Questões da Prova da Secretaria da Educação do Estado de Goiás (SEDUC-GO) - Professor - Artes Visuais (2010)

Limpar Busca

Considere a frase conclusiva “Sim, 1984 é agora" do texto de Pondé para responder à questão.

Considerando que o romance 1984 de Orwell foi publicado em 1949, a constatação final, “Sim, 1984 é agora", produz uma ironia por meio de

  • A um subentendido que coloca o presente como uma negação do futuro construído por Orwell em sua obra.
  • B um pressuposto de que a atualidade tem mais problemas do que Orwell, no passado, previu para o futuro
  • C uma ambiguidade que tanto atualiza uma trama ficcional do passado no presente quanto compara a atualidade com o passado.
  • D uma atenuação da crítica feita tanto às práticas bem intencionadas do presente quanto às previsões do passado.

Considere a frase conclusiva “Sim, 1984 é agora" do texto de Pondé para responder à questão.

No livro 1984, George Orwell mostra como uma sociedade oligárquica coletivista é capaz de reprimir qualquer um que se opuser a ela. Tal sociedade controla não só a economia, mas a mente e o coração das pessoas. A frase conclusiva “Sim, 1984 é agora" pode ser assim explicada:

  • A Os discursos atuais que pregam ações politicamente corretas alteram a história natural das sociedades, assim como os arquivos históricos no romance de Orwell foram alterados.
  • B As tentativas de mudança no comportamento das pessoas e na língua por elas usada são inúteis, visto que a força maior está na naturalidade das coisas, tal como postula a profecia de Orwell.
  • C Os meios de controle social da sociedade moderna pautam-se exclusivamente nos registros escritos e falados, já que eles manifestam as impropriedades vocabulares já denunciadas pelo romance 1984
  • D As organizações do bem existentes no mundo hoje trabalham para combater as organizações do mal, que são inconsequentes ao divulgarem palavras e imagens imorais, conflito já descrito no livro 1984

A alteração dos livros de história das escolas da China, o quase linchamento da intelectual americana no Canadá, a retirada do cachimbo da boca do Saci e a mudança das letras das canções infantis são exemplos apresentados pelo autor para dar crédito à sua tese. O trecho que explicita melhor a tese reforçada por tais exemplos é:

  • A “O fascismo 'verde' chega ao ponto de tirar das crianças uma música divertida para torná-las defensoras dos gatos.”
  • B “[...] muitas das pessoas que entre nós se preparam para assumir o governo concordam com aquelas atrocidades: matar, saquear, sequestrar gente inocente”.
  • C “O Canadá é um dos países mais totalitários no que se refere à repressão ao uso livre da linguagem e à crítica aos costumes [...]”
  • D “O furor coletivo de ‘verdades do bem’ deve ser mantido sob controle rígido assim como delírios de um serial killer numa noite de calor insuportável”.

A expressão “amantes da liberdade” foi utilizada pelo autor para

  • A revelar que tanto professores quanto alunos canadenses exageram no uso da liberdade.
  • B denunciar que há uma distância entre o discurso e a prática de professores e alunos canadenses
  • C mostrar que, para a comunidade universitária do Canadá, a liberdade tem um limite.
  • D marcar que, nas universidades do Canadá, a liberdade é entendida fora do sentido usual.

O pensamento pós-moderno questiona os limites do projeto de racionalidade moderna e suas pretensões universalistas sobre o progresso, a felicidade e a liberdade. O mundo moderno, baseado na cultura ocidental e em suas tecnologias, ancora-se na certeza e na ordem, a pós-modernidade, por sua vez, caracteriza-se pela:

  • A complexidade, indeterminação, identidades híbridas, tecnologias eletrônicas, práticas culturais locais e espaços públicos plurais
  • B autoridade, participação, rígida disciplina, informatização e qualidade do trabalho com conhecimento
  • C autonomia, treinamento de habilidades, equipamentos tecnológicos, instrução popular e inovação dos métodos das ciências naturais
  • D informação, adoção de conteúdos formais, demonstração racional e científica e prática do trabalho industrial