Resumo de Biologia - Lipídios

Lipídios ou lípidos são moléculas de gordura formadas, principalmente, por carbono, oxigênio e hidrogênio. Essas moléculas são muito importantes para os seres vivos, pois são fonte de energia e auxiliam na absorção de algumas vitaminas.

Eles podem ser encontrados em alimentos de origem vegetal e animal. Por exemplo, leite e derivados, gema de ovo, carnes, oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas e gergelim), entre outros.

Entre as principais características dessas moléculas é possível destacar:

  • São ésteres formados a partir da reação entre ácido graxo e álcool;
  • São insolúveis em água;
  • São solúveis em alguns solventes orgânicos (éter, álcool, acetona, etc);
  • Podem ser classificados em óleos (líquidos) e gorduras (sólidos);
  • Possuem moléculas apolares (sem carga elétrica);
  • Possuem coloração esbranquiçada ou levemente amarelada.

Estrutura geral

Os lipídios são ésteres, isto é, são substâncias derivadas dos ácidos carboxílicos, sendo compostos por uma molécula de ácido graxo e uma de álcool (glicerol ou outro). 

Existem vários tipos de lipídios (ceras, fosfolipídios, esteroides, etc.) e diferentes estruturas. Contudo, todos eles têm em comum a presença de uma cadeia de hidrocarbonetos com um final ácido.

Funções

Reserva energética – se comparado aos carboidratos, os lipídios liberam cerca de 2,23 vezes mais energia quando oxidados. Contudo, quando a célula eucarionte necessita de energia ela busca primeiro consumir uma glicose e depois os lipídios.

Isolante térmico e físico – nos mamíferos, as células gordurosas formam uma camada de tecido chamada de hipoderme, a qual protege o indivíduo das variações de temperatura e choques mecânicos.

Estruturala membrana celular ou membrana plasmática é constituída, principalmente, por fosfolipídios. Essa película é responsável por delimitar o citoplasma e proteger a célula do meio externo.

Absorção de vitaminas – os lipídios são responsáveis por transportar as vitaminas A, D, E e K, que são lipossolúveis. Como esses compostos orgânicos não sintetizados pelo organismo, eles são incorporados na alimentação.

Produção de hormônios e sais biliares –  os lipídios estão associados à produção de hormônios esteroides (testosterona, progesterona e estradiol), além da sintetização de sais biliares – compostos que ajudam no processo de absorção de lipídios.

Classificações e tipos de lipídios

De acordo com o ponto de fusão, os lipídios são classificados em dois grandes grupos:

  • Gorduras: substâncias de cadeia saturada (unidos por ligações simples), sólidos em temperatura ambiente e produzidos por animais;
  • Óleos: substâncias de cadeia insaturada (unidos por duplas ligações), líquidos em temperatura ambiente e produzidos por vegetais.

Os lipídios ainda podem ser classificados de acordo com a natureza do ácido graxo e do álcool que os formam:

  • Simples ou ternários: formados apenas por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio;
  • Complexos ou compostos: formados por lípidos simples mais átomos de outros elementos químicos, por exemplo, fósforo, nitrogênio e enxofre;
  • Derivados: formados a partir da hidrólise de lipídios simples e complexos;
  • Precursores: formados a partir das reações metabólicas sofridas pelos ácidos graxos.

Carotenoides

São caracterizados pela pigmentação amarela, vermelha e laranja, sendo encontrados nas célula de plantas que realizam fotossíntese. Também são precursores na síntese da vitamina A, fundamental para visão dos animais.

As funções dessa substância não são totalmente conhecidas. Mas acredita-se que ela atue no organismo humano como antioxidantes, ajudando na prevenção de doenças mediadas por radicais livres e como regulador do sistema imunológico.

Cerídios

São formados por uma molécula de álcool (diferente do glicerol) e um ou mais ácidos graxos. Fazem parte desse grupo as ceras animais e vegetais, que são encontradas nas superfícies de folhas, no corpo de alguns insetos e nas ceras de abelhas.

Atua principalmente como impermeabilizante. Como é o caso do cerume, conhecido popularmente como cera de ouvido, produzido pelas glândulas sebáceas com objetivo de proteger o canal auditivo.

Fosfolipídios ou fosfoglicerídios

Esse tipo de lipídio possui uma estrutura característica, uma parte é hidrofílica e a outra hidrofóbica: A cabeça constituída de fosfato é polar, enquanto a cauda formada de ácidos graxos é apolar.

Como já dito, os fosfolipídios são os principais componentes da membrana celular. Nela, as cabeças polares ficam voltadas para o exterior e as caudas apolares para o interior. Veja no vídeo abaixo a estrutura desse componente celular:

Glicerídeos

Possuem de um a três ácidos graxos unidos em uma molécula de glicerol, formando mono, di ou tri-acil-gliceróis, respectivamente monoglicerídeos, diglicerídeos ou triglicerídeos ou triglicérides.

Os glicerídeos podem ser encontrados no estado sólido (gordura) e líquido (óleo).  Podemos encontrar essa substância em alimentos como leite, queijo, ovos, gorduras de origem animal e nos óleos vegetais.

Esteroides

São compostos lipossolúveis que possuem uma estrutura básica com 17 átomos de carbono ligados a quatro anéis. O principal representante desse grupo é o colesterol, base para formação de hormônios como cortisol, aldosterona, testosterona, progesterona, etc.

As moléculas de colesterol associadas às proteínas sanguíneas formam duas lipoproteínas responsáveis pelo transporte dos esteroides: HDL (High Density Lipoproteins) e LDL (Low Density Lipoproteins), respectivamente bom colesterol e mau colesterol.

Voltar

Questões