Resumo de Educação Física - Danças Brasileiras

As danças brasileiras surgiram do encontro das culturas europeia, africana e nativa. Essa expressão artística é um importante elemento para a cultura da humanidade.

As danças brasileiras são diversas e estão espalhadas em todas as regiões do país. Muitas ganharam destaque e se tornaram mais populares, como é o caso das danças folclóricas. As mais conhecidas são: samba e frevo. 

O Guia Estudo reuniu as principais danças brasileiras. Veja abaixo:

Maracatu

Não se sabe ao certo o surgimento do Maracatu. Contudo, os historiadores acreditam que o ritmo teve início por volta de 1700.

Marcado pelo som forte dos seus grandes tambores chamados de alfaias, além da zabumba e das ganzas, o Maracatu é uma dança folclórica de origem afro-brasileira. Ela é muito presente na cultura pernambucana, especialmente nas cidades de Recife, Olinda e Nazaré da Mata.  A dança mistura coreografias e teatro, acompanhada por músicos e dançarinos.

As figuras que representam o Maracatu são: rei, rainha, dama-de-honra da rainha, dama-de-honra do rei, príncipe, princesa, dama-de-honra do ministro, ministro, dama-de-honra do embaixador e embaixador. Além disso, o Maracatu tem um forte apelo religioso, mas com o tempo as irmandades foram perdendo força e a manifestação passou a acontecer durante o Carnaval, principalmente no de Recife.

Pau-da-bandeira

Pau-da-bandeira ou Festa da Barbalha é uma dança brasileira que acontece principalmente na Região Nordeste, próximo à comemoração do Dia de Santo Antônio. Um tronco grande é escolhido e carregado pelos homens da cidade. Pela tradição, as mulheres solteiras que desejam se casar devem tocar nesse tronco.

Maneiro-Pau

O Maneiro-Pau é uma dança que contém maior influência nordestina, advinda do estado do Ceará. A principal característica da dança, que tem semelhanças musicais com a capoeira, são os passos em rodas e os pequenos pedaços de pau que carregam nas mãos.

Esses pedaços são batidos no chão formando o ritmo da dança. Na coreografia, é muito comum alguns dançarinos duelarem enquanto outros batem no chão de forma cadenciada.

Caninha Verde

A Caninha Verde é uma dança de origem portuguesa que foi implantada no país durante o Ciclo do Açúcar. É um tipo de dança cantada como acontece com a maioria das danças populares.

No Nordeste, a Caninha Verde foi dançada, mas deu lugar às coreografias mestiças. Já na Região Centro-Oeste, em Goiás, ainda persiste. A manifestação adquiriu forte notoriedade na Região Sudeste, sobretudo no estado do Rio de Janeiro.

A coreografia é formada com duas rodas, uma de homens e outra de mulheres, que cantam e dançam em sentido contrário e trocam de lugar sem se tocarem e formando novos pares. Em algumas danças há uma pequena representação com trechos em prosa. A viola, acompanhada de um pandeiro, são os instrumentos utilizados nessa manifestação.

Bumba Meu Boi

O Bumba Meu Boi ou Boi Bumbá, como também é chamada, é uma das danças brasileiras folclóricas que une dança, música e teatro. Segundo historiadores, a manifestação tem origem na cultura europeia, africana e indígena. No Brasil, é típico da Região Norte e Região Nordeste.

A representação conta com fantasias bem coloridas, e a alegoria do boi é feita com uma armação de madeira revestida por tecidos bordados, na forma de um touro. O homem que veste o bumba meu boi é chamado de “miolo do boi”.

O enredo da história do Bumba Meu Boi varia de região para região, com algumas modificações. No geral, a história interpretada com dança e cantoria é sobre a mulher de um vaqueiro que grávida tem o desejo de comer a língua de um boi.

O vaqueiro, por sua vez, rouba o boi de um fazendeiro para atender o desejo da mulher. O fazendeiro, muito apegado ao boi, mobiliza vários outros personagens secundários na busca pelo animal. Vilões e mocinhos variam em cada auto. Na maioria das apresentações o boi ressuscita. 

