Resumo de Português - Verbo transitivo direto

O verbo transitivo direto é aquele que precisa de um objeto direto para fazer sentido. Sem esse complemento a frase fica incompleta.  O objeto direto responde às perguntas:

  • o quê?
  • e quem?

Sua função é indicar quem está sofrendo a ação.

Exemplos de verbo transitivo direto

  • emprestar
  • comunicar
  • influenciar
  • agradecer
  • pagar
  • perdoar
  • comemorar
  • informar
  • oferecer
  • contar
  • dar
  • aconselhar
  • devolver
  • entregar
  • ensinar

Observe algumas frases com o verbo transitivo direto:

  • A professora ensinou o conteúdo.  – Verbo ensinar
  • Os estudantes leram os livros. – Verbo Ler
  • O Liverpool comemorou a vitória. – Verbo comemorar
  • Eles fizeram a prova? – Verbo fazer
  • O carro atropelou o cachorro. – Verbo atropelar
  • Jaime empurrou Bran. – Verbo empurrar

Identificando o verbo transitivo direto nas frases

  • A professora ensinou o conteúdo.

“A professora”: (sujeito – quem pratica a ação)

“ensinou”: (verbo transitivo direto – ensinou o que? )

“ensinou o conteúdo”: (predicado)

“O conteúdo”: (objeto direto)

  • Os estudantes leram os livros.

“Os estudantes”: (sujeito – praticam a ação)

“leram”: (verbo transitivo direto – leram o que? )

“leram os livros”: (predicado)

“os livros”: (objeto direto)

  • O Liverpool comemorou a vitória.

“O Liverpool”: (sujeito – pratica a ação)

“comemorou”: (verbo transitivo direto – comemorou o quê?)

“comemorou a vitória”: (predicado)

“a vitória”: (objeto direto)

  • Vocês fizeram a prova?

Eles: (sujeito oculto – pratica a ação)

“fizeram”: (verbo transitivo direto – fizeram o quê?)

“fizeram a prova?”: (predicado)

“a prova”: (objeto direto)

  • O carro atropelou o cachorro.

“O carro”: (sujeito – pratica a ação)

“atropelou”: (verbo transitivo direto – atropelou quem?)

“atropelou o cachorro”: (predicado)

“o cachorro”: (objeto direto)

  •  Jaime empurrou Bran.

“Jaime”: (sujeito – pratica a ação)

“empurrou”: (verbo transitivo direto – empurrou quem?)

“empurrou Bran”: (predicado)

“Bran”: (objeto direto)

Verbo transitivo indireto

Os verbos transitivos indiretos são aqueles que necessitam de um objeto indireto para dar sentido a uma frase. Sem o objeto indireto ela fica incompleta.

Diferente do verbo transitivo direto, o transitivo indireto precisa da preposição para fazer a regência verbal. O verbo transitivo indireto indica a qual elemento a ação verbal se destina.

O objeto indireto responde às perguntas:

  • de quê?
  • para quê?
  • de quem? para quem?
  • e em quem?

Veja alguns exemplos de verbo transitivo indireto

  • necessitar
  • saber
  • acreditar
  • obedecer
  • precisar
  • gostar
  • conversar
  • duvidar
  • concordar
  • lembrar
  • simpatizar
  • ingressar
  • comparecer
  • suceder

Observe algumas frases com o verbo transitivo indireto:

  • Eu lembro de você. (verbo “lembrar”)
  • Ele duvidou de mim. (verbo “duvidar”)
  • A esposa concordou com o marido. (verbo “concordar”)
  • Minha irmã respondeu a mensagem. (verbo “responder”)

Identificando o verbo transitivo indireto nas frases

  • Eu lembro de você.

“Eu”: (sujeito – pratica a ação)

“lembro”: (verbo transitivo indireto – lembro de quê? de quem?)

“lembro de você”: (predicado)

“de você”: (objeto indireto)

  • Ele duvidou de mim.

