Questões de Jogos e suas Características: Pedagógicos, de Raciocínio e Psicomotor (Pedagogia)

Limpar Busca

Para criar uma cultura colaborativa nas Instituições de Educação Infantil, é importante:

  • A considerar o que dizem e pensam apenas as educadoras.
  • B considerar o que diz e pensa apenas a coordenação pedagógica.
  • C considerar apenas a opinião das famílias.
  • D considerar que todos os profissionais e as famílias são importantes.
Ainda sobre o tema ˙ brinquedos, brincadeiras e o brincar, é correto afirmar que:
  • A Segundo Kishimoto, no livro Jogo, Brinquedo, Brincadeira e Educação, o brinquedo pode assumir função lúdica e educativa: na função lúdica, o brinquedo deve ser escolhido cuidadosamente pelos adultos para que a criança brinque, divirta-se e aprenda sobre os objetos do mundo; na função educativa, o brinquedo serve para ensinar as crianças os conteúdos escolares;
  • B Para Wallon, toda atividade da criança é lúdica, no sentido de que se exerce por si mesma, ou seja, as atividades lúdicas surgem livres, não instrumentais, exercendo-se pelo simples prazer que encontram em fazê-lo. Assim, é preciso que o educador/a prepare o espaço adequado para as explorações: para a criança brincar de andar, brincar de pular, brincar de subir e descer, de pôr e tirar, de empilhar e derrubar, de fazer e desfazer, de criar e destruir;
  • C Para Vygotsky, no livro A Imaginação e a Arte na Infância, a imaginação e a fantasia estão ligadas ao mundo irreal, ao que não se ajusta à realidade, havendo, portanto, uma fronteira impenetrável entre a fantasia e a realidade;
  • D Para Piaget, a brincadeira de faz de conta acontece desde o primeiro ano de vida do bebê, quando ele, estando no período sensório-motor, busca conhecer o significado dos objetos do mundo, dos eventos, e ainda começa, ainda nesta fase, a expressar seus sonhos e fantasias e assumir papeis presentes no contexto social.
  • E NDA (nenhuma das alternativas)
Sobre a brincadeira de faz de conta,
  • A Segundo Kishimoto (2010), no livro intitulado Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação, a brincadeira do faz de conta pode ser chamada de: jogo imaginativo, jogo de faz de conta, jogo de papeis ou jogo sócio dramático. Para ela, nesse tipo de brincadeira as crianças simulam situações e histórias, o que as retira da realidade e as torna menos aptas a aprenderem sobre o mundo físico e social. Por isso, o ideal são as brincadeiras dirigidas pelos/as professores/as;
  • B Para Piaget, a criança assimila o mundo de forma real quando brinca, ou seja, na brincadeira ela compromete-se com a realidade, prestando atenção às funções que os objetos tem nela, e sua interação com os objetos do mundo depende da natureza do objeto e não da função que a criança lhe atribui;
  • C Freud, no texto O poeta e a Fantasia, diz que "cada criança em suas brincadeiras se comporta como um poeta, enquanto cria seu mundo próprio ou, dizendo melhor, enquanto transpõe os elementos formadores de seu mundo para uma nova ordem, mais agradável e conveniente para ela";
  • D Segundo Kishimoto (2010), no livro intitulado Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação, a brincadeira de faz de conta implica na aprendizagem pelas crianças dos significados dos objetos da realidade, a exemplo de quando ela manipula objetos e extrai as propriedades desses objetos, percebendo suas forma, cheiros, texturas e seus usos;
  • E Vygotsky dá ênfase à ação e ao significado do brincar porque quando brinca de faz de conta, a criança começa a conhecer as propriedades dos objetos do mundo, percebendo suas formas, texturas, cheiros, sons, ou seja, ela aprende a usar os objetos como eles realmente são. Na aprendizagem formal isso também seria possível.

O jogo tem um papel importante na vida da criança. O jogo está estritamente relacionado com o processo evolutivo do pensamento, “jogar é pensar” (PIAGET, 1975). Em relação à utilização de jogos como ferramenta de ensino e aprendizagem, é CORRETO afirmar.

  • A O jogo, por ser lúdico, permite o desenvolvimento social e não a aprendizagem de conceitos.
  • B Na atividade de jogo, o professor pode estimular a inteligência, assim como tornar mais rica a própria linguagem do aluno.
  • C O jogo emerge da estrutura cognitiva sem contribuir para sua construção.
  • D Os jogos substituem os trabalhos de sala de aula, assim, devem se transformar em tarefas obrigatórias.

O brincar tem importante papel no desenvolvimento da criança. Neste sentido, cumpre considerar que quanto maior for o estímulo à atividade espontânea, característica fundamental para o desenvolvimento, mais significativo será o resultado da atividade em termos de desenvolvimento e aprendizagem. Com base nesse entendimento, é CORRETO afirmar.

  • A O brincar, embora seja algo de que as crianças gostam muito, nada mais é do que oportunidade de entretenimento para elas.
  • B O brincar em grupo favorece o desenvolvimento de princípios, como compartilhar, cooperar, obedecer a regras, competir, vivenciar situações de liderança, o que lhe assegura papel importante no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança.
  • C A brincadeira só cumpre função importante no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança quando impõe tarefas exaustivas, planejadas pelos adultos com a intenção de contribuir para a maturidade da criança.
  • D Cumpre considerar a importância do papel do adulto no direcionamento do brincar da criança. Nesse tocante, é essencial que seja resguardado o cumprimento do objetivo traçado para a brincadeira, mesmo que seja preciso impor nossa forma de agir.