Resumo de Português - Por que ou Porque

O termo “porque” pode ser escrito de quatro formas, sendo elas: “porque”, “porquê”, “por que” e “por quê”. Essas variações possuem características e especificidades que precisam ser levadas em consideração na produção de textos.

Apesar de ser um termo bastante utilizado, muita gente tem dúvidas sobre o assunto. Provavelmente isso aconteça pelo fato de termos quatro tipos de porquês e acabar gerando confusão na hora de aplicação nas frases.

Para facilitar, existem alguns macetes que são utilizados para empregar cada forma de escrever, mas vale destacar que em algumas situações é necessário conhecer de fato a sua regra de ortografia.

É importante, então, conhecer as funcionalidades de cada tipo para que seja aplicado corretamente nas orações.

Por que

Essa forma de escrita, separado e sem acento, pode aparecer no início ou no meio das frases e expressa uma dúvida. Ela é utilizada quando se quer fazer uma pergunta ou quando quer ligar as informações de duas orações.

Quando o termo aparece no início da frase é considerado um por que interrogativo. Vejamos alguns exemplos:

  • Por que você não foi à praia?
  • Por que não posso ir ao cinema?

Você pode substituir esse tipo de “por que” pelas expressões: “por que motivo”, “por qual motivo”, “por que razão”, “por qual razão”. Sendo assim, sempre que conseguir fazer essa relação, saberá que o tipo certo é esse. Vamos ver na prática:

  • Por qual motivo você não foi à praia?
  • Por qual razão não posso ir ao cinema?

Quando ele é utilizado para ligar as informações de duas orações, ou seja, estabelecer uma relação entre um termo antecedente, aparecerá no meio da frase. Veja a sua aplicação:

  • Quero saber por que você veio.

Perceba que a frase não possui uma interrogação no final, mas não deixa de apresentar uma ideia de interrogação.

Esse tipo também pode ser substituído por outros termos, como: “pelo qual”, “pela qual”, “pelos quais”, “pelas quais”, “por qual”, “por quais”. Por exemplo:

  • Quero saber por qual motivo você veio.

Por quê

O "por quê", separado e com acento, também se refere a uma interrogação, mas, diferente do anterior, ele sempre aparecerá no final da oração. Fique ligado que as frases poderão ter uma interrogação ou não. Observe:

  • Você foi embora e não disse por quê.
  • Você foi embora, por quê?

Esse tipo pode ser substituído pelos termos: “por qual motivo”, “por qual razão”. Por exemplo: você foi embora e não disse por qual motivo.

Porquê

Quando você quiser indicar a causa, o motivo ou a razão de alguma situação deverá utilizar o porquê junto e com acento. Esse tipo sempre aparecerá após um artigo definido (o, os) ou indefinido (um, uns) e poderá ser substituído por “o motivo”, “a razão”, “a causa”. Vamos ver na prática:

  • Todo mundo foi embora e não me disse o porquê. Essa frase também poderia ser escrita assim: todo mundo foi embora e não me disse o motivo.
  • Gostaria de saber o porquê de ter sido demitido. A oração também poderia ser: gostaria de saber a razão de ter sido demitido.

Porque

Esse tipo geralmente é utilizado em respostas, ou seja, está presente nas orações em que se pretende dar uma justificativa, explicação ou indicar a causa de alguma situação. Observe a sua aplicação:

  • Estou feliz porque ganhei um dinheiro extra.
  • Ela não foi à praia porque estava chovendo.

Assim como nos outros “porquês”, esse também possui algumas expressões que o substituem nas frases, são elas: “pois”, “visto que”, “uma vez que”, “por causa de que”, “dado que”. Por exemplo:

  • Estou feliz pois ganhei um dinheiro extra.

Podemos chamar esse “porque” de conjunção subordinativa causal ou explicativa, pois é utilizado para unir duas orações.

Resumo do uso dos porquês

  • Por que: aparece no início ou meio das frases. Demonstra ideia de interrogação e pode ser substituído por: “pelo qual”, “ por qual”. Exemplo: este é o motivo por que (por qual) estamos lutando.
  • Por quê: usado em frases interrogativas e aparece no final. Exemplo: você não vai estudar, por quê?
  • Porque: aparece quando se quer responder algo e pode ser substituído pela expressão “pois”. Exemplo: vou à praia porque (pois) quero tomar banho de mar.
  • Porquê: utilizado para informar a razão ou motivo. Exemplo: você não foi a faculdade? Me diga o porquê.
Voltar

Questões