Resumo de Biologia - Anelídeos

Os anelídeos são animais invertebrados que fazem parte do filo Annelida. São chamados assim em razão do corpo mole, cilíndrico e com vários anéis organizados de forma sequencial.

Podemos encontrar as diferentes espécies de anelídeos em locais úmidos, em lugares de água doce, e até mesmo em água salgada.

Os principais representantes desse filo são as minhocas e as sanguessugas.Mais de 15 mil espécies já foram registradas no filo Annelida.

Características gerais

Como vimos anteriormente, já são mais de 15 mil espécies de anelídeos registrados. O grupo dos anelídeos conta com animais de pequeno e grande porte, uns podem medir alguns centímetros, enquanto outros podem ultrapassar os dois metros.

Estamos falando do minhocuçu – animal de grande porte – e da sanguessuga – animal de pequeno porte do filo Annelida.

É característica dos anelídeos o tubo digestório com faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus.

O sistema circulatório fechado desempenha o papel de distribuir os nutrientes e transportar os gases da respiração para todas as partes do corpo. Eles ainda apresentam uma pele fina e úmida que favorece a respiração cutânea.

A respiração cutânea é feita através da pele, e para que os gases atravessem é necessária uma superfície fina e úmida.

Outra característica forte desses animais é a presença do sistema reprodutor masculino e feminino. Eles têm a capacidade de se fecundarem.

Classificação dos anelídeos

De acordo com a presença ou ausência de cerdas, os anelídeos podem ser classificados em três grupos:

Oligoquetas

Exibem cerdas curtas e em pouca quantidade. São hermafroditas, e ficam localizados em ambientes terrestres úmidos ou aquáticos.

Exemplos: minhocas, tubifex e minhocuçu.

Hirudíneos ou Aquetas

Não ostentam cerdas evidentes. Habitam o meio aquático ou terrestre úmido. São hermafroditas.

Exemplo: sanguessuga

Poliquetas

Mostram cerdas evidentes. Habitam o meio aquático.

Exemplos: nereis e tubícolas.

Representantes do grupo

Confira a seguir os principais representantes dos anelídeos:

Minhoca

As minhocas exibem uma pele fina e úmida. Os anéis mais perto da boca apresentam uma cor mais clara e constitui o clitelo, utilizado na reprodução.

As minhocas têm respiração cutânea. Na parte ventral é possível perceber uma aspereza provocada por pequenas cerdas, que servem para facilitar a movimentação do animal pelo solo.

Por apresentarem fecundação cruzada, as minhocas são hermafroditas. No período de reprodução, elas saem da terra quando o dia escurece, juntam seus corpos em sentido contrário, e se prendem com a ajuda das cerdas e do clitelo, fazendo a troca simultânea do espermatozoide.

As minhocas são muito importantes para o solo, pois cavam túneis e galerias que possibilitam a entrada de ar e água na terra. Isso ajuda no desenvolvimento das raízes e das plantas. Além disso, as fezes desse bicho também contribuem para a fertilidade do solo com a produção do húmus.

No total, existem mais de 4.000 espécies conhecidas de minhocas. Elas possuem um comprimento médio de 13 centímetros, mas há registros de espécies com mais de 2 metros.

Tubifex

Os tubifex são anelídeos de água doce, eles também são localizados em águas poluídas e com pouca oxigenação. Os tubifex medem cerca de 1 cm e podem formar colônias, essas colônias chegam a abrigar milhares desses animais. 

A cabeça dos tubifex fica no fundo das tocas, apenas a cauda fica pode ser vista. Esses animais deixam a cauda exposta para criar um fluxo de água.

Os peixes se alimentam dos tubifex, que por sua vez consomem pequenos detritos que são encontrados em partes fundas do local onde eles habitam.

Sanguessuga

As sanguessugas são anelídeos que vivem em ambientes aquático, elas e retiram os nutrientes importantes para sua sobrevivência do sangue de outros animais.

As sanguessugas conseguem consumir o sangue da sua presa por muito tempo sem ser percebida, pois ao mesmo tempo em que sugam o sangue elas produzem uma substância que possui efeito anestésico.

Esses bichos possuem duas ventosas, uma na boca e outra na região anal, possibilitando a fixação enquanto se alimentam.

As sanguessugas já foram usadas em procedimentos médicos, para que sugassem uma determinada quantidade de sangue. Elas eram usadas para o tratamento da hipertensão arterial e do enfisema pulmonar.

Nereis

Os nereis é uma pequena espécie marinha que habita o fundo dos oceanos, eles se movem através de movimentos laterais, em busca de pequenos animais para realizar sua alimentação. 

Na cabeça dos nereis é possível encontrar sistemas sensoriais e duas mandíbulas que auxiliam na alimentação.

Curiosidades sobre os anelídeos

Conheça a seguir algumas características desse filo do reino animal:

  • A sanguessuga produz a hirudina, uma substância que impede a coagulação do sangue e faz também com que a presa não sinta dor quando é sugada pelo animal;
  • As minhocas são utilizadas para a fabricação de rações animais, pois são ricas em proteínas;
  • As minhocas são bioindicadoras da qualidade do solo;
  • Os anelídeos da classe poliquetos são, muitas vezes, apresentam um comportamento canibal;
  • No século XIX, as sanguessugas eram utilizadas na medicina tradicional;
  • Pesquisadores já analisaram mais de 6 mil espécies de anelídeos.
Voltar

Questões