Questões de Segurança e Gestão de Riscos em Museografia (Museologia)

Limpar Busca

O translado de bens culturais tem se mostrado uma atividade de alto risco para a conservação dos objetos, muitas vezes apontado como uma das principais causas de danos aos mesmos. Neste sentido – e observando tal desafio – uma ação de segurança de extrema validade para os museus a fim de evitar sinistros em traslados é estabelecer:

  • A um método de acondicionamento adequado dos objetos.
  • B a instalação de câmeras de segurança, a fim de punir eventuais negligências.
  • C o fluxo de entrada e saída dos objetos, evitando que eles precisem passar por áreas apertadas, escadas, mudanças de pavimento, áreas de risco, baixa luminosidade etc.
  • D um plano de evacuação das pessoas em caso de sinistros.
  • E para onde os objetos serão encaminhados em caso de fechamento provisório ou permanente do museu.

Recentemente, o país foi abalado pelo incêndio no Museu Nacional. O sinistro alertou as autoridades gestoras do patrimônio cultural do país para a necessidade de se investir em medidas de conservação e preservação do rico patrimônio museal possuído pelo Brasil.
São ações básicas na escolha dos espaços de exposição de acervos museológicos, exceto:

  • A Observar cuidadosamente a localização das janelas em relação à obra exposta, a insolação da sala e as condições gerais do prédio do museu.
  • B Observar a colocação correta dos objetos, garantindo que estejam próximos de correntes de ar, de portas, de janelas e de plantas para manter a umidade elevada nos espaços de exposição.
  • C Realizar inspeção periódica nos espaços, verificando as condições das paredes e dos telhados do prédio no que se refere à presença de rachaduras, goteiras e infiltrações.
  • D Evitar a presença de número excessivo de visitantes no interior do museu e a presença de pessoas com roupas ou calçados molhados.

Considerando os riscos aos quais são expostos o patrimônio arqueológico em Lagoa Santa, assinale a alternativa incorreta:

  • A Lagoa Santa possui forte atividade de mineração, com grande extração de diamante próximo aos sítios arqueológicos patrimonializados.
  • B A região de Lagoa Santa possui área rural que vem sendo ocupada por condomínios residenciais, os quais atendem aos interesses imobiliários da região metropolitana de Belo Horizonte.
  • C A preservação do patrimônio arqueológico está vinculada à preservação do meio ambiente. A Área de Preservação Ambiental – APA Carste de Lagoa Santa foi criada com esse propósito.
  • D O turismo na região da Serra do Cipó traz impactos para o patrimônio arqueológico de Lagoa Santa, em função do uso de estrada pavimentada do município para acesso ao parque, que fica em Santana do Riacho.

De acordo com a Política de Preservação de Acervos Institucionais (MAST, 1995), a instituição deve elaborar para casos de incêndio, pânico, roubo, vandalismo e acidentes que podem ocorrer aos seus funcionários e usuários, ao seu acervo e ao prédio, um programa específico de:

  • A proteção e preservação.
  • B preservação e conservação.
  • C conservação e proteção.
  • D proteção e salvamento.
  • E salvamento e preservação.

Com base na Cartilha 2013Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro (IBRAM), assinale a alternativa que apresenta as cinco ações de tratamento e controle de riscos que devem ser tomadas face aos agentes de risco.

  • A Identificar, detectar, bloquear, responder e recuperar.
  • B Detectar, bloquear, intervir, responder e recuperar.
  • C Identificar, detectar, bloquear, responder e guardar.
  • D Identificar, detectar, bloquear, recuperar e guardar.
  • E Detectar, bloquear, responder, recuperar e conservar.