Resumo de Biologia - Animais híbridos

Animais híbridos são seres originados de cruzamentos de animais de espécies diferentes, porém, do mesmo gênero. Basicamente, os animais híbridos são novas espécies de animais, originados, na maioria das vezes, em laboratório.

Apesar de existirem várias espécies de animais híbridos, a maior parte deles é estéril, ou seja, não são capazes de se reproduzirem através de acasalamento. Isso acontece devido a incompatibilidade dos genes das duas espécies unidas.

Uma das espécies mais conhecidas de animais híbridos é a mula, resultado do cruzamento do asno macho com a égua. Caso ocorra o cruzamento entre um cavalo com um asno fêmea, é gerado uma espécie de híbrido chamado de bardoto.

Existem ainda diversos outros tipos de animais híbridos. Alguns exemplos são o ligre, maior felino vivo, o tigreão, o zebroide, o jagleão, o chabino, o urso grolar e beefalo. O cruzamento híbrido pode ser visto ainda no mundo dos vegetais, onde foi estudado pela primeira vez no século XVIII, por Joseph Gottieb.

Reprodução dos animais híbridos

Os animais híbridos podem surgir partir de cruzamentos na natureza e um bom exemplo disso são as mulas, os mais vistos na natureza. Além disso, a espécie consegue se reproduzir de forma natural, mesmo que muito raramente.

Dificilmente isso acontece com outras espécies híbridas pelo fato de nascerem estéreis. Isso é explicado pelo fato da fertilidade dos animais híbridos ser definida pela quantidade de cromossomos que possuem.

O que acontece é que, os seres vivos possuem cromossomos variáveis, mudando a quantidade nos seres humanos, nos animais e nos insetos de diferentes espécies. No processo de reprodução, acontece um fenômeno chamado meiose, onde os cromossomos encontram seus pares.

Para o processo de meiose, cada cromossomo de origem paterna encontra um cromossomo de origem materna, sendo essa formação de pares essencial para o sucesso da fertilidade. O que torna os animais híbridos estéreis e inférteis é que as espécies não possuem as mesmas quantidades de cromossomos, fazendo com que a meiose não seja completa.

Tipos de animas híbridos

Conheça agora alguns exemplos de animais híbridos e algumas de suas características.

Ligre

O ligre é uma das espécies de animais híbridos mais conhecidas. Ele surgiu do cruzamento entre um leão e uma tigresa.

Atualmente, um dos animais híbridos dessa espécie é considerado o maior felino vivo do mundo.

Hércules, como é chamado, tem cerca de 3,3 metros de comprimentos, incluindo a cauda, 1,25 metros de altura e 418 quilos.

Os machos da espécie são estéreis por conta dos cromossomos diferentes entre as espécies. Entretanto as fêmeas podem se reproduzir caso acasalem com outros animais de características semelhantes, como um tigre ou leão.

Animais híbridos semelhantes

Um animal híbrido que nasce do cruzamento entre uma leoa e um tigre é chamado de tigreão, enquanto o cruzamento de uma ligresa com um leão gera um ti-ligre.

Uma tigreoa cruzada com um tigre gera um ti-tigreão, uma tigreoa com um leão gera um li-tigreão, e a ligresa com um tigreão gera o ligreão.

Zebroide

O zebroide é um animal híbrido que surge do cruzamento de uma zebra com uma espécie do gênero equus, que inclui animais como cavalo, asno ou burro. O primeiro animal dessa espécie nasceu no Rio de Janeiro, no Brasil. Apesar de herdarem as listras, os corpos são mais parecidos com os do outro progenitor.

Leopon

O leopon nasce do cruzamento entre uma leoa e um leopardo. Os primeiros animais híbridos da espécie foram documentados em 1910, na Índia. O cruzamento gerou dois filhotes, porém um deles morreu antes dos três meses.

O leopon pode chegar 2,50 de comprimento e a quase um de altura. O peso pode variar e chegar aos 150 quilos.

Beefalo

O beefalo é um animal híbrido, derivado do cruzamento entre o bisão-americano e o gado europeu. Ao longo dos anos, as experiências tornaram esses animais menos inférteis. Os beefalos foram criados para facilitar a produção de carne, por isso o seu nome é uma alusão a palavra "beef", ou "bife" em português.

No Brasil, os primeiros animais chegaram no ano de 1991, trazidos por José Ribeiro Junqueira. Na época, 106 animais foram levados para uma fazenda em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, mudando drasticamente o clima em que eram acostumados. Apesar disso, os animais se adaptaram rapidamente ao novo clima.

Urso grolar

O urso grolar é um animal híbrido que surgiu do cruzamento do urso polar com o urso marrom. Apesar dessa espécie nascer em cativeiro, ela também acontece na natureza. Oito casos da espécie foram confirmados na natureza, todas após terem sido capturadas em caças.

Gato savannah

O gato savannah é um animal híbrido que nasce do cruzamento entre um gato doméstico e um serval, um mamífero da família dos felídeos. Por serem estéreis os animais dessa espécie são raros.

O nome surgiu por conta do serval ser um animal que vive na savana. O porte deles é intermediário entre o gato e o serval. As orelhas são grandes e a pelagem é, geralmente, como a do serval, mas pode variar de cor.

Outros animais híbridos:

  • Jagleão
  • Chabino
  • Dzo
  • Abelha africanizada
  • Cão-lobo
  • Javaporco
  • Tucano-de-bico-preto
  • Algumas espécies de tartarugas marinhas
  • Pumapardo
  • Pintagol
Voltar

Questões