Resumo de Biologia - Glândulas do Corpo Humano

Conheça essas estruturas e as funções que elas desempenham no corpo


As glândulas do corpo humano são estruturas que atuam na produção de substâncias importantes para a regulação do metabolismo e manutenção do bom funcionamento do organismo. Elas podem ser encontradas em diferentes regiões do corpo e cada glândula secreta um tipo de substância com função diferente. 
De acordo com a estrutura celular que apresentam, as glândulas do corpo humano podem ser classificadas como unicelulares ou pluricelulares. É considerada glândula unicelular a célula isolada capaz de secretar substâncias. Esse grupo é menos comum no organismo, mas pode ser exemplificado pela célula caliciforme, que produz o mucro encontrado nas vias respiratórias e no trato gastrointestinal
São denominadas glândulas pluricelulares aquelas que são formadas por um agrupamento de células. As estruturas que fazem parte desse grupo são complexas e podem ser definidas como órgãos. Elas estão agrupadas nos sistemas endócrino e exócrino e é sobre elas que vamos tratar nesse artigo! 

Classificando as principais glândulas do corpo humano 


As principais glândulas do corpo humano são as pluricelulares. Além de possuírem estrutura mais complexa, muitas delas estão envolvidas na produção de hormônios que são cruciais para o metabolismo do organismo. A ausência dessas estruturas ou seu mau funcionamento faz com que alguns distúrbios como diabetes e hipertireoidismo sejam apresentados. 
As secreções produzidas pelas glândulas do corpo humano podem ser liberadas no organismo de duas maneiras diferentes. Essa diferenciação é fundamental para a classificação dos tipos de glândulas em exócrinas e endócrinas. “Exo” é um prefixo que designa fora ou para fora, ao passo que “endo” tem, justamente, o sentido contrário: dentro. 
Desse modo, as glândulas exócrinas são descritas como aquelas que secretam substâncias fora da corrente sanguínea. A secreção é depositada na superfície corporal ou dos órgãos. Esse tipo de glândula possui duas estruturas denominadas porção secretora e ductos glandulares. Neste grupo estão as glândulas mamária, salivares e sudoríparas. 
As glândulas endócrinas, por outro lado, são aquelas cuja secreção é depositada diretamente na corrente sanguínea. É esse grupo que atua na produção dos hormônios. Elas não possuem a estrutura do ducto glandular encontrado nas glândulas do corpo humano do tipo exócrinas. Neste grupo, estão a tireoide, a hipófise, a paratireoide e a adrenal. 


Como atuam as glândulas do corpo humano? 


Bom! Já sabemos qual a importância e de que modo atuam os diferentes tipos de glândulas do corpo humano. Mas tão importante quanto isso é conhecer essas estruturas, as substâncias que elas produzem e saber a importância delas para o funcionamento do organismo. É justamente sobre esses pontos que vamos abordar nessa sessão do artigo. 
Glândulas endócrinas 
Tireoide – essa é uma das glândulas do corpo humano que são mais conhecidas. Ela está situada na região do pescoço e atua na produção da tiroxina e da triiodotironina. Esses hormônios são importantes para que a pressão sanguínea, o ritmo cardíaco, as funções sexuais e o tônus muscular se mantenham normais. 
Quando acontecem distúrbios nessa glândula, o indivíduo pode sofrer com excesso ou deficiência dos hormônios que ela produz. Essas condições são denominadas hipertireoidismo e hipotireoidismo, respectivamente. 
Paratireoides – são quatro glândulas que também ficam na região do pescoço, próximas às tireoides. Elas produzem o hormônio responsável pelo controle dos níveis de cálcio no sangue, o paratormônio. 
Hipófise - ela é considerada a glândula mestra do corpo, pois entre as funções que desempenha está o controle de outras glândulas. A hipófise está localizada na região central da cabeça. É ela quem produz o hormônio do crescimento (GH) e o antidiurético (ADH). 
Suprarrenais (ou adrenais) - elas estão situadas acima dos rins e atuam na produção de cortisol (controle do estresse), aldosterona (regulação do balanço eletrolítico), adrenalina (preparo do organismo para situações de estresse). 
Gônadas (glândulas reprodutivas) - são os testículos e ovários, que produzem hormônios importantes na preparação do organismo para a reprodução. Os testículos secretam a testosterona, já os ovários produzem estrógeno e progesterona. Esses hormônios propiciam o crescimento e desenvolvimento do corpo humano, regulam o ciclo reprodutivo e o comportamento sexual. 
Glândulas exócrinas 
Glândulas salivares – elas estão localizadas na boca e na garganta e auxiliam no processo de digestão a partir da produção de saliva. Essa substância contém a enzima que umidifica a boca e amolece o alimento. 
Glândulas sudoríparas - elas estão distribuídas por todo o corpo. Com a liberação do suor, elas auxiliam na manutenção do temperatura corporal. 
Glândulas mamárias - são essas glândulas que diferenciam os mamíferos dos demais animais. Ainda que estejam presentes em ambos os sexos, nos indivíduos de sexo masculino, elas continuam a se desenvolver no período posterior à puberdade. As glândulas mamárias atuam na produção do leite materno que serve de alimento aos recém-nascidos. 
Glândulas lacrimais – produzem as lágrimas que atuam na lubrificação ocular e na prevenção ao crescimento de microrganismo. 
Glândulas sebáceas - elas estão presentes em todo o corpo e atuam na produção do sebo, que lubrifica, protege e garante a lubrificação da pele. 
ATENÇÃO! O pâncreas é uma glândula mista. Isso significa dizer que ele libera secreções tanto na corrente sanguínea, quanto fora dela. Esse órgão atua de forma endócrina por meio das ilhotas pancreáticas e de forma exócrina através dos ácinos pancreáticos. Ele atua na produção dos hormônios insulina e glucagon. 


Voltar

Questões