Questões de Vícios da linguagem (Português)

Limpar Busca

De acordo com a fala da personagem, as mídias giratórias estão

  • A na moda.
  • B no auge.
  • C obsoletas.
  • D modernizadas.
  • E para ser superadas.

Leia as frases a seguir.
1. Na sala ao lado, alguns trabalhadores ficam à espera de clientes para serem contatados. 2. Afrânio querido, para que destino segues assim tão lesto, circunspecto e assaz atribulado? 3. Atualmente Vicente está bem diferente, pois já não sente tantas dores de dente quanto antigamente. 4. A questão é que o gerente foi apanhado com a mão na botija, apropriando-se indevidamente de uma vultuosa quantia de dinheiro. 5. Dei um rolê na área, ganhei a mina, mas acabei dançando: a mina estava a fim de outra parada.
De cima para baixo, as frases são exemplos dos seguintes vícios de linguagem:

  • A arcaísmo • redundância • preciosismo • cacofonia • ambiguidade
  • B cacofonia • barbarismo • ambiguidade • galicismo • solecismo
  • C plebeísmo • solecismo • galicismo • ambiguidade • cacofonia
  • D barbarismo • eco • plebeísmo • preciosismo • arcaísmo
  • E ambiguidade • preciosismo • eco • barbarismo • plebeísmo

Analisando os vícios de linguagem listados abaixo, relacione adequadamente:


I. ambiguidade

II. pleonasmo

III. cacófato

IV. eco

V. solecismo


( ) A boca dela tinha dentes cariados.

( ) Aquele era o pai da moça que estava doente.

( ) Vou te contar uma novidade inédita.

( ) Aqueles rapazes estava sem rumo.

( ) Teve vontade de ir à cidade só por maldade.


Está correta a sequência:

  • A III, I, II, V, IV.
  • B III, I, V, II, IV.
  • C III, I, II, IV, V.
  • D V, I, II, IV, III.
  • E IV, II, III, I, V.

Observe a seguinte frase: “Ajudei a colega cansada no final do expediente.” Agora, analise as informações acerca da organização da estrutura da frase:

I. A frase sob o ponto de vista estrutural, não apresenta nenhum problema;

II. Há ambiguidade na frase, pois não deixa claro quem está cansada;

III. Para reorganizar a frase de modo a informar que quem está cansada é a locutora, pode-se reescrever a frase assim “cansada, ajudei a colega no final do expediente”;

IV. Para reorganizar a frase de modo que, quem esteja cansada é a colega, poderia ser reestruturada assim: “Ajudei a colega, que estava cansada, no final do expediente”.


Estão corretas:

  • A Somente II, III e IV;
  • B Somente I e III;
  • C Somente II e IV;
  • D Todas as afirmativas.

Segundo o gramático Cegalla (1997), o pleonasmo é o emprego de palavras redundantes, que, como figura de linguagem, visa a um efeito expressivo, com o fim de reforçar ou enfatizar uma ideia. Porém, alguns são considerados vícios de linguagem pela norma padrão da língua, por serem repetições desnecessárias, que são usadas fora do contexto da linguagem literária. No primeiro parágrafo do texto, a autora faz uso de um pleonasmo, conforme se verifica na alternativa

  • A “[...] o mergulho pra dentro, na tão propagada busca de autenticidade [...]” (Linhas 4-5)
  • B “Tenho a sensação que estamos complicando demais a vida.” (Linha 1)
  • C “[...] a situação no Brasil não está bonita nem fácil [...]” (Linhas 1-2)
  • D “Será que precisa ser assim, sofrido o tempo todo?” (Linhas 6-7)