Resumo de Português - Mal e mau

Mal e mau são palavras antônimas – apresentam conceitos diferentes entre elas. Em relação a mal com “l”, a palavra antônima será bem. Para fazer a utilização correta é necessário ficar atento ao seu significado contrário.

Cada uma possui um significado e para não errar basta fazer algumas substituição nas frases para que o emprego de cada uma delas seja feito corretamente.

O emprego incorreto dessas palavras pode levar ao não entendimento de algumas afirmações. Ao longo do texto você verá exemplos para nunca mais errar o emprego de mal e mau.

Quando usar Mal

Incorretamente, irregularmente, bruscamente, inadequadamente, ilegalmente, desarmoniosamente, erradamente, insuficientemente, defeituosamente, também podem ser considerados como sinônimo de mal. Em latim mal significa “male”

Exemplos:

  • Eu preciso descansar porque tenho dormido mal;
  • O mal da sociedade moderna é a violência urbana;
  • Mal tocou o sino, os alunos começaram a comemorar;
  • Ele é um homem do mal;
  • José está mal-humorado hoje.

A expressão mal poderá ser utilizada como: advérbio de modo, substantivo ou uma conjunção subordinativa temporal.

Como advérbio, mal significa que algo pode ter sido feito de maneira errada ou irregular. Por exemplo: Chegou em casa e mal olhou para a esposa.

Como substantivo, mal está associado à doença ou epidemia. Por exemplo: Não há motivos para praticarmos o mal.

Como conjunção, mal significa: assim que, quando, etc… Por exemplo: Mal cheguei em casa e o telefone tocou.

Dicas

Advérbio é a classe gramatical das palavras que altera o sentido dos verbos, dos adjetivos e do próprio advérbio.

Os advérbios podem indicar dúvida, intensidade, modo, lugar, tempo, afirmação e negação.

  • Advérbios de dúvida: aparentemente, supostamente, quiçá, casualmente, etc…
  • Advérbios de intensidade: apenas, tão, demais, tanto, quase, bastante, etc…
  • Advérbios de modo: devagar, melhor, pior, cuidadosamente, calmamente, etc…
  • Advérbios de lugar: ali, aqui, dentro, embaixo, externamente, lá, etc…
  • Advérbios de tempo: antes, ontem, breve, cedo, constantemente, depois, enfim, diariamente, etc…
  • Advérbios de afirmação: Sim, decerto, certo, efetivamente, incontestavelmente, etc…
  • Advérbios de negação: Não, tampouco, negativamente, jamais, nunca, etc…

Substantivo pertence a classe de palavras que compõem a gramática. Fornece nomes aos seres, ações, objetos, características, sentimentos e estados. Os substantivos são classificados das seguintes maneiras:

  • Concreto: animais, coisas, tudo que tem existência própria. Ex: armário, sofá, mochila.
  • Abstrato: associados a desejos, sentimentos, qualidades, estados, etc. Ex: saudade, carinho, saúde, inteligência, profundidade.
  • Próprio: nome de pessoas, lugares ou uma coisa de forma individual. Ex: Salvador, Thiago, Totó, Matemática.
  • Comum: todas as coisas, animais, seres de uma dada espécie. Ex: casa, gato.
  • Simples: formado por uma palavra.Ex: moleque, chuva.
  • Composto: formado por mais de uma palavra. Ex: erva-doce, beija-flor, couve-flor.
  • Coletivo: uma palavra para designar vários seres de uma mesma espécie.  Ex: classe, comitiva, cortejo, fauna.

Já as conjunções são palavras que conectam orações e estabelecem entre elas uma relação de coordenação e subordinação. Elas podem ser aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas.

  • Aditivas: e, nem, mas também, como também, bem como, não apenas, como ainda, etc. Ex: Pedro é educado e gentil
  • Adversativas: mas, porém, todavia, no entanto, contudo, etc. Ex: Não se esforçou muito, porém obteve um bom resultado.
  • Alternativas: ou, ou…ou, quer…quer, ora…ora, já…já, seja…seja, etc. Ex: Ou você estuda ou dorme.
  • Conclusivas: assim, logo, então, por isso, desse modo, por conseguinte, dessa forma, etc. Ex: Possui bom histórico profissional, logo não ficará desempregado.
  • Explicativas: que, porque, porquanto, etc. Ex: Não compareci a festa porque não fui convidado.

Quando usar Mau

Mal e mau também são palavras homófonas. Elas possuem a mesma fonética apesar das grafias diferentes. O mau com “u” também é uma palavra antônima. Neste caso, o antônimo de mau é bom. Sendo assim, para fazer uso de maneira correta, basta lembrar a palavra que é contrária a ela.

Mau também é sinônimo de incompetente, incapaz, desqualificado, inábil, imprestável, ineficiente, ineficaz, inepto, limitado, improdutivo, parado, falho, falto, deficiente, escasso, pobre, inexpressivo, entre outros.

Em latim mau significa “malu”

Exemplos:

  • João é um garoto mau!
  • Maura está sempre de mau.
  • A sua piada é de muito mau gosto!
  • Eu não sou mau aluno.
  • Hoje acordei passando mau.
  • O chefe está de mau humor.

Pronúncia de mal e mau

Conforme citado acima, as palavras mal e mau são locuções homófonas.  Dessa maneira, são pronunciadas da mesma forma, porém escritas de formas diferentes e com significados distintos.

As palavras mal e mau são pronunciadas da mesma forma porque normalmente o “l” tem assume o som de “u”.

Alguns exemplos de palavras homófonas:

  • Acender e ascender

acender – atear fogo | ascender – subir

  • Cassar e caçar

cassar – anular | caçar – pegar animais

  • Cela e sela

cela- quarto pequeno | sela – arreio

  • Conserto e concerto

conserto –reparo | concerto – seção musical

Além das palavras homófonas, existem também na língua portuguesa termos homônimos, homógrafos e parônimos.

Palavras Homônimas: escreve-se e pronuncia-se da mesma maneira, porém têm significados diferentes.

  • Cumprimento e comprimento
  • Preceder e proceder
  • Delatar e dilatar
  • Emenda e ementa
  • Cível e civil
  • Absolver e absorver

Palavras Homógrafas: as palavras homógrafas são escritas do mesmo modo, mas sua pronuncia é de forma diferente.

  • Almoço- substantivo | almoço – verbo
  • Colher- substantivo | colher – verbo
  • Começo- substantivo | começo – verbo
  • Jogo- substantivo | jogo – verbo

Palavras Parônimas: escrevem-se e pronuncia-se de forma semelhante, mas com significados distintos.

  • Absolver – absorver

Absorver- inocentar, perdoar | Absolver – fazer com que algo desapareça

  • Emergir – imergir

Emergir – vir à tona | Imergir – Mergulhar

  • Descrição – discrição

Descrição – ato de descrever | Discrição – ser discreto ou reservado

 

 

Voltar

Questões