Questões de República Autoritária : 1964- 1984 (História)

Limpar Busca

Assinale a alternativa que contém uma assertiva falsa:

  • A A Ditadura Militar, no Brasil, foi instaurada por meio de um golpe — organizado pelos militares, a partir de 31 de março de 1964, e concluído por meio do golpe parlamentar, que se deu em 2 de abril de 1964. Esse golpe, orquestrado não só por militares mas também pelo grande empresariado do Brasil, com o apoio dos Estados Unidos, visava à derrubada de João Goulart e do projeto trabalhista — um projeto político voltado para o desenvolvimentismo e para a promoção de bem-estar social.
  • B A Era Vargas foi o período de quinze anos da história brasileira que se estendeu de 1930 a 1945 e no qual Getúlio Vargas era o presidente do país. A ascensão de Vargas ao poder foi resultado direto da Revolução de 1930, que destituiu Washington Luís e impediu a posse de Júlio Prestes (presidente eleito que assumiria o país).
  • C O Estado Novo foi a fase ditatorial da Era Vargas e estendeu-se por oito anos. Nesse período, Vargas reforçou o seu poder, reduziu as liberdades civis e implantou a censura. Também foi o período de intensa propaganda política e um momento em que Vargas estabeleceu sua política de aproximação das massas. No campo político, Vargas governou a partir de decretos-leis, ou seja, as determinações de Vargas não precisavam de aprovação do Legislativo, pois já possuíam força de lei. O Legislativo, por sua vez, foi suprimido e, assim, o Congresso e as Assembleias Estaduais e Câmaras Municipais foram fechadas. Todos os partidos políticos foram fechados e colocados na ilegalidade.
  • D O aparato de repressão da ditadura deu-se por meio de diversos mecanismos, dentre eles, existiram os chamados Atos Institucionais, que nada mais era do que o suporte jurídico que possibilitava aos militares perseguir e aprisionar todos os que eram considerados opositores do regime. Exemplificando, o AI-1 permitiu à ditadura aprisionar pessoas, indiscriminadamente, em locais como navios e estádios de futebol, mas não permitia se expurgar pessoas do serviço público. Com o tempo, o direito da população de escolher seu presidente foi retirado por meio do AI-2, decretado no final de 1965, e o AI3 estabeleceu um sistema bipartidário no Brasil.

O general Emílio Garrastazu Médici deu poucas declarações durante seu governo, mas todas as vezes em que o fez, disse coisas memoráveis. Em 22 de março de 1973, por exemplo, comentou: “Sinto-me feliz, todas as noites, quando ligo a televisão para assistir ao jornal. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias partes do mundo, o Brasil marcha em paz, rumo ao desenvolvimento. É como se eu tomasse um tranquilizante após um dia de trabalho”.

Considerando o comentário do General Emílio Garrastazu Médici sobre sua aparente tranquilidade em relação ao Brasil na época em questão, é correto afirmar:

  • A A felicidade que o Gal. Médici sentia era baseada em uma perspectiva real da sociedade brasileira, já que os órgãos de imprensa eram totalmente livres para noticiar o que quer que ocorresse no Brasil naquele tempo.
  • B Por não existir nenhum tipo de censura ou restrição à atuação do jornalismo naquele período, que foi de 1º de abril de 1964 até 15 de março de 1985, o Brasil viveu um tempo de plena democracia, liberdade e paz social.
  • C A sensação de que o Brasil era uma ilha de tranquilidade, em um mundo de agitações e conflitos, devia-se à censura aos veículos de comunicação estabelecida pela Lei de Imprensa, em 1967, pelo AI-5, em 1968 e pela nova Lei de Segurança Nacional, em 1969.
  • D Na época, enquanto as produções artísticas, tais como músicas, peças de teatro e até mesmo novelas de TV eram submetidas à censura, a atuação da imprensa era poupada por ser atividade protegida por lei.

O general Emílio Garrastazu Médici deu poucas declarações durante seu governo, mas todas as vezes em que o fez, disse coisas memoráveis. Em 22 de março de 1973, por exemplo, comentou: “Sinto-me feliz, todas as noites, quando ligo a televisão para assistir ao jornal. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias partes do mundo, o Brasil marcha em paz, rumo ao desenvolvimento. É como se eu tomasse um tranquilizante após um dia de trabalho”.

Considerando o comentário do General Emílio Garrastazu Médici sobre sua aparente tranquilidade em relação ao Brasil na época em questão, é correto afirmar:

  • A A felicidade que o Gal. Médici sentia era baseada em uma perspectiva real da sociedade brasileira, já que os órgãos de imprensa eram totalmente livres para noticiar o que quer que ocorresse no Brasil naquele tempo.
  • B Por não existir nenhum tipo de censura ou restrição à atuação do jornalismo naquele período, que foi de 1º de abril de 1964 até 15 de março de 1985, o Brasil viveu um tempo de plena democracia, liberdade e paz social.
  • C A sensação de que o Brasil era uma ilha de tranquilidade, em um mundo de agitações e conflitos, deviase à censura aos veículos de comunicação estabelecida pela Lei de Imprensa, em 1967, pelo AI-5, em 1968 e pela nova Lei de Segurança Nacional, em 1969.
  • D Na época, enquanto as produções artísticas, tais como músicas, peças de teatro e até mesmo novelas de TV eram submetidas à censura, a atuação da imprensa era poupada por ser atividade protegida por lei.

Em uma sequência didática sobre o período histórico mencionado no Texto 1, a professora de história valeu-se, em um determinado momento da aula, do Texto 2.


TEXTO 1

Segundo Bittencourt (2011, p. 378-9), “nas aulas de História, músicas têm sido utilizadas com frequência como recurso didático (…). Dentre os gêneros musicais mais utilizados, destaca-se a música popular, em suas variantes de samba, forró e música sertaneja. Os regimes políticos ditatoriais têm sido, segundo vários dos relatos, abordados por intermédio de músicas, como no caso dos sambas na fase de Getúlio Vargas e da MPB no período militar.”


TEXTO 2

“Atenção ao dobrar uma esquina

Uma alegria, atenção menina

Você vem, quantos anos você tem?

Atenção, precisa ter olhos firmes

Pra este sol, para esta escuridão

Atenção

Tudo é perigoso

Tudo é divino maravilhoso

Atenção para o refrão

É preciso estar atento e forte

Não temos tempo de temer a morte (...)”

Gal Costa, Divino, Maravilhoso, Rio de Janeiro: Phonogram/Philips, 1969.

Disco Sonoro, (4:20 minutos). 


Qual foi o tema abordado em aula, a partir da análise correta desse documento histórico?

  • A A canção nacional-popular ligada aos partidos políticos, que pretendiam construir uma autêntica cultura brasileira.
  • B A mobilização de rua como forma de expressão e participação política, que sensibilizou uma parcela da juventude urbana.
  • C A substituição dos movimentos sociais por vanguarda revolucionária, que via na militarização a única forma eficaz de resistência.
  • D A autocensura de artistas durante o processo de abertura política, que continuavam a ser perseguidos pelos aparelhos de repressão.

Os discursos dos militares, no Brasil, no período antes da ditadura militar, era de que eles precisavam tomar o poder para afastar o perigo do comunismo; segundo o discurso, logo após a tomada do poder, seria(m):

  • A Criada uma junta militar para fortalecer o poder do executivo.
  • B Restabelecida a ordem, com a criação do ato institucional nº 1.
  • C Devolvido o poder aos civis por meio de eleições democráticas.
  • D Elaborada uma nova constituição, dando mais poder ao povo.
  • E Ampliados os direitos e deveres políticos com a criação do partido do PTB.