Resumo de Biologia - Lobo

O lobo é um animal mamífero que pertence a família Canidae proveniente de espécies selvagens, com potência para percorrer muitos quilômetros em busca de suas presas. Em alguns casos, pode alcançar velocidades acima de 67 quilômetros por hora quando está em perseguição das vítimas. 

De forma geral, esse animal possui uma anatomia diferenciada. Entre um dedo e outro, possui uma fina camada de pele, um tipo de revestimento, facilitando aderência ao terreno, o que faz com que estes animais se desloquem na neve com mais facilidade do que suas vítimas, as possíveis presas em potencial.

Características do lobo

Os lobos, de maneira geral,  têm muito pelo e de estrutura bastante densa, subdivididos em duas camadas. A primeira é constituída por pelos porosos e resistentes que repulsam água e sujeira.

A segunda camada, chamada de subpelo, é formada por uma pelagem densa, que isola a água, não permitindo que ela penetre.

Na subcamada, os pelos ficam espalhados como se fossem grandes tufos, variando de estrutura conforme as estações durante o ano. 

Em determinados períodos, ele esfrega o corpo contra galhos de árvores e outros objetos para que a pele expulse o excesso de pelo que esteja incomodando.

Essa segunda camada, também denominada subpelo, é geralmente cinza, sem considerar os aspectos externos e o tipo específico do animal em questão. 

 Em regra geral, a pelagem dos lobos pode variar bastante indo do cinza ao cinza-amarronzado, até os tons mais comuns, dentre eles estão o branco, vermelho, marrom e preto.

Dentro das suas populações, podem-se observar alcateias de várias cores, mas os lobos de cores mistas ainda são predominantes. Em alguns casos, há grupos com pelagens toda preta ou majoritariamente brancos. 

Apesar de serem animais mais raros, existem as espécies albinas, sem a presença da pigmentação na pele.

Já os melanísticos, aqueles de coloração totalmente preta, raramente são comuns fora do continente norte-americano. Na Itália, sendo um caso raro, são encontrados de 20% a 25% da população de lobos negros em cada grupo encontrado no país. 

De acordo com pesquisas e exames genéticos, a  pelagem preta é proveniente de uma alteração de DNA causada por cruzamentos de espécies distintas. 

Apesar de estar relacionado a outras características, a cor da pele pode ser relacionada ao ambiente onde vive a população de lobos. Por exemplo, lobos brancos são mais frequentes em áreas com cobertura de neve.

Já aqueles em fase de envelhecimento mudam, involuntariamente, o tom da pele para acinzentado por causa da interferência da idade.

Um dos mais conhecidos e estudados, o tamanho das patas dos lobos cinzentos, que são relativamente grandes, funciona para distribuir o peso do seu corpo em áreas como superfícies cobertas pela neve.

Além disso, seus pelos e unhas são mais apropriados para esse tipo de situação e reforçam a aderência em superfícies escorregadias. O corpo adaptável faz com que os vasos sanguíneos especiais mantenham as patas aquecidas em localidades de frio extremo.

Para facilitar a comunicação de um lobo para outro, eles possuem glândulas odoríferas localizadas entre os dedos.

Essas glândulas servem para deixar um aspecto de marcas com odores característicos por onde ele passa, mantendo outros animais do mesmo bando bem informados sobre o paradeiro do macho alfa. 

Em comparativo aos cães, os lobos cinzentos têm uma quantidade menor de glândulas sudoríparas em suas patas, o que faz com que eles transpirem de forma muito insignificante. Os coiotes canadenses do leste europeu têm essa mesma característica.

Alimentação 

Com uma mordida equivalente a uma pressão de 680 quilos por polegada, o lobo é capaz de triturar os ossos das suas presas. Além disso, possuem faro e audição imensamente apurados.

Dentro da cadeia alimentar em que estão agrupados, ficam posicionados no topo desse ecossistema. E, por serem carnívoros, habitam regiões em que a caça de suas presas seja viável. 

Dentre as suas preferências de caça estão o veado e o javali, mas eles também se alimentam de galinhas, ovelhas, cabras e bovinos quando invadem fazendas e áreas de criação de animais.

Curiosidades 

  • Primeiros animais a serem domesticados pelo homem; 
  • Por causa da longa história com os humanos, deu origem aos cães domésticos;
  • Seus uivos, apesar de terem a função de comunicação entre membros do mesmo grupo, são alvos de lendas assustadoras;
  • Alimentam-se de membros da alcateia mortos ou gravemente feridos;
  • Os lobos negros possuem essa coloração por causa de uma possível mutação com cachorros domésticos;
  • O comportamento de filhotes assemelha-se a filhotes de cães;
  • A mordida do lobo possui uma pressão correspondente a 680 quilos por polegada;
  • Os lobos cinzentos fazem parte do grupo de animais mais pesquisados em todo o mundo;
  • O macho alfa comanda toda a alcateia ao lado da fêmea. Em muitos casos, este é o único casal a procriar no bando.
Voltar

Questões