“Ele”: (sujeito – pratica a ação)

“duvidou”: (verbo transitivo indireto – duvidou de quê? De quem?)

“duvidou de mim”: (predicado)

“de mim”: (objeto indireto)

  • A esposa concordou com o marido.

“A esposa”: (sujeito – pratica a ação)

“concordou”: (verbo transitivo indireto – concordou com o quê? com quem?)

“concordou com o marido”: (predicado)

“com o marido”: (objeto indireto)

  • Minha irmã respondeu a mensagem.

“Minha irmã”: (sujeito – pratica a ação)

“respondeu”: (verbo transitivo indireto – respondeu o quê? a quem? para quem?)

“respondeu a mensagem”: (predicado)

“a mensagem”: (objeto indireto)

Atenção às armadilhas da Língua Portuguesa

Há casos em que o objeto pode pedir o verbo transitivo direto e o indireto, a exemplo dos verbos “querer” e “pagar”. Eles podem indicar “quem” ou “quê”, “de quem”, “para quem com quem”, “de quê”, “para quê”, “a quê”. Observe abaixo:

Verbo “querer” como transitivo direto: Eu quero a mala azul.
Verbo “querer” como transitivo indireto: Eu quero a minha mãe.

Verbo “pagar” como transitivo direto: Eu paguei a conta.
Verbo “pagar” como transitivo indireto: Eu paguei ao funcionário.

Agora observe esta frase:

  • Eu dei a conta aos funcionários.

“Eu”: (sujeito que pratica a ação)
“paguei”: (verbo transitivo)
“a conta”: (objeto direto)
“aos funcionários”: (preposição ao + objeto indireto)

Conheça também os verbos intransitivos

Os intransitivos são verbos que não precisam de complementos para completar o seu sentido. Eles são completos, mas podem estar acompanhados (o uso não é obrigatório) de adjuntos adverbiais.

Veja alguns exemplos de verbos transitivos:

  • Verbo acreditar
  • Verbo comer
  • Verbo querer
  • Verbo agradecer
  •  Verbo lembrar
  • Verbo emprestar
  • Verbo nascer
  • Verbo morrer
  •  Verbo cair
  • Verbo sentar
  • Verbo levantar

Observe algumas frases com o verbo intransitivo:

  • Voltar cedo.
  • Dormir demais.
  • Minha filha nasceu.

Verbo intransitivo e adjunto adverbial

Não são raros os casos em que outras informações são acrescentadas aos verbos intransitivos, elas não são relevantes para a compreensão da frase, são utilizados apenas como um acessório.

O objetivo do adjunto é mostrar uma condição que pode ser de intensidade, tempo, modo, lugar, dúvida, assunto, causa e tantos outros.

Observe alguns exemplos de adjuntos adverbiais:

  • De fato, sim, com certeza (afirmação)
  • Jamais, não, em hipótese alguma (negação)
  • À esquerda, à direita, nas montanhas, em casa (lugar)
  • De noite, de dia, de tarde, em junho, das 8h às 12h (tempo)
  • Muito, bastante (intensidade)
  • Rapidamente (modo)
  • A pé (meio)
  • De porcelana (matéria)
  • Sobre futebol ou a respeito de (assunto)
  • Além de (acréscimo)
  • Do quarto à sala (limite)
  • De aço, de ferro (matéria)
  • De avião, de trem (meio)
  • A preços altos (preço
  • Para o exame, a negócio (finalidade)
  • Com o garfo, com a faca (instrumento)
  • Conforme o combinado (conformidade)
  • Com quem, contigo (companhia)

Observe algumas aplicações em frases:

  • Viajou de avião.

Ele ou ela: sujeito oculto
“viajou”: verbo intransitivo
“de avião”: adjunto adverbial de meio.

  • Voltou rapidamente.

Ele ou ela: sujeito oculto
“voltou”: verbo intransitivo
“rapidamente”: adjunto adverbial de modo.

Voltar

Questões