Questões de Hereditariedade e diversidade da vida (Biologia)

Limpar Busca

Uma planta original com flores vermelhas foi utilizada para produção de 20 clones. As mudas geradas foram divididas em dois grupos A e B e submetidas a diferentes condições de água e luminosidade. Na floração, observouse que as mudas do grupo A apresentavam flores vermelhas, e as mudas do grupo B, flores amarelas.
Sobre esse experimento foram feitas as assertivas.
I. Os clones apresentam os genótipos idênticos, embora apresentem flores com cores diferentes.
Porque
II. Pode ter havido modificação no fenótipo em função da diferença das condições de tratamento.
Qual das afirmativas é adequada para analisar as asserções?

  • A As asserções I e II apresentam relação e estão corretas.
  • B A asserção II é correta, porém não tem relação com a I.
  • C As asserções I e II estão incorretas e não apresentam relação.
  • D A asserção I é correta e não apresenta relação com a II.
  • E As asserções I e II estão relacionadas, mas são incorretas.

A porção sólida do sangue contém hemácias, leucócitos e plaquetas. As hemácias possuem proteínas, antígenos ou aglutinogênios. A incompatibilidade entre os sangues surge quando há diferenças entre as proteínas presentes nas superfícies das hemácias do doador e do receptor, seguindo a lógica:

  • A Um indivíduo com tipo sanguíneo B possui anticorpos contra hemácias com antígenos B.
  • B Um indivíduo com tipo sanguíneo AB rejeita todos os tipos de sangue para transfusão.
  • C Um indivíduo com tipo sanguíneo A rejeita qualquer sangue que contenha antígenos B.
  • D Um indivíduo com tipo sanguíneo O possui antígenos do tipo A e antígenos do tipo B.
  • E Um indivíduo com sangue que contenha antígenos A ou B é doador para indivíduos tipo O.

O heredograma a seguir mostra a herança de uma doença genética ao longo de três gerações da mesma família. Tal doença afeta o sistema nervoso central e surge, tipicamente, por volta dos 30 ou 40 anos de idade, sem que nenhum sintoma prévio tenha se manifestado. A análise do heredograma permite concluir que essa doença, que segue o padrão de herança mendeliana, pode ser:

  • A causada apenas por gene autossômico recessivo, já que ela se manifesta em menor proporção de indivíduos.
  • B determinada por gene autossômico dominante, podendo afetar tanto homens quanto mulheres.
  • C condicionada apenas por gene recessivo ligado ao sexo, já que 50% dos filhos homens apresentam a doença.
  • D provocada por gene autossômico holândrico, pois todo homem afetado também gera filhos homens afetados.
  • E ocasionada por gene ligado ao X, recessivo, já que filhos homens de mulheres afetadas podem ser normais.
O DNA mitocondrial é um composto orgânico presente nas mitocôndrias, é uma relíquia de nosso passado evolutivo. Em vez de apenas duas cópias por célula, como nossos cromossomos, as nossas células têm muito mais cópias do DNA mitocondrial. E, ao contrário do resto do nosso DNA, o mitocondrial é encontrado fora do núcleo. Mutações no DNA mitocondrial têm sido relacionadas com o envelhecimento e com uma série de doenças degenerativas. Marque a alternativa que indica uma doença causada por mutações no DNA mitocondrial que se caracteriza pela paralisia dos músculos dos olhos.
  • A Distonia.
  • B Atrofia óptica de Leber.
  • C Diabetes mellitus.
  • D Síndrome de Leigh.
  • E Oftalmoplegia crônica progressiva.

Sendo a determinação do sexo em abelhas cromossômica, os machos são haploides, enquanto as fêmeas são diploides.

Nesse sentido, é correto afirmar:

  • A As fêmeas conseguem gerar, sozinhas, indivíduos do sexo masculino e do sexo feminino.
  • B As fêmeas necessitam dos machos para gerar indivíduos do sexo masculino e do sexo feminino.
  • C As fêmeas conseguem gerar, sozinhas, outras fêmeas, mas necessitam dos machos para gerar indivíduos do sexo masculino.
  • D As fêmeas necessitam dos machos para gerar indivíduos do sexo feminino, mas conseguem, sozinhas, gerar indivíduos do sexo masculino.