Questões de Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização - GESPÚBLICA (Administração Pública)

Limpar Busca

A gestão pública no Brasil tem suas bases apoiadas nos princípios da legalidade. Essas regras estão fortemente presentes na administração pública, e, de uma forma especial, na:

  • A Lei da acesso a informação (LAI).
  • B Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
  • C Lei de execução penal (LEP).
  • D Lei de proteção de dados (LPD).
  • E Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Avalie o que se afirma sobre as diferenças e convergências entre a Gestão Pública e a Gestão Privada.
I – O Governo tem como objetivo maior proporcionar o bem-estar à coletividade, enquanto a iniciativa privada tem como objetivo primordial o lucro. II – A eficiência e a eficácia das entidades públicas e empresas privadas medem-se não somente pela correta utilização dos recursos, mas principalmente pelo cumprimento de sua missão e pelo atendimento, com qualidade, das necessidades e das demandas do cidadão e da sociedade. III – Na administração pública, o “cliente” paga os serviços por meio de impostos, mesmo sem usar, enquanto que na iniciativa privada ele só paga pelo bem/serviço que compra ou utiliza.
Está correto apenas o que se afirma em

  • A III.
  • B II e III.
  • C I e II.
  • D I e III.

Sobre administração pública e gestão pública, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa CORRETA:


I- A administração pública patrimonial tem o soberano como sua figura central e, portanto, o aparelho estatal existe para atender às suas necessidades. Conhecimentos, competências e habilidades técnicas não eram critérios para a escolha dos servidores públicos.

II- A Nova Gestão Pública não representou uma tentativa de introdução de modelos, técnicas e ferramentas da gestão privada na administração pública.

III- A Nova Gestão Pública (NGP) apresenta deficiências e insuficiências, como: a fragmentação da estrutura do governo, a perda da perspectiva integrada dos problemas e das políticas do setor público e também a distorção ou redução da dimensão estratégica do planejamento público.

  • A Apenas os itens I e II estão corretos.
  • B Apenas os itens I e III estão corretos.
  • C Apenas os itens II e III estão corretos.
  • D Todas as alternativas estão corretas.
  • E Nenhuma das alternativas.

Sobre o contrato de resultados, que é um instrumento de gestão pública, é INCORRETO afirmar que:

  • A tem que ser negociado, baseado na escuta e no acordo entre as partes;
  • B explicita as responsabilidades mútuas;
  • C é a delegação de competências para gerir resultados de uma organização pública;
  • D substitui o controle clássico pela hierarquia e pela burocracia;
  • E propõe as condições para sua alteração e indica o seu prazo de término.

Um governante, defensor da Nova Gestão Pública, decidiu que implementaria um plano de gestão voltado à convergência da gestão pública à gestão privada. Para tal, aprovou um conjunto de orientações de gestão alinhadas à gestão privada. Entretanto, uma das orientações aprovadas estava equivocada por não permitir essa convergência.


A orientação equivocada do governante era a que dizia respeito à(ao)

  • A ênfase no desempenho por meio de mensuração de indicadores de custos, processos e resultados/ impactos.
  • B constituição de grandes organizações multifuncionais centralizadoras.
  • C preferência por formas organizacionais mais enxutas e especializadas.
  • D foco no tratamento de usuários de serviços como clientes.
  • E compartilhamento de responsabilidades e remuneração por desempenho.