Secretaria de Estado de Saúde - Distrito Federal (SES-DF) - Fisioterapeuta (2020) Questão 117

Uma paciente de 22 anos de idade, desportista, amadora de futebol desde os 16 anos de idade, com história prévia de entorse lateral de tornozelo grau I, tratado de forma conservadora, sofreu uma lesão recente na região da articulação do joelho, durante uma partida de futebol. A atleta disputou uma bola no ar, cabeceou em direção ao gol e pousou ao solo com um contato inicial unipodal, realizando um movimento de pivô sobre o próprio corpo. Após passar por consulta médica, foi evidenciada, no exame de ressonância magnética, a ruptura completa do ligamento cruzado anterior (LCA). Por conta disso, a paciente encontra-se internada e será submetida à reconstrução do LCA, com enxerto do tendão patelar ipsilateral.

 Acerca desse caso clínico e com base nos conhecimentos correlatos, julgue os itens a seguir. 


Vários fatores afetam um bom resultado após a reconstrução do LCA, como a técnica cirúrgica e a escolha e fixação do enxerto. Infelizmente, a falha do enxerto e a ruptura do LCA contralateral ainda podem ocorrer mesmo depois de processos cirúrgicos bem-sucedidos. A idade e o nível ou a intensidade de atividade são descritos como importantes fatores de risco para novas lesões, após a reconstrução do LCA. Pacientes mais jovens (com menos de 25 anos de idade), como a atleta do caso clínico descrito, e aqueles que retornam a um alto nível de atividade, especialmente em esportes que envolvem movimento de corte ou pivô, como o futebol, têm maior risco quanto à nova lesão do LCA.

  • Certo
  • Errado

Encontre mais questões

Voltar