Resumo de Biologia - Ciclo Menstrual

A preparação do corpo para a gravidez


O ciclo menstrual é o conjunto de transformações pelos quais o corpo feminino passa todos os meses a fim de se preparar para uma possível gravidez. Essas mudanças ocorrem em virtude da atuação dos hormônios e, em geral, duram 28 dias. Contudo, em algumas pessoas, pode haver oscilações de 20 a 40 dias.
Entender como funciona o ciclo menstrual é importante porque esse conteúdo se constitui como um exemplo palpável dos mecanismos de regulação corporal realizados pelos hormônios. Além disso, possibilita que as mulheres tenham maior conhecimento e, consequente, autonomia sobre seus corpos, pois lhe permite fazer cálculos aproximados do período fértil.
Neste artigo, vamos conhecer um pouco acerca das transformações que acontecem no organismo feminino durante o período menstrual. Veremos ainda como é feito o cálculo do período fértil e quais agentes estão envolvidos nos processos que acontecem durante o ciclo menstrual.

As fases do ciclo menstrual


O ciclo menstrual se repete todos os meses nas mulheres que se encontram em idade fértil. Esse processo tem início ainda na puberdade, quando acontece a primeira menstruação, e é findado quando a mulher entra na menopausa. As transformações fisiológicas que acontecem no corpo feminino durante esse ciclo são reguladas pelos hormônios estrogênio, progesterona, hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo estimulante (FSH).
As mudanças mensais que acontecem no organismo feminino têm início no primeiro dia da menstruação e terminam no primeiro dia da menstruação do mês seguinte. No geral, o ciclo menstrual acontece em 28 dias, que são divididos em duas etapas distintas, a saber fase folicular e fase lútea.
Fase folicular
As principais atividades que acontecem na fase folicular do ciclo menstrual são reguladas pelo FSH. Produzido pela hipófise, esse hormônio faz com que os folículos ovarianos se desenvolvam. Esse processo resulta na maturação dessas estruturas, que se tornam aptas à fecundação.
Enquanto crescem e amadurecem, os folículos estimulam a produção de estrógenos. Quando esses hormônios alcançam o volume máximo, a hipófise interrompe a produção do FSH. Nesse momento, acontece a ovulação - liberação do óvulo pelo ovário. Esse fenômeno marca o fim da fase folicular, que dura entre 12 dias e 16 dias, e dá início à fase lútea.
Ainda na fase folicular, acontece a preparação do útero para abrigar o embrião caso a fecundação aconteça. Essa atividade é regulada pelo estrógeno. O hormônio faz com que a membrana que reveste a parede interna do útero - endométrio - se desenvolva. E, conforme se expande, ele vai construindo camadas e se torna mais espesso.
Fase lútea
Além da liberação do óvulo, três marcadores hormonais denunciam o início da fase lútea, são eles: o pico de estrogênio, a interrupção da produção do hormônio folículo estimulante e o surgimento do hormônio luteinizante. Nesse período do ciclo menstrual, é possível observar a produção de um muco viscoso na genitália feminina. Ele tem como função garantir a mobilidade dos espermatozoides a fim de que aconteça a fecundação.
Caso ela não aconteça, os níveis de progesterona e de estrógeno caem. Com isso, a parede do endométrio que havia se desenvolvido para abrigar um embrião perda a sustentação e desaba. Esse fenômeno caracteriza a menstruação, o fim de um ciclo menstrual e o início do outro. A fase lútea tem duração fixa de 14 dias.

Como calcular o período fértil


O cálculo do período fértil é um mecanismo utilizado por muitas mulheres que desejam saber qual o período do mês é mais propício para engravidar. Essa informação pode ser obtida desde que se tenha conhecimento acerca da regularidade do ciclo menstrual. Para isso, recomenda-se que seja registrado, durante seis meses, a data em que cada ciclo tem início e termina.
Esse dado ajuda a mensurar a duração exata do ciclo menstrual e dirá se a mulher tem um ciclo regular ou irregular. Em se tratando de um ciclo regular, deve ser subtraído 14 do número total de dias de duração. O resultado aponta o momento em que, possivelmente, acontece a ovulação. Sendo assim, uma mulher cujo ciclo dura 30 dias, ovularia no 16º dia após a menstruação (30 – 14 = 16).
Como o período fértil também inclui os cinco dias anteriores à ovulação, no exemplo citado, o período fértil se inicia no 11º dia após a menstruação. É importante lembrar, contudo, que esse cálculo não pode falhar, uma vez que fatores emocionais, como a ansiedade pela gravidez, podem alterar o ciclo menstrual.

Ciclo irregular


É considerado um ciclo irregular aquele cuja duração é inferior a 25 ou superior a 30 dias. Como a fase lútea tem uma duração fixa, oscilações desse tipo no ciclo menstrual indicam que a pessoa teve ovulação precoce ou tardia. Esse fenômeno é comum durante a puberdade e reflete a imaturidade do eixo hormonal.
Ele também ocorre no período da pré-menopausa, quando há uma redução do número de folículos ovarianos. Como eles estão intimamente ligados à produção dos hormônios, sua redução impacta diretamente na liberação do óvulo. Além disso, a regularidade do ciclo menstrual pode sofrer interferência por conta de estresse exagerado, distúrbios da tireoide, síndrome dos ovários policísticos, perda excessiva de peso e outros.
Voltar

Questões