Questões de Tipos de Gramática – Normativa, Funcional, Descritiva e Gerativa (Linguística)

Limpar Busca
De acordo com Sírio Possenti (1996), se consideramos que gramática significa um conjunto de regras, podemos distinguir tipos distintos de sua observação. Sabemos que crianças falantes de Língua Portuguesa comumente regularizam formas irregulares de verbos pronunciando “eu sabo” e “eu fazi”. Por meio dessa constatação, encontramos uma referência à gramática:
  • A descritiva
  • B internalizada
  • C comparada
  • D normativa

Baseando-se em termos práticos, Veríssimo diz: “Não me interessa seu passado, suas origens” (l. 23); o autor refere-se às palavras por óbvio, referindo-se, muito possivelmente, aos seus dados etimológicos, metaplasmáticos; no entanto, há um tipo de gramática cujo objetivo é o “passado” de determinada língua, isto é, o “estudo das mudanças sucessivas dos sistemas (fonético, morfológico, gramatical) de uma língua” (HOUAISS, 2009), numa perspectiva diacrônica. Está-se falando da gramática:

  • A histórica.
  • B descritiva.
  • C normativa.
  • D comparativa.

Práticas contemporâneas de produção e de circulação de textos/enunciados escritos, orais e em diversas multissemioses colocam em pauta outros desafios à educação linguística. Nesse sentido, pode-se afirmar que
I- a multiplicidade de linguagens e a diversidade cultural existentes instauram a possibilidade de processos criativos de produção de linguagens e ampliam os objetos de conhecimento aos quais professores e estudantes devem se envolver. II- as práticas de linguagens cotidianas demarcam outro status ao processo educativo que vão além da valorização de aspectos culturais diversos, mas da busca de estabelecer a interlocução entre saberes de diferentes esferas de atividades da linguagem. III- os repertórios culturais amplos e apropriados ao conjunto de contextos sociais evocam as experiências significativas para a produção colaborativa em que as tecnologias têm largamente contribuído para ampliar e modificar os letramentos.
Está CORRETO o que se afirma em:

  • A I e III apenas.
  • B I e II apenas.
  • C I, II e III.
  • D I apenas.
  • E III apenas.

A escola, considerada como instituição formadora, tem como função primeira promover caminhos que possibilitem aos alunos a apropriação de conhecimentos para que possam se posicionar criticamente em seu espaço social, por meio da linguagem. Nesse sentido, pode-se afirmar que a atividade de produção textual requer

  • A recursos criativos, que resultam em um trabalho recorrente de ler e revisar termos dicionarizados e culminam num produto final, linguisticamente correto.
  • B práticas pedagógicas tradicionais, que promovem uma situação de questionamentos no processo de escrita do começo, meio e fim do texto.
  • C formação educativa, essencialmente, condicionada à escolarização, aprisionada pelo ensino da gramática como um fim em si mesma, que facilita a produção de um texto.
  • D metodologias que devem priorizar o domínio linguístico e técnicas de redação para que sejam desenvolvidos determinados temas.
  • E reflexão sobre as práticas de letramento que têm lugar na escola e fora dela, bem como em diferentes esferas de circulação da linguagem.

Para estudiosos, o trabalho com a gramática na escola deve dar prioridade para a leitura, para a escrita, a narrativa oral, o debate e todas as formas de interpretação e, também precisa trabalhar as variedades linguísticas.
No que diz respeito aos diferentes conceitos de gramática, analise os itens a seguir.
I. Para a gramática ________________, as regras operaram como obrigações a serem seguidas a rigor e, por esse motivo, tudo aquilo que foge à norma de prestígio seria reprovado, taxado como um erro. Temos aí uma perspectiva de língua em que a modalidade culta deve servir de referência a todo custo, desconsiderando-se assim, as demais variedades. II. A gramática _______________, por sua vez, segundo o autor, formula regras mediante a observação da realidade da língua, sem atribuir valor a uma variedade linguística ou outra. Por levar em consideração o fator de variação na língua, são considerados erros apenas as construções que não integram nenhum dialeto, que sejam, portanto, agramaticais (inexistentes) na língua. III. Na gramática ______________, o conhecimento sistemático que o falante tem da língua expressa suas regras de uso, sem apresentar nenhuma preocupação de cunho valorativo. Portanto, nesse caso, erros aconteceriam somente quando o falante acionasse hipóteses que foram interiorizadas de maneira equivocada.
Assinale a opção CORRETA que completa as lacunas dos itens respectivamente.

  • A Normativa, descritiva e internalizada.
  • B Descritiva, internalizada e normativa. Internalizada normativa e descritiva. D. Normativa, internalizada e descritiva. E. Descritiva, normativa e internalizada.
  • C Internalizada normativa e descritiva.
  • D Normativa, internalizada e descritiva.
  • E Descritiva, normativa e internalizada.