Questões da Prova da Universidade Federal Fluminense (UFF) - Técnico - Agropecuária (2009)

Limpar Busca

As terras em geral compõem-se de quatro partes: o ar, a água, a matéria orgânica (restos de pequenos animais e plantas) e a formação mineral (areia etc.). Com relação à composição dos solos, uma amostra de solo ideal teria, respectivamente, as seguintes proporções em termos de ar, água, material mineral e material orgânico:

  • A 25%, 45%, 5% e 25%;
  • B 25%, 45%, 25% e 5%;
  • C 25%, 25%, 45% e 5%;
  • D 25%, 5%, 45% e 25%;
  • E 5%, 25%, 45% e 25%.

Existe uma capacidade que o solo tem de transmitir os fluidos, água ou ar, lateral ou verticalmente. A propriedade que permite a maior ou menor facilidade de penetração de água ou do ar no seio do solo é conhecida como:

  • A infiltração;
  • B permeabilidade;
  • C escoamento;
  • D saturação;
  • E disponibilidade de água.

O potencial de hidrogênio no solo é indicado pelo valor de pH da solução do solo, isto é, a maior ou menor quantidade de hidrogênio existente no solo. Um pH menor que 7 (sete) tornará o solo:

  • A fracamente ácido;
  • B neutro;
  • C alcalino;
  • D ácido;
  • E fracamente alcalino.

Este tipo de erosão, também conhecido como erosão de lençol, é a primeira forma de erosão pela água, em que o desgaste se dá em cada chuva que cai e em uma camada muito fina e paralela em toda a superfície do solo, como se fosse um lençol. É denominada erosão:

  • A eólica;
  • B sulco;
  • C voçoroca;
  • D rego;
  • E laminar.

Na determinação da declividade em um terreno, utilizou-se um trapézio de tamanho igual a 2 (dois) metros; foram efetuadas 5 (cinco) medições e encontrou-se uma diferença de nível igual a 0,27 metros. A percentagem de declividade do terreno é:

  • A 2,7%;
  • B 0,27%;
  • C 27%;
  • D 5,4%;
  • E 0,54%.