Questões de Componentes, ambiente, propósitos e abrangência (Auditoria) Página 1

Quando se considera um modelo de controle interno, órgãos normativos como o CFC entendem que este deveria abranger aspectos como: ambiente de controle; mapeamento e avaliação de riscos; procedimentos de controle; informação e comunicação e monitoramento. Nesse contexto,

  • A como componentes de um bom sistema de controles internos, poderiam-se citar: procedimentos manualizados; processos decisórios estruturados e definição de alçadas.
  • B o objetivo da gestão dos riscos, do ponto de vista dos controles internos, é um objetivo relacionado ao setor privado e não apresenta utilidade para o setor público.
  • C alguns dos recentes escândalos envolvendo empresas publicas não ocorreram por falhas em nenhum dos elementos do sistema de controles internos definidos na norma.
  • D o sistema de controles internos, considerando-se os componentes listados, tem por objetivo facilitar a auditoria das contas públicas pelos tribunais de contas.
  • E o ambiente de controle é de menor importância, pois um bom sistema de controles internos assegura as melhores decisões para uma organização, independentemente das pessoas.

Considerando a norma de auditoria em relação à comunicação de deficiências de controles internos, é correto afirmar:

  • A deficiência significativa de controle interno é a ausência de um controle necessário para prevenir, ou detectar e corrigir tempestivamente, distorções nas demonstrações contábeis.
  • B o Responsável pelo Governança deve determinar se, com base no trabalho de auditoria executado, o auditor identificou uma ou mais deficiências de controle interno relevantes para a Administração.
  • C a Administração deve comunicar tempestivamente por escrito as deficiências significativas de controle interno identificadas durante a auditoria aos responsáveis pela governança.
  • D deficiência de controle interno existe quando o controle é planejado, implementado ou operado de tal forma que não consegue prevenir, ou detectar e corrigir tempestivamente, distorções nas demonstrações contábeis.
  • E existe um prazo definido para comunicação das deficiências de controles internos identificadas durante os trabalhos de auditoria das demonstrações contábeis.

Quanto à interação constitucionalmente determinada entre controle externo e controle interno,

  • A há subordinação hierárquica entre controle interno e controle externo
  • B é dever do controle interno apoiar a missão institucional do controle externo.
  • C o controle de metas previstas no plano plurianual é reservado ao controle externo.
  • D o recebimento de denúncias de qualquer cidadão sobre irregularidades é reservado ao controle interno.
  • E o controle externo funciona como órgão recursal para decisões adotadas no exercício do controle interno.

É responsável pela implantação do sistema de controle interno na empresa:

  • A auditor interno.
  • B auditor externo.
  • C C V M.
  • D IBRACON.
  • E administração da empresa.

Em uma organização, o controle interno representa o conjunto de procedimentos, de métodos ou de rotinas com o objetivo de proteger os ativos, de produzir dados contábeis confiáveis e de ajudar a administração na condução ordenada dos negócios da empresa.


Com base nas informações apresentadas, assinale a alternativa INCORRETA.

  • A Um dos objetivos do controles interno é assegurar que as várias fases do processo decisório, incluindo o fluxo de informações e a implementação das decisões, se revistam da necessária confiabilidade.
  • B A auditoria interna tem total autoridade para exigir que sejam adotadas as melhorias recomendadas nos controles internos.
  • C O processo de avaliação do controle interno consta, basicamente, de três etapas: levantamento geral do sistema, sua avaliação e testes.
  • D O controle interno divide-se em: controle contábil, administrativo e operacional.