Questões de Medicina Intensiva (Medicina)

Limpar Busca

No campo relativo às doenças psiquiátricas e à saúde mental, analise as seguintes assertivas sobre cada substância, seus respectivos sintomas de intoxicação aguda e seu manejo:
I. Álcool: fala pastosa, euforia, alterações comportamentais, reflexos diminuídos, alteração de consciência, náuseas e vômitos. O manejo inclui a reidratação para pacientes desidratados; correção da glicemia, se necessário, e concomitante à administração de tiamina, caso haja evidência de encefalopatia de Wernicke. II. Cocaína: euforia, disforia, inibição adrenérgica generalizada, labilidade emocional, hipotensão postural e ataques de pânico. A Naloxona é o agente preferencial para o manejo, deve ser administrada para reversão da intoxicação aguda, pois atua por cerca de 40 minutos, tempo equivalente à meia-vida da cocaína. III. Benzodiazepínicos: fala arrastada, depressão respiratória, sonolência, prejuízos na cognição e nistagmo. O manejo com haloperidol deve ser utilizado em quadros graves com depressão do sistema nervoso central ou respiratória.
Quais estão corretas?

  • A Apenas I.
  • B Apenas III.
  • C Apenas I e II.
  • D Apenas II e III.
  • E I, II e III.

Ao chegar na cena de um acidente com múltiplas vítimas, qual das seguintes pessoas deve ser atendida primeiro?

  • A Paciente com queixa de paralisia abaixo da cintura.
  • B Paciente confuso e com cefaleia.
  • C Paciente sem pulso, em apneia.
  • D Paciente sangrando por uma fratura exposta de fêmur.
  • E Paciente com queimadura de 3º grau em tronco, com dor.

Assinale a alternativa correta em relação à avaliação do paciente politraumatizado na sala de emergência.

  • A Todo paciente, vítima de trauma, que apresenta hipotensão deve ser tratado como em choque hemorrágico até prova em contrário.
  • B Pacientes vítimas de colisão traseira, independentemente da velocidade, devem fazer exame de imagem cervical para excluir lesão.
  • C Pacientes que necessitam transfusão maciça geralmente necessitam intervenção cirúrgica e devem realizar tomografia para planejar o procedimento.
  • D Pacientes com Glasgow 15 não necessitam tomografia de crânio independentemente do mecanismo de trauma ou história pregressa.
  • E Todos os pacientes devem ter o diagnóstico definitivo realizado na sala de emergência para receberem o tratamento indicado o mais rapidamente possível.

Em relação ao atendimento de um paciente que chega comatoso à emergência, assinale a alternativa correta.

  • A A história deve ser o foco inicial do atendimento, para excluir rapidamente o diagnóstico de hipoglicemia, overdose ou trauma, de modo a guiar a conduta a seguir.
  • B A presença de anisocoria e de respiração irregular alertam para a possiblidade de overdose como causa do coma.
  • C Lesões supratentoriais costumam causar coma profundo e abrupto, sem reflexo pupilar e com posição extensora anormal.
  • D Se houver sinais de hipertensão intracraniana, a sedação está contraindicada por impedir o exame físico seriado.
  • E A sistematização do atendimento evita o erro e garante a abordagem das causas com maior risco de causar morte, de maneira adequada conforme sua prevalência.

Uma mulher de 38 anos é levada para a emergência pela equipe pré-hospitalar com convulsões persistentes (mais de 40 minutos), mesmo após repetidas doses de midazolam intravenoso – em casa e durante o transporte. Qual das seguintes é a causa mais comum para a crise convulsiva dessa paciente?

  • A Meningite.
  • B Falha na medicação anticonvulsivante.
  • C Cocaína.
  • D Alergia a benzodiazepínicos.
  • E Pseudocrise convulsiva.