Questão 4 do Concurso Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso do Sul (TJ-MS) - Biblioteconomia (2017)

Você não resiste a uma livraria. Mesmo sabendo que já tem vários livros ainda não lidos em casa, (1) entra e sai com novas aquisições. (2) Ou faz o mesmo na internet ao receber um e-mail avisando que alguns livros do assunto pelo qual você tem interesse estão em promoção. Resultado: você tem uma pilha de leituras muito maior do que realmente consegue ler. Quem é apaixonado por livros (3) provavelmente se identifica com a situação descrita. Isso acontece tanto que existem grupos de apoio sobre o assunto em redes sociais voltadas para leitores, como o Goodreads.

Existe uma palavra em japonês que define a sensação já bem conhecida por leitores e compradores ávidos de livros: “tsundoku”. Trata-se do hábito de comprar materiais de leitura e deixá-los em uma pilha sem nunca serem livros. Em entrevista ao Quartz, o professor de japonês (4) Sahoko Ichikawa, da Universidade Cornell, dos Estados Unidos, explicou que o termo teve origem no século 19 e que "tsunde" significa empilhar coisas e "oku", (5) deixá-las de lado por um tempo.

Disponível em: <http://revistagalileu.globo.com/Cultura/notícias/2017/08.html>. Acesso em: 14/08/17.



A construção do texto em dois parágrafos na ordem em que aparecem se explica porque o autor

  • A cria uma hipótese no primeiro parágrafo e, no segundo, dá nome ao resultado dela.
  • B narra um evento no primeiro parágrafo e, no segundo, estipula quem são seus personagens.
  • C apresenta um fato no primeiro parágrafo e, no segundo, trata dele metalinguisticamente.
  • D argumenta a favor de uma tese no primeiro parágrafo e, no segundo, faz uma ressalva.
  • E descreve uma situação real no primeiro parágrafo e, no segundo, dá exemplos dela.