Questões de Políticas Públicas no SUS (Psicologia)

Limpar Busca

O Seguinte artigo :

“ Art. 2º A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício.”

Está presente em :

  • A Lei Orgânica de Saúde 8.080/90
  • B Lei nº 10741 de 1 de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso)
  • C Lei nº 8069 de 13 de julho de 1990 (ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente)
  • D Lei Orgânica de Saúde 9.090/98
São considerados obstáculos ao trabalho do psicólogo a serem enfrentados através de olhar ampliado, sob o filtro do apoio matricial na Atenção Básica do SUS:
  • A O número reduzido de equipes de Saúde da Família a serem apoiadas, pois a redução dificulta a compreensão do trabalho do psicólogo e a formação de vínculos entre os profissionais.
  • B A lógica do atendimento individualizado, curativista, descontextualizado e desvinculado de outros saberes.
  • C Manutenção da implicação dos demais profissionais com o cuidado da pessoa em sofrimento mental, o que possibilita que a atenção seja feita pelos diversos profissionais envolvidos.
  • D O baixo número de encaminhamentos equivocados para o profissional da Psicologia, o que gera uma demanda pequena e organizada, fruto da compreensão adequada quanto às possibilidades de trabalho do psicólogo.
  • E O profissional de Psicologia se vê impelido ao compartilhamento de saberes com disciplinas que dialogam de forma enfática e eficiente com necessidades cruciais dos sujeitos em seus contextos de vida, considerando os diversos determinantes do processo saúde-doença.

A Estratégia Saúde da Família (ESF) visa à reorganização da atenção básica no País, de acordo com os preceitos do Sistema Único de Saúde, e é tida pelo Ministério da Saúde e gestores estaduais e municipais como estratégia de expansão, qualificação e consolidação da atenção básica por favorecer uma reorientação do processo de trabalho com maior potencial de aprofundar os princípios, diretrizes e fundamentos da atenção básica, de ampliar a resolutividade e impacto na situação de saúde das pessoas e coletividades, além de propiciar uma importante relação custo-efetividade. Sobre o papel da psicologia na ESF assinale a alternativa incorreta:

  • A O profissional psicólogo é responsável por uma gama bastante ampla de atividades, as quais incluem o estudo e avaliação do desenvolvimento emocional e dos processos mentais e sociais dos indivíduos, grupos e instituições, o diagnóstico e avaliação de distúrbios emocionais e mentais e de adaptação social e, ainda, a coordenação de equipes e atividades da área (CBO, 2002).
  • B Estudos mostram possibilidades de o profissional psicólogo transcender concepções teóricas e metodológicas que orientam para práticas que se limitam à prestação de serviços ao indivíduo com problemas mentais já instalados (Correia, 2007)
  • C A inserção do psicólogo no PSF, modelo assistencial de saúde do SUS, se dá de modo bastante tímido, e sem a especificidade de participante da equipe básica de saúde. Neste aspecto, a recente criação dos Núcleos de Atenção à Saúde Familiar (NASF), pelo Ministério da Saúde (Brasil, 2008c), nos quais está prevista a participação do psicólogo, certamente não contribuirá para ampliar esta inserção e para legitimar as atividades deste profissional no campo da saúde pública.
  • D No campo da formação, as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Psicologia (Brasil, 2008d) estabelecem a atenção à saúde como uma das habilidades a ser focalizada durante a formação acadêmica, visando que os psicólogos estejam aptos a atuar com prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde psicológica, nos níveis individual e coletivo.

Atendendo ao _______________, é necessário incluir a atenção aos portadores de sofrimento psíquico nas ações básicas de saúde e, também, incorporar as ações de saúde mental no Programa de Saúde da Família. Assinale a alternativa que completa corretamente o trecho acima.

  • A Núcleo de Apoio a Saúde da Família
  • B Princípio da Integralidade.
  • C Núcleo Operacional de Assistência à Saúde
  • D Princípio de Isonomia.
  • E Conselho Municipal de Saúde.

Não se apresenta como objetivo da Política Nacional da Saúde Integral da População Negra:

  • A a melhoria da qualidade dos sistemas de informação do SUS no que tange à coleta, ao processamento e à análise dos dados desagregados por cor, etnia e gênero.
  • B a promoção da saúde integral da população negra, priorizando a redução das desigualdades étnicas e o combate à discriminação nas instituições e serviços do SUS.
  • C promoção de ações para viabilizar e ampliar o acesso da população negra ao ensino gratuito e às atividades esportivas e de lazer.
  • D o fomento à realização de estudos e pesquisas sobre racismo e saúde da população negra.