Questões de Economia Nacional na Atualidade (Atualidades)

Limpar Busca
De acordo com o site oficial do IBGE, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado dia 12 de janeiro de 2021, a inflação fechou 2020 com alta de 4,52%, a maior desde o ano de:
  • A 2010
  • B 2013
  • C 2012
  • D 2016
  • E 2017
Um levantamento divulgado no dia 11 de janeiro de 2021, pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que o preço médio da cesta básica aumentou em todas as 17 capitais pesquisadas ao longo de 2020. A cesta básica é o conjunto de alimentos necessários para as refeições de uma pessoa adulta. A alta dos preços, segundo o órgão, foi reflexo, principalmente, da desvalorização cambial e do alto volume das exportações. Além disso, fatores climáticos, em decorrência de longos períodos de estiagem ou de chuvas intensas, também impactaram nos preços dos alimentos.
Entre os principais itens da cesta com maior aumento nos preços em todas as capitais pesquisadas, o Dieese destacou:
I. Arroz agulhinha – foi um dos vilões da inflação de alimentos em 2020, pressionado pela desvalorização do real frente ao dólar, o que aumentou o custo de produção e elevou o volume de grão exportado, além da diminuição da área plantada e do abandono da política de estoques reguladores por parte do governo.
II. Óleo de soja: como o Brasil não produz a quantidade de soja suficiente para a demanda interna, o país depende da importação do produto, cujo preço foi elevado diante da desvalorização cambial
III. Batata: produção foi impactada ao longo do ano devido a condições climáticas, que resultou em redução na oferta do produto e, consequentemente, na alta de preços.
IV. Farinha de trigo e pão francês: o Brasil exportou um elevado volume de trigo e derivados, devido ao real desvalorizado em relação ao dólar e à forte demanda externa, o que fez aumentar o preço do produto no mercado interno.
V. Tomate: além da redução de área plantada, houve impacto por fatores climáticos que prejudicaram a produção.
Assinale a alternativa CORRETA:
  • A Apenas o item I está incorreto.
  • B Apenas o item II está incorreto.
  • C Apenas o item IV está incorreto.
  • D Apenas os itens II e IV estão incorretos.
  • E Todos os itens estão corretos.
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, avançou 0,25% em janeiro, depois de ter subido 1,35% em dezembro, segundo divulgou em 09 de fevereiro de 2021 o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No que diz respeito aos índices regionais, apenas duas das 16 áreas pesquisadas apresentaram variação negativa.
Assinale a alternativa em que a área ficou com variação negativa:
  • A Porto Alegre
  • B Goiânia
  • C São Paulo
  • D Rio de Janeiro
  • E Curitiba

O desempenho econômico do Norte e Nordeste deve ser o mais prejudicado com o fim do Auxílio Emergencial, que teve a sua última parcela depositada no mês de dezembro. Sem a ajuda do governo federal, as duas regiões vão colher uma forte queda na renda e um crescimento mais baixo do que a média nacional neste ano.

Com relação a este assunto e matéria publicada no portal g1 em 11 de janeiro de 2021, leia os itens abaixo:


I. Estudo realizado pela consultoria Tendências aponta que o rendimento dos moradores da região Norte saltou 13,1% no ano passado, enquanto que o dos habitantes do Nordeste cresceu 8,3%. Em 2021, porém, os dados apontam para uma reversão: a renda do Norte vai despencar 8,5% e a do Nordeste, 8%. Como comparação, a renda de todo o Brasil cresceu 4,6% no ano passado e deve recuar 3,7% em 2021.

II. Segundo a Caixa Econômica Federal, as transferências da União somaram R$ 292,9 bilhões e alcançaram 67,9 milhões de pessoas - quase um terço da população do país.

III. O fim do Auxílio Emergencial vai abrir uma lacuna preocupante no orçamento das famílias mais pobres. Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que 2,9 milhões de domicílios (4,3% do total) sobreviveram, em novembro, apenas com o valor do benefício.


Assinale a alternativa CORRETA:

  • A Apenas o item I está correto.
  • B Apenas o item II está correto.
  • C Apenas o item III está correto.
  • D Apenas os itens I e III estão corretos.
  • E Todos os itens estão corretos.
De acordo com o site oficial do IBGE, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado dia 12 de janeiro de 2021, a inflação fechou 2020 com alta de 4,52%, a maior desde o ano de:
  • A 2010
  • B 2013
  • C 2012
  • D 2016
  • E 2017