Questões de A reforma burocrática e a criação do Dasp (Administração Pública)

Limpar Busca

A respeito da reforma do serviço civil e da reforma do aparelho do Estado, julgue o seguinte item.


Com a diminuição da amplitude de remuneração de funcionários públicos concursados, a motivação desses funcionários passou a ser, cada vez mais, a ocupação de cargos de comissão.

  • Certo
  • Errado

A reforma do Estado, iniciada na última década do século XX, no Brasil, buscou ofertar bens e serviços públicos com mais qualidade, bem como diminuir a interferência do Estado no mercado, por meio das privatizações e da desregulamentação das atividades econômicas, com foco em controle de resultado.

Mathias-Pereira, J. Manual de gestão pública contemporânea.

São Paulo: Ed.Atlas, 2007, p. 23. Adaptado.


Esse movimento de reforma, mencionado no trecho acima, refere-se à justificativa para a implantação do modelo de gestão pública denominado

  • A autocrático
  • B burocrático
  • C estadocêntrico
  • D gerencial
  • E patrimonial

A burocracia na gestão pode apresentar um conjunto de disfunções na Administração Pública que justificaram a reforma do estado em diferentes países.


O excesso de burocracia gera nas organizações a

  • A ampliação da liberdade de ação
  • B internalização de normas e formalismo
  • C personalização de tarefas e cargos
  • D redução de autoridade hierárquica
  • E restrição de documentação formal

Entre as reformas administrativas já empreendidas na gestão pública brasileira, destaca-se aquela voltada à burocratização do Estado à luz dos preceitos weberianos e que adotou critérios de mérito profissional para a seleção de pessoal. Essa reforma corresponde à

  • A implantação do estado oligárquico na República Velha
  • B reforma promovida pelo regime militar em 1964.
  • C modernização administrativa proposta por Getúlio Vargas na década de 1930.
  • D proposta de Estado interventor da segunda gestão de Getúlio Vargas.
  • E reforma administrativa empreendida pelo Decreto-lei n.º 200 de 1967.

A Administração Pública Burocrática ganha força no Brasil em 1938, com a criação do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), que tinha entre seus objetivos o implemento dos princípios da estrutura burocrática à Administração Pública do país, em particular do Governo Federal. Esse modelo de administração burocrática surge com o intuito de eliminar os aspectos patrimonialistas da Administração Pública brasileira, por meio de uma lógica racional-legal, com o objetivo de reduzir a corrupção.

Embora tenha sido responsável por mudanças positivas para a Administração Pública brasileira, o modelo de Administração Pública Burocrática trouxe consigo algumas disfunções, a exemplo de:

  • A preocupação excessiva com o resultado, deixando as regras procedimentais em segundo plano;
  • B perda de controle sobre a comunicação e do controle decisório, em função da autoridade horizontal;
  • C dificuldade de respostas às mudanças do meio externo, dando prioridade às questões internas do sistema;
  • D baixa profissionalização, decorrente do favorecimento de promoção por antiguidade em detrimento do merecimento;
  • E aumento das práticas clientelistas, resultante da restrição de tratamentos isonômicos apenas aos indivíduos pertencentes à estrutura pública ou política.