Frevo

O Frevo é uma das danças brasileiras de tradição do estado do Pernambuco. Teve início por volta de 1910 e hoje é uma das atrações mais conhecidas do carnaval brasileiro. A música tocada durante a festa originalmente não possui letra e a manifestação é conduzida por uma banda que toca para entreter os foliões.

O Frevo é uma dança complexa que conta com diversos passos. A coreografia conta com uma mistura de passos de ballet, capoeira, malabarismos, rodopios, saltos, além de improvisos na medida que a dança evolui. Os dançarinos utilizam ainda uma sombrinha colorida (aberta) enquanto dançam, demonstrando grande técnica.

Entre os cem passos conhecidos do frevo, os mais famosos são: locomotiva, dobradiça, fogareiro, capoeira, tesoura, mola, ferrolho, parafuso, etc.

Fandango

Trazido por portugueses, o Fandango se tornou uma dança brasileira por volta de 1750, na Região Sul. Os dançarinos dessa manifestação recebiam o nome de folgadores e folgadeiras.

Eles bailavam e sapateavam em festas exibindo muitos passos como: Anu, Andorinha, Chimarrita, Tonta, Caranguejo, Vilão do Lenço, Sabiá, Marinheiro, Xarazinho, Xará Grande, entre outros. Para acompanhar a dança, o Fandango usa de duas violas, além da rabeca, acordeão e o pandeiro.

Os dançarinos vestem trajes típicos da região gaúcha e rodam em torno um do outro sem que haja contato físico. A movimentação é para atrair a atenção do outro e os homens sapateiam sem intervalo. A dança apresenta influências dos passos de valsas e bailes, e possui uma forte presença de sensualidade.

Ficou curioso? Assista ao vídeo:

Carimbó

O Carimbó é uma dança brasileira que nasceu em Belém, especificamente nas regiões de Salgado, composta por Marapanim, Curuçá e Algodoal. Inicialmente, o Carimbó era executado em tambores acompanhado do reco-reco, viola, ganzá, banjo, maracás e flauta.

Nas décadas de 60 e 70 foram incluídas as guitarras elétricas, ganhando forte inspiração de ritmos como o merengue e a cúmbia. Ao se expandir pelo Nordeste, ela influenciou o surgimento da lambada que se difundiu por todo país.

Nas apresentações, os homens vestem camisas e calças lisas, já as mulheres usam blusas mostrando os ombros e saias rodadas. Durante a dança, os casais ficam em fileiras e o homem se aproxima da mulher batendo palmas. Ao fazer passos de volteio, as mulheres jogam um lenço no chão para que seu parceiro possa pegar como forma de respeito.

Samba

O Samba é uma dança brasileira que chegou junto com os negros ao Brasil. Inicialmente, era dançado pelos escravos nas senzalas. Os estados brasileiros que iniciaram a difusão desse ritmo foram o Rio de Janeiro, a Bahia e o Maranhão. A dança trazia sons de percussão e batidas com os pés.

Já o Samba de Roda teve início na África e chegou ao Brasil por meio dos escravos. O Samba de Roda é uma manifestação praticada em círculos e as pessoas têm liberdade nos movimentos. É mais comum nos estados da Bahia e do Rio de Janeiro.

Danças Folclóricas

As Danças Folclóricas são expressões artísticas baseadas em tradições e costumes de um povo. Executada de formas distintas, ela pode ser feita em pares ou em grupos e a forma original de dançar e cantar permanece praticamente a mesma.

No Brasil, as danças brasileiras de cunho folclórico receberam influências das tradições dos estados, dos povos africanos e europeus. Conforme os costumes de um estado, as danças podem tender para a ascendência africana, indígena ou europeia.

A Igreja Católica também contribuiu para o surgimento de personagens e contos da história brasileira. Uma das principais características das danças folclóricas do país são as músicas simples e os personagens chamativos.

Voltar