Resumo de Geografia - OTAN

A OTANOrganização do Tratado do Atlântico Norte é uma aliança formada por países da América do Norte e da Europa Ocidental comandada pelos Estados Unidos.

A organização foi fundada em 1949, durante a Guerra Fria entre EUA e URSS, e seu principal objetivo era proteger os países participantes da OTAN de ataques militares de outros países.

Um ataque a um país membro da OTAN era visto como um ataque a todos os países membros. Prova disso é o artigo 5º do Tratado do Atlântico Norte que diz:

Um ataque armado contra um ou mais países membros será considerado uma agressão contra todos.

Países integrantes da OTAN

Atualmente, a OTAN é formada por países ocidentais e do leste europeu.

Países ocidentais membros da OTAN

Estados Unidos da América (EUA), Canadá, Bélgica, Dinamarca, França, Holanda, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal, Reino Unido, Grécia, Alemanha e Espanha.

Países do leste europeu membros da OTAN

Polônia, República Tcheca, Hungria, Bulgária, Estônia, Letônia, Lituânia, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Croácia, Albânia e Turquia, além da Macedônia, que é um país aspirante.

Criação da OTAN

Como citado, essa organização surgiu em 04 de abril de 1949, no decorrer da Guerra Fria. A criação aconteceu a partir de um movimento capitaneado pelos Estados Unidos, que juntou os países do bloco capitalista para um acordo de ajuda militar e proteção, caso ocorresse ataques de países do bloco socialista.

Bélgica, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, França, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal e Reino Unido foram os países que fundaram essa organização.

Em resposta à criação da OTAN, os países do bloco socialista e a União Soviética formaram o Pacto de Varsóvia. O objetivo desse pacto também era se proteger dos ataques militares.

OTAN após o fim da União Soviética

Em 1980, o poder soviético entrou em colapso. Isso resultou na extinção da União Soviética em 1991. A perda de poder da potência socialista resultou no fim do Pacto de Varsóvia, que foi destruído em 1988, junto com a queda do Muro de Berlim – considerado um dos principais símbolos da Guerra Fria.

Com a anulação da intimidação representada pelo socialismo, a OTAN adotou estratégias de proteção dos interesses de seus países membros. Hoje a organização opera como uma ação expansionista, com visitações para ajudar nos interesses políticos e comerciais de seus países membros.

Nesses interesses estão inclusos, por exemplo, o acesso a recursos naturais e a grandes mercados consumidores. Assim sendo, nos últimos anos, a OTAN tem preparado intervenções militares armadas em diversos países, participando de invasões ao Afeganistão em 2001; na Guerra do Iraque, em 2003 e na Guerra Civil da Líbia, em 2011.

Curiosidades

  • Os principais conflitos envolvendo a OTAN foram: Bósnia (1993), Iugoslávia (1999), Afeganistão (2001), Guerra do Iraque (2003), Líbia (2011);
  • Depois da OTAN, outras instituições militares foram fundadas na Europa sem a participação dos EUA, entre elas: Organização de Segurança e Cooperação Europeia (OSCE); Organização da Unidade Europeia (OUE) e EUROCORPS (exército europeu);
  • Aproximadamente 70% dos gastos militares no planeta Terra são feitos pelos membros da OTAN.

Guerra Fria

A Guerra Fria foi uma luta entre o comunismo e o capitalismo, a fim de disputar a liderança mundial.

A Guerra fria começou logo depois da Segunda Guerra Mundial e ficou conhecida porque os países envolvidos nunca lutaram diretamente em um conflito em seus territórios.

Motivos

A União Soviética queria estabelecer o socialismo em outros países com o objetivo de expandir a igualdade social, apoiado na economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de democracia.

Enquanto a União Soviética buscava o socialismo, os Estados Unidos, a outra potência mundial, queria a expansão do sistema capitalista, assentado na economia de mercado, sistema democrático e propriedade privada.

Com o término da Segunda Guerra Mundial, as principais diferenças do capitalismo e do socialismo eram entre a política, ideologia e sistemas militares.

Mesmo com a rivalidade e a tentativa de influenciar outros países, os Estados Unidos e a União Soviética não discutiram devido a grande quantidade de armamento nuclear envolvido, e a briga entre os dois países levaria a destruição deles.

No entanto, as duas potências alimentaram conflitos em outros países como, por exemplo, na Coreia e no Vietnã.

Em busca de alianças políticas, os Estados Unidos desenvolveram uma prática de financiamento e reconstruções de nações derrotadas na Segunda Guerra Mundial.

Dentre as políticas criadas pelos norte-americanos para conter o avanço socialista destacou-se o Plano Marshall, feito pelo secretário de Estado George Marshall, com a finalidade de arquitetar alianças contra o regime soviético.

A União Soviética também desenvolveu práticas políticas para expandir o avanço socialista. O Kominform foi um grupo político responsável por reforçar as alianças entre os principais partidos políticos socialistas do mundo. Essa política foi batizada de Cortina de Ferro, simbolizando os países que faziam parte do socialismo.

Fim da Guerra Fria

A Guerra Fria se estendeu ate 1989, criando conflitos como a Guerra da Coreia e da Alemanha que ficaram divididas entre capitalismo e socialismo.

O final da Guerra da Alemanha foi marcado pela queda do Muro de Berlim, responsável por separar durante vários anos a sociedade alemã em capitalista e socialista.

O final da Guerra Fria também foi marcado pelo fim da Perestroika, que tirou do poder os governantes socialistas da União Soviética.

Voltar

Questões