Resumo de Português - Pronomes oblíquos

Pronomes oblíquos ou pronome do caso objetivo é uma classificação gramatical que geralmente assume a função de objeto direto, objeto indireto ou complemento nominal.

Além disso, eles possuem a função de agente da passiva e de adjunto adverbial.

Os pronomes são palavras que acompanham os substantivos podendo ou não os substituir, de forma direta ou indireta, retomá-los ou fazer referências a eles.

Além dos pronomes oblíquos, na língua portuguesa há também outras classificações: pronomes pessoais, pronomes possessivos, pronomes demonstrativos, pronomes interrogativos, pronomes relativos e pronomes indefinidos.

Os pronomes oblíquos podem ser tônicos ou átonos.

Pronomes oblíquos tônicos

Os pronomes oblíquos tônicos têm a função de objeto indireto dentro da sentença e isto faz com que eles estejam sempre precedidos de preposições, geralmente de a, para, de e com.

Os pronomes oblíquos tônicos são:

  • Mim / comigo – 1ª pessoa do singular (eu);
  • Ti / contigo – 2ª pessoa do singular (tu);
  • Ele / ela – 3ª pessoa do singular (ele, ela);
  • Nós / conosco -1ª pessoa do plural (nós);
  • Vós / convosco – 2ª pessoa do plural (vós);
  • Eles / elas – 3ª pessoa do plural (eles, elas).

Observação: perceba que os únicos pronomes que mudam são da primeira pessoa (mim) e segunda pessoa (ti), enquanto os outros permanecem o pronome pessoal do caso reto.

Exemplos em frases:

  • Você comprou aquela roupa para mim? / Objeto indireto
  • Você sabe que ela gosta de ti? / Objeto indireto
  • Amanhã vou contigo fazer compras. / Adjunto adverbial
  • Muito café faz mal a mim. / Complemento nominal
  • Os doces foram cozinhados por ela. / Agente da passiva
  • Ela fará a viagem conosco. / Adjunto adverbial
  • Disseram a mim toda a verdade. / Objeto indireto

Pronomes oblíquos átonos

Enquanto os pronomes oblíquos tônicos são acompanhados de preposição, os átonos são chamados assim por não serem precedidos por esse elemento. Além disso, possuem a acentuação tônica fraca.

Os pronomes oblíquos átonos são:

  • Me – 1ª pessoa do singular (eu);
  • Te – 2 ª pessoa do singular (tu);
  • Se / o / a / lhe – 3ª pessoa do singular (ele, ela);
  • Nos – 1ª pessoa do plural (nós);
  • Vos – 2ª pessoa do plural (vós);
  • Se / os / as / lhes – 3ª pessoa do plural (eles, elas).

Observação: o “lhe” é o único pronome que já aparece na forma contraída. Isto é, ocorreu a junção do “o” ou “a” e proposição “a” ou “para”. Desta forma, o pronome “lhe” exerce a função de objeto indireto em uma oração por acompanhar de forma direta uma preposição.

Observação 2: enquanto os pronomes “o”, “a”, “os” e “as” atuam como objeto direto, os pronomes “me”, “te”, “se”, “nos” e “vos” atuam como objetos direto ou objetos indiretos.

Exemplos em frases:

  • Eu comprei-o em uma loja dentro do shopping. / Objeto direto
  • Meu pai não a viu descer a rua. / Objeto direto
  • O diretor ligou-lhe, mas ele fingiu não ter visto. / Objeto indireto
  • A professora não lhes deu uma boa nota. / Objeto indireto
  • Indaguei-lhe acerca do acontecido. / Objeto indireto

ATENÇÃO 

Os pronomes “o”, “os”, “a” e “as” assumem outras formas a depender das terminações verbais.  Quando o verbo termina em z, s ou r, os pronomes assumem a forma de lo, los, la ou las.

Exemplos:

  • Fiz + o = fi-lo
  • Fazeis + o = fazei-lo
  • Dizer + a = dizê-la

Exemplos com frases:

  • Poderíamos comprá-los.
  • O dever de casa, Carlos fê-lo com atenção.
  • Ela vai seduzi-lo rapidamente.
  • E o bolo? Tu fazê-lo bem?
  • Os papéis? Ele trá-los amanhã de manhã.

E quando o verbo é terminado com som nasal, os pronomes ficam na forma de no, nos, na ou nas.

Exemplos:

  • Viram + o = viram-no
  • Repõe + os = repõe-nos
  • Retém + a = retém-na
  • Tem + as = tem-nas

Exemplos em frases:

  • Façam-na falar!
  • As cadeiras, põe-nas em ordem.
  • Isso eles dão-nos com frequência.
  • Fizeram-nos esperar muito!
  • Eles esperam-na apenas amanhã.

Os pronomes oblíquos átonos podem ter três colocações em relação ao verbo:

  • Próclise
  • Ênclise
  • Mesóclise

Próclise

Ocorre quando os pronomes oblíquos vêm antes do verbo.

Exemplos com palavras negativas (nem, não, nunca, jamais, ninguém, nada, de modo algum etc.)

  • Isso não vai me perturbar.
  • De modo algum me perturbarei com isso.
  • Ninguém me perturbou.
  • Isso nem me perturbou.
  • Isso jamais me perturbou.
  • Isso nunca me perturbou.
  • Nada me perturbou.

Exemplos com conjunções subordinadas (que, se, porque, conforme, embora, logo, quando etc.)

  • Quando me lembro daquelas férias, fico animada.
  • Não é necessário que o leve agora.
  • Embora me entristeça, esta nota ainda é boa.
  • Ele falou tudo errado porque me esqueci de trazer o trabalho.
  • Conforme me lembrava, eu ia anotando.

Exemplos com advérbios (aí, aqui, lá, já, sempre, etc)

  • Aqui se aprende com qualidade.
  • E lá me disseram coisas absurdas.
  • Sempre lhe levavam com eles?

Exemplos com pronomes: relativos, interrogativos, demonstrativos, etc

  • O rapaz que lhe mostrou isso é um mentiroso.
  • Quem lhe contou isso?
  • Todos lhe apoiaram durante a tragédia.

Ênclise

Ocorre quando o pronome oblíquo vem depois do verbo.

Exemplos com verbo no infinitivo

  • Deve lembrar-se de hoje.
  • Poderia entregar-lhes as contas ainda hoje.

Exemplos no início da frase

  • Contaram-me tudo.
  • Disse-me o gerente: A loja vai abrir no feriado.
  • Me diga aí qual foi o resultado do seu time.

Exemplos com verbo no gerúndio

  • …sentia graves acontecimentos tramando-se em torno de mim.
  • Os fatos, enredando-se, formavam uma narrativa.
  • Saiu machucado, deixando-nos aterrorizados.

Exemplos com verbo no imperativo

  • Chama-me como quiseres.
  • O pão nosso de cada dia dai-nos hoje…
  • Meninos, calem-se!

Observação: a próclise ou a ênclise quando no início da frase irá depender da linguagem que está sendo usada e do contexto, se é algo formal ou informal, falada ou escrita.

Mesóclise

Ocorre quando o pronome está localizado no meio do verbo. Entretanto, há três maneiras: quando o verbo estiver no futuro, quando iniciar a frase e quando antes dele não houver palavra atrativa.

Exemplos:

  • Dir-lhe-ei tudo o que penso.
  • Vê-la-ia hoje à noite.
  • Procurar-me-iam caso precisassem.
Voltar

Questões