (2003) destaca que, para traduzir ou interpretar, não basta apenas a competência linguística, importa também:

  • A A sua formação inicial.
  • B A sua capacidade de interpretar duas culturas.
  • C O seu domínio linguístico em todas as áreas de conhecimentos.
  • D A sua profissionalização na área específica.
  • E A sua bagagem cognitiva, suas capacidades lógicas e que leve em conta o sentido da comunicação e os sentidos produzidos nas relações concretas de interações.

A compreensão do ato tradutório a partir da perspectiva da enunciação, segundo Mikhail Bakhtin, considera que o

  • A ato tradutório convoca a arquitetônica sujeito / discurso / texto / espaço / tempo desconsiderando as relações de poder.
  • B processo de interpretação da Libras para a língua portuguesa envolve processos de discursivização entre sujeitos.
  • C ato tradutório independe de sujeitos que falam de determinados lugares sócio-históricos.
  • D extralinguístico inexiste no acontecimento do enunciado do processo de tradução.

O professor e/ou instrutor de Libras, ao preparar o seu atendimento respeita as especificidades dessa língua, principalmente o estudo dos termos científicos a serem introduzidos pelo conteúdo curricular. Eles procuram os sinais em Libras, investigando em livros e dicionários especializados, internet ou mesmo entrevistando pessoas adultas com surdez. Caso não existam sinais para designar determinados termos científicos, os professores de Libras

  • A avaliam a criação dos termos científicos em Libras, a partir da estrutura linguística do Português.
  • B não devem se preocupar, pois se o sinal não existe, não é importante nem para o surdo, nem para a cultura surda.
  • C avaliam a criação dos termos científicos em Libras, a partir da estrutura linguística da Libras
  • D reportam o assunto à FENEIS, instituição que será responsável por criar o sinal e transmitir aos demais surdos.
  • E transferem a responsabilidade de ensinar para o professor desse conteúdo, pois é de responsabilidade dele.

Lacerda, na obra O Intérprete Língua Brasileira de Sinais (ILS) (2012), baseando-se em Pagura (2003), evidencia a diferença entre os conceitos de traduzir e interpretar. Sobre essa diferença, assinale a alternativa CORRETA.

  • A Interpretação está relacionada à tarefa de versar de uma língua para outra a partir dos textos escritos.
  • B A interpretação é uma atividade que possibilita ao intérprete, no ato interpretativo simultâneo, a consulta de livros, dicionários e outros intérpretes.
  • C Intepretação está ligada a tarefa de versar de uma língua para outra nas relações interpessoais, trabalhando na simultaneidade.
  • D Na tradução intersemiótica, o intérprete trabalha nas relações sociais, ou seja, nas relações face a face sem tempo para realizar consultas ou reflexões.
  • E A modalidade de tradução consecutiva ocorre apenas entre as línguas de sinais e as línguas orais, pois o intérprete segue na simultaneidade o que está sendo dito entre as línguas sem que uma se sobreponha a outra.

O traduzir e o interpretar, o tradutor e o intérprete e a tradução e a interpretação são polos que se entrelaçam, ao mesmo tempo em que se distinguem. No excerto apresentado, o autor argumenta que a distinção reside entre

  • A o texto escrito e o texto falado.
  • B o discurso sinalizado e o discurso oralizado.
  • C a palavra dita e a palavra pensada.
  • D a língua fonte e a língua alvo.