Questões de Abordagens da Educação de Surdos - oralismo, comunicação total, bilinguismo, bimodalismo e inclusão (Libras)

Limpar Busca

O ensino da modalidade escrita da língua Portuguesa como segunda língua e o ensino da língua brasileira de sinais (LIBRAS) como primeira língua é um dos serviços prestados pelo atendimento educacional especializado da educação especial como forma de garantir aos alunos surdos uma educação:

  • A integral.
  • B bimodal.
  • C bilíngue.
  • D inclusiva.
  • E transversal.
Analise o excerto, a seguir, e marque a alternativa que apresenta a metodologia a qual a autora está se referindo:
“[...] contrapõe-se ao modelo oralista porque considera o canal viso gestual de fundamental importância para a aquisição de linguagem da pessoa surda. E contrapõe-se à comunicação total porque defende um espaço efetivo para a língua de sinais no trabalho educacional; por isso advoga que cada uma das línguas apresentadas ao surdo mantenha suas características próprias e que não se ‘misture’ uma com a outra”. (LACERDA, 1998, p.10). 
  • A BILÍNGUE.
  • B ORALISTA.
  • C TRADICIONAL.
  • D PEDAGOGIA SURDA.
  • E COMUNICAÇAO TOTAL.
Leia o excerto abaixo e marque a alterativa em que estão representadas a Educação e a Escola defendidas no documento “Relatório sobre a Política Linguística de Educação Bilíngue - Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa” publicado pelo MEC em 2014.
“[...] envolve a criação de ambientes linguísticos para a aquisição da Libras como primeira língua (L1) por crianças surdas, no tempo de desenvolvimento linguístico esperado e similar ao das crianças ouvintes, e a aquisição do português como segunda língua (L2). [...] é regular, em Libras, integra as línguas envolvidas em seu currículo e não faz parte do atendimento educacional especializado. O objetivo é garantir a aquisição e a aprendizagem das línguas envolvidas como condição necessária à educação do surdo, construindo sua identidade linguística e cultural em Libras e concluir a educação básica em situação de igualdade com as crianças ouvintes e falantes do português” (BRASIL, 2014, p. 6). 
  • A Educação Especial em Escolas Especiais.
  • B Educação Bilíngue em Escolas Bilíngues.
  • C Educação Tradicional em Escolas Tradicionais.
  • D Educação Inclusiva em Escolas Inclusivas.
  • E Educação Bilíngue em APAEs.

Habilidade processual (habilidade de compreender a mensagem e construir a mensagem na língua alvo), organização processual (monitoramento do tempo, estoque da mensagem em partes, busca de esclarecimento), competência linguística e cultural, conhecimento (experiência e formação profissional), preparação, ambiente (físico e psicológico), filtros (hábitos do intérprete, crenças, personalidade e influências) (GESSER, s/d, p. 28) são aspectos do modelo

  • A do processo da interpretação.
  • B da tradução baseada no sociolínguismo.
  • C bilingue e biculturalista.
  • D estruturalista.
  • E processual.

Sobre o Oralismo, é CORRETO afirmar.

  • A Surge na Idade Antiga, quando a surdez era considerada como um “castigo dos deuses”. Os surdos, vistos como pessoas amaldiçoadas, eram obrigados a aprender a falar.
  • B Entende que as pessoas surdas têm atrasos e deficiência cognitiva inata à condição da surdez.
  • C É sinônimo de “Audismo”.
  • D Defende a reabilitação oral auditiva para todos as pessoas surdas, mas aceita que filhos de pais surdos possam escolher não passar por essa reabilitação.