Questões de Clínica médica (Medicina)

Limpar Busca

Sr. João, 57 anos, jardineiro de um condomínio em Fortaleza, foi levado à UPA com febre, dificuldade para deglutição e dor abdominal com início há sete dias. Ao exame físico: REG, febril, diaforese; à ausculta cardíaca: taquicardia e RCI (arrítmico); cabeça e face: trismo e rigidez nucal; abdome em tábua, com espasmos paroxísticos e lesão necrótica em mão direita. Ao caso exposto, a hipótese diagnóstica e a conduta mais adequadas são:

  • A meningite bacteriana; colher LCR e iniciar ceftriaxona EV.
  • B tétano acidental; fazer imunoglobulina antitetânica, benzodiazepínicos EV e penicilina cristalina EV, além de desbridar lesão necrótica da mão.
  • C síndrome do choque tóxico; solicitar hemocultura, iniciar penicilina cristalina EV e desbridar lesão necrótica da mão.
  • D picada de aranha marrom (loxosceles); solicitar hemograma, ureia e creatinina, internar e observar aparecimento de complicações, além de fazer medidas de suporte.

Mulher, 35 anos, há meses trata uma mácula hipocrômica em porção medial do braço esquerdo. Já fez uso de antibióticos tópicos e antifúngicos sem resultado. Foi ao dermatologista, onde realizou teste dérmico térmico, mostrando-se indestinguível a sensação entre o frio e o quente no local da mácula. A partir dessas informações, é correto afirmar que:

  • A agente etiológico é um parasito extracelular, que ataca especificamente o estrato córneo da pele.
  • B pitiríase versicolor, vitiligo, nevo acrômico, sarcoidose e esclerodermia não são diagnósticos diferenciais da doença relativa ao caso.
  • C o tratamento do caso acima é de suporte com o uso de corticoide oral e tópico.
  • D o ser humano é a única fonte de infecção dessa doença crônica granulomatosa que afeta especificamente as células de Schwann e, neste caso, o diagnóstico é essencialmente clínico e epidemiológico.

Mulher, 25 anos, dera entrada na emergência com história de cefaleia em trovoada, evolui rapidamente para rebaixamento de consciência, associada à rigidez de nuca e vômitos. Qual o exame tem maior sensibilidade e especificidade para confirmar o diagnóstico?

  • A Exame neurológico.
  • B Eletroneuromiografia.
  • C Punção lombar.
  • D Tomografia Computadorizada com contraste.

Jovem, 17 anos, relata que no último mês, ao despertar e ao ir ao banheiro escovar os dentes, subitamente, em movimento brusco involuntário, jogou a escova de dentes e o creme dental, em um movimento tipo convulsivo mioclônico breve. A mãe relata também que, por vezes, ele apresenta crises de ausência. O jovem fez uma pesquisa na internet e achou seu quadro semelhante à Epilepsia mioclônica juvenil. O médico fez testes cognitivos e neurológicos, ambos normais. Relativo ao caso exposto, marque V ou F, verdadeiro ou falso, respectivamente.
(__) O jovem está correto no diagnóstico e o tratamento pode ser em monoterapia com lamotrigina. (__) Convulsões do tipo mioclônica são classificadas como crises parciais. (__) Há possibilidade desse paciente necessitar de anticonvulsivante por toda a vida adulta. (__) Outras causas de crise convulsivas para a mesma faixa etária do paciente são traumatismo e uso de drogas ilícitas.
Está correta, de cima para baixo, a seguinte sequência:

  • A F-V-F-F.
  • B V-F-F-V.
  • C F-F-V-V.
  • D V-F-V-V.

Homem, 42 anos, procurou atendimento em policlínica com queixas de perda de força progressiva em membro superior esquerdo, ansiedade, dor abdominal em cólica e constipação. Nega o uso de medicamentos ou uso de drogas lícitas ou ilícitas, nega doenças crônicas ou cirurgias. Relata que, por ser vigilante, sofreu perfuração de arma de fogo (PAF) nas costas há alguns anos, onde o projétil ficou alojado entre as vértebras T2-T3 e os médicos que o atenderam acharam melhor não retirá-lo. Ao hemograma: anemia microcítica. Ao exame físico: descoloração gengival e mão esquerda caída (queda do punho). Restante do exame normal. A partir do exposto, é correto afirmar.

  • A Esse é um típico caso de lesão do nervo radial provocada pelo projétil às suas raízes nervosas, resultando em mão caída.
  • B O paciente apresenta saturnismo. O tratamento se faz retirando a fonte de contaminação (projétil), se possível. Administra-se cálcio-EDTA associado a dimercaprol (BAL) ou succímero oral (DMSA).
  • C O conjunto de sintomas, claramente, revela um caso de Porfiria intermitente aguda, fazendo de imediato infusão de Arginato de heme e glicose.
  • D Esse caso é complexo, necessitando de exames de imagem como ressonância nuclear magnética (RNM) e eletroneuromiografia (ENMG) para diagnóstico preciso.