Resumo de Português - Anedota

Anedota é um breve relato de um fato, geralmente curioso ou engraçado que tem o intuito de provocar o riso. Etimologicamente, o termo anedota vem do francês anecdote, que deriva do grego anékdota, que pode ser traduzido como “algo ou coisa impublicável”.

Trata-se de um dos gêneros textuais cuja finalidade é despertar o humor por parte do interlocutor. Portanto, o texto pode ser considerado um recurso humorístico usado no cotidiano das pessoas.

As anedotas apresentam características de um texto narrativo com presença de enredo, personagens, tempo e espaço. Elas são narrativas contadas em ambientes informais e que, normalmente, não possuem um autor definido.

Apesar da possibilidade de ter surgido de histórias de pessoas e lugares reais, as narrativas passam por modificações devido ao tempo e ao famoso "boca a boca" que acabam exagerando os casos.

Características

As anedotas são tipos de textos que exploram diferentes as áreas da atividade humana, perpassando os limites do riso, pois é capaz de provocar uma reflexão rápida sobre as diversas formas de comportamento e expressões da vida.

Geralmente, as anedotas aparecem na forma de narrativa oral abordando temas com conteúdo reprimido presentes nas diversas esferas, como: sexo, preconceito, classe social, política, etc. O seu clímax está na surpresa ou na quebra de expectativas.

As principais características das anedotas são:

  •  Apresenta narrativa breve e enredo simples;
  • Usa textos populares e conhecidos;
  • Aborda fato divertido com intuito de levar à descontração;
  • Utiliza linguagem simples e informal;
  • Apresenta tom humorístico e mensagens de duplo sentido;
  • Explora o sarcasmo e ironia.

Tipos de anedota

Os tipos de anedotas são variadas e destinam-se para diferentes públicos ou que abordam assuntos específicos. Elas variam de narrativas infantis com teor leve, adequadas para crianças, a anedotas secas com teor sarcástico ou de duplo sentido.

Considerada com sinônimo de piada, historieta, episódio e caso, algumas anedotas podem utilizar uma linguagem mais rude, com uso de palavras de baixo calão, por exemplo.  Em determinados contextos elas podem ainda ser ofensivas e utilizar temas preconceituoso.

Algumas anedotas utilizam personagens caricaturados, com histórias que ridicularizam português, loiras, sogra, dentre outros personagens. Nesse casos, os personagens são apresentados como seres desprovidos de inteligência.

Diferença entre anedota e piada

Apesar de possuir humor, as anedotas não, necessariamente, são piadas. Mesmo com o seu intuito de divertir e despertar o riso, ela possui outras motivações que não estão presentes nas piadas.

Além do teor cômico, as anedotas buscam expressar uma realidade geral, evidenciar a característica particular de uma pessoa e o funcionamento de uma determinada instituição, lançando mão do sarcasmo e da ironia.

Considerada mais próxima de uma parábola do que de uma fábula, a anedota possui praticamente o mesmo significado e sentido da piada e é comum a confusão entre as duas narrativas.

Para compreender a diferença entre os dois gêneros, é necessário se atentar para uma diferença básica:

Piada é uma breve história que geralmente possui um final e que tem por objetivo provocar risos ou gargalhadas em quem ouve.

Exemplo:

O rapaz vai passar por uma delicada cirurgia e o médico tenta tranquilizá-lo:

– Não tenha medo, companheiro. Sou muito experiente nessa área. Olhe bem para minha longa barba e tenha confiança. Quando você voltar da anestesia, conversaremos.

Após a cirurgia, o rapaz abre os olhos e depara com uma enorme barba. Não se contendo de alegria, ele exclama:

– Obrigado, doutor! Eu sabia que podia confiar no senhor!

– Que doutor nada, homem! Eu sou São Pedro!

 

Anedota é uma narrativa que que apresenta duplo sentido sobre um pormenor curioso e pouco divulgado, que ocorre em segundo plano com certo personagem ou em um evento histórico.

Exemplo:

Joãozinho estava vendo um álbum antigo e perguntou para a mãe:

— Mãe, quem são esses dois aqui nessa foto? Essa moça de branco e esse cabeludo de bigode ao lado dela?

E a mãe explicou:

— Sou eu e seu pai!

— Esse é que é o papai? — perguntou o menino, assustado.

— Então quem é esse careca que mora aqui com a gente?

Ziraldo

 

Os dois exemplos demonstram que a anedota é uma narrativa que, normalmente, apresenta duplo sentido. Enquanto a piada costuma ser uma história com mensagem direta, cujo o objetivo é ser cômica e despertar o riso.

Interpretação de uma anedota

O pai do Joãozinho fica apavorado quando este lhe mostra o boletim:

— Na minha época, as notas baixas eram punidas com uma boa surra – comenta contrafeito.

— Legal, pai! Que tal pegarmos o professor na saída amanhã?

Donaldo Buchweitz

O diálogo entre Joãozinho e o pai mostra um momento tenso devido à surpresa do pai com as notas baixas do filho. Chateado com o que vê no boletim, ele quis dizer que o merecia uma surra.

Ele faz o comentário com a intenção de dizer que quando criança, era castigado com uma surra toda vez que tirasse nota baixa. Joãozinho quer usar de esperteza e surpreende com uma resposta como se o professor fosse o responsável.

Nesse caso, é possível concluir que o humor da anedota está no mal-entendido que há entre pai e filho quanto à compreensão da fala do pai.

Exemplos

A professora chega para o Joãozinho e diz:

– Joãozinho qual é o tempo da frase: Eu procuro um homem fiel?

E então Joãozinho responde

– É tempo perdido!

 

Na delegacia, a mulher diz para o delegado:

– Seu delegado meu marido saiu de casa ontem à noite, disse que ia comprar arroz e até agora não voltou. O que eu faço doutor?

– Sei lá, faz macarrão!!

 

A professora pergunta:

– Joãozinho, se nesta mão tenho seis laranjas, e nesta tenho cinco, o que tenho no total?

– Umas grandes mãos, senhora professora!

 

O garoto apanhou da vizinha, e a mãe furiosa foi tomar satisfação:

– Por que a senhora bateu no meu filho?

– Ele foi mal-educado e me chamou de gorda – respondeu a vizinha.

– E a senhora acha que vai emagrecer batendo nele? – disse a mãe

 

O condenado à morte esperava a hora da execução, quando chegou o padre: e disse:

– Meu filho, vim trazer a palavra de Deus para você.

– Perda de tempo, seu padre. Daqui a pouco vou falar com Ele, pessoalmente. Algum recado?

Voltar

Questões