Questões de Conceito, Histórico, Atuação e Objetos de Estudo da Psicologia Social (Psicologia)

Limpar Busca

Em relação aos desafios e potencialidades vivenciados pelos psicólogos a partir do trabalho desenvolvido nos serviços da Assistência Social, assinale a alternativa incorreta.

  • A Os psicólogos encontraram desafios relacionados a questões do princípio ético do sigilo quando manifestam preocupação com a garantia de sigilo devido à estrutura dos locais onde ficam guardados os prontuários de atendimentos e a organização das salas de atendimento.
  • B Como parte das competências do psicólogo no SUAS, os tratamentos psicológicos oferecidos aos usuários dos serviços apresentam relevância significativa, pois auxiliam no bem-estar e manutenção da saúde mental de seus usuários.
  • C A articulação do trabalho do SUAS com a rede pública de saúde também aparece como um desafio enfrentado pelos profissionais da Psicologia, pois estes vivenciam situações de burocracia nos encaminhamentos, a desarticulação da rede, a morosidade do judiciário, a precariedade dos Conselhos Tutelares, entre outros.
  • D Os trabalhos com grupos variados de famílias, jovens e pessoas atendidas, formação da equipe, supervisão de casos, parcerias com universidades, modalidades inovadoras de visita familiar aparecem como uma potencialidade do trabalho do psicólogo, pois surgem no serviço como práticas exitosas.

Assinale a alternativa CORRETA que defina a abordagem da Base Dialógica:

  • A Acredita que a base última da existência humana é racional, o homem é um ser no mundo.
  • B É a base que define o comportamento do ser humano.
  • C É a base comportamental que relaciona se com a existência do ser humano.
  • D Acredita que a base última da existência humana é relacional, o homem é um ser no mundo, ou seja, um ser em relação, não é possível pensar no homem, sem pensar no seu mundo.

No Brasil, a Psicologia Social é uma arena de diversidades: ela possui várias definições, abordagens teóricas e objetos de estudo. Acerca da Psicologia Social e suas definições, marque V ou F e assinale a alternativa correta: ( ) Algumas(uns) autoras(es) a consideram uma subárea da Psicologia; ( ) Acreditam que ela é a interseção da Psicologia com a Sociologia; ( ) Há ainda aquelas(es) que afirmam que o adjetivo "social" não delimita uma subdivisão temática ou conceitual, mas enfatiza a importância do compromisso político que toda(o) psicóloga(o) deve ter; ( ) Umas(ns) baseiam-se nas leituras do Materialismo Histórico e Dialético para estruturar suas pesquisas ou sua prática profissional; ( ) Outras(os) preferem as leituras construcionistas ou ainda a Teoria das Representações Sociais. Há psicólogos(as) sociais cognitivistas, behavioristas, psicanalistas, comunitários...

  • A F,F,F,F,V
  • B F,V,V,V,V
  • C V,F,V,V,V
  • D V,V,V,V,V
Sobre as contribuições da teoria de Kurt Lewin para a Psicologia Social, podemos afirmar:
  • A Partia dos princípios da Psicologia da Gestalt, portanto não havia a possibilidade de que os grupos fossem considerados unidade de análise básica da Psicologia Social.
  • B Problemas sociais como o preconceito, produtividade no trabalho, mudança nos hábitos alimentares e violência são originados nos indivíduos, de forma isolada.
  • C É mais fácil induzir a mudança em um indivíduo isolado do que em um grupo.
  • D A primeira fase da mudança planejada é a permanência dos novos padrões grupais.
  • E Desenvolveu o conceito de pesquisa-ação, no qual a pesquisa é vinculada à ação social, importante contribuição para a Psicologia Social aplicada.
Sobre as contribuições da teoria de Martín-Baró para a Psicologia Social, podemos afirmar:
  • A Sua concepção de Psicologia Social pode ser compreendida sem uma referência à situação política, social e econômica da América Latina.
  • B Defendia o idealismo metodológico, no qual as leis e princípios gerais poderiam ser aplicados a qualquer realidade social.
  • C Fortaleceu a concepção universalista, alheia à história e de vertente individualista da Psicologia Social hegemônica.
  • D Enfatiza o compromisso da Psicologia Social com as classes marginalizadas a partir de uma Psicologia Social crítica e libertadora.
  • E Temáticas como a violência, o machismo, o fatalismo, a saúde mental e a guerra não fizeram parte das suas investigações.