Resumo de Português - Uso das Aspas

O uso das aspas é aplicado na linguagem escrita e está relacionado às situações específicas. Além de saber como e quando empregar as aspas, é necessário ficar atento à pontuação do texto e quando as aspas surgem ao longo do seu desenvolvimento.

Uso das aspas: aplicação

As aspas são usadas em diferentes situações, nos variados tipos de textos. Veja abaixo algumas delas.

Uso das aspas nas citações

O uso das aspas deve ser aplicado toda vez que for abrir ou fechar citações.

Exemplo 1

“O senhor… mire, veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam, verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra montão.”

(Grande sertão: Veredas – Guimarães Rosa)

Exemplo 2

“Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.”

(Clarice Lispector – fragmento de crônica publicada no Jornal do Brasil em 1968).

Uso das aspas em algumas expressões

Habitualmente, o uso das aspas é aplicado quando o autor da redação tem a intenção de expressar ironia ou destacar uma frase ou expressão que não é usada habitualmente.

Exemplo 1

Moça linda bem tratada,
Três séculos de família,
Burra como uma porta:
Um “amor”.

(Mário de Andrade)

Exemplo 2

Que “ótimo” trabalho! Você conseguiu estragar tudo o que já estava feito!

Aspas e neologismos, arcaísmos ou gírias

O uso das aspas é aplicado quando são empregados no texto neologismos, arcaísmos ou gírias, pois é relevante que esses termos ganhem destaque.

Exemplo 1

“(…) Já outro, contudo, respeitável, é o caso – enfim – de ‘hipotrélico’, motivo e base desta fábrica diversa, e que vem do bom português. O bom português, homem de bem e muitíssimo inteligente, mas que, quando ou quando, neologizava, segundo suas necessidades íntimas.”

(Tutameia – Terceiras estórias. Guimarães Rosa)

Exemplo 2

Hoje à noite elas vão “caetanear” muito no show de Caetano Veloso.

Aspas e estrangeirismos

O uso das aspas também é empregado quando aparecer estrangeirismo no texto. O uso das aspas é indispensável quando a opção “itálico” não estiver disponível.

Exemplo 1

Venha provar meu “brunch”
Saiba que eu tenho “approach”
Na hora do “lunch”                                                       
Eu ando de “ferry-boat”…

(Samba do Approach – Zeca Baleiro)

Exemplo 2

Agora pego
Um caminhão na lona
Vou a nocaute outra vez
Pra sempre fui acorrentado
No seu calcanhar
Meus vinte anos de “boy”
“That’s over, baby!”
Freud explica

(Chão de Giz – Zé Ramalho)

Aspas e obras literárias

O uso das aspas também é aplicado para marcar o nome de uma obra literária.

Exemplos

“Memórias Póstumas de Brás Cubas”. (Machado de Assis)

“Perto do coração selvagem” (Clarice Lispector)

Estamos lendo e estudando “Capitães de Areia” nas aulas de português.

Regras para a pontuação quando existir o uso das aspas

É necessário ficar atento aos sinais de pontuação das frases para empregar corretamente as aspas.

Aspas no inicio e final de frases

Caso a frase termine com aspas, o ponto final deve ser colocado dentro das aspas.

Exemplo 1

“Está morto: podemos elogiá-lo à vontade.”
(Machado de Assis)

Exemplo 2

“Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.”
(Machado de Assis)

Aspas em frases quebradas

Se a frase não estiver inteiramente dentro das aspas, a pontuação fica fora das aspas.

Exemplos

Estou concordo com Machado de Assis, que dizia, sabiamente: “lágrimas não são argumentos”.

“Sabemos que procuramos na vida a felicidade (…)”.

Tipos de Aspas

Existem dois tipos de aspas

Aspas Simples (‘’)

O uso das aspas simples é feito quando as aspas duplas já estão sendo usadas.

Exemplo

“O menino estava muito preocupada no seminário, pois ia explicar a ‘Nova Tese’ sobre o tema polêmico da redução da maioridade penal.”

Aspas Duplas (“ ”)

O uso das aspas duplas é feito nos discursos diretos para destacar algo no texto ou citar alguma obra.

Exemplo

Thiago preferiu dizer logo o que estava pensando: “Não gosto mais do evento”.

Curiosidade sobre as aspas

  • As aspas que nós utilizamos são chamadas de aspas inglesas (“a”) ou aspas curvas.
  • Existem outras formas de representar as aspas: aspas alemãs („a”); aspas francesas («a»), chamadas de aspas angulares; e as aspas japonesas (「a」).
Voltar

Questões