Questões de Fonoaudiologia Hospitalar (Fonoaudiologia)

Limpar Busca
Este é um nervo misto e essencialmente visceral. Emerge do sulco lateral posterior do bulbo sob a forma de filamentos radiculares que se reúnem para se formar este nervo. Este emerge do crânio pelo forame jugular, percorre o pescoço e o tórax, terminando no abdome. Neste trajeto dá origem a vários ramos que inervam a faringe e a laringe, entrando na formação dos plexos viscerais que promovem a inervação autônoma das vísceras torácicas e abdominais. Assinale a alternativa que corresponde ao nervo citado acima.
  • A Glosso-Faríngeo.
  • B Hipoglosso.
  • C Acessório.
  • D Vago.

A Organização Mundial de Saúde descreve a paralisia cerebral (PC) como um grupo heterogêneo de transtornos motores não progressivos causados por lesões cerebrais crônicas, originadas desde os períodos pré-natais, perinatal ou pós-natal até os primeiros 5 anos de vida. Essas lesões cerebrais imprimem marcas no corpo que afetam, principalmente a condição motora dos portadores de PC e/ou, em alguns casos, a fala e a relação com o outro. Com relação à paralisia cerebral é correto afirmar que ela é uma:

  • A encefalopatia crônica não evolutiva;
  • B distrofia muscular congênita;
  • C disartria;
  • D encefalopatia hepática.

Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) — é uma condição de saúde caracterizada por déficit em importantes áreas do desenvolvimento, não havendo apenas só um tipo de autismo, mas muitos subtipos, que se manifestam de uma maneira única em cada pessoa. Desta forma, marque a alternativa que descreve a(s) importante(s) área(s) do desenvolvimento que é/são afetada(s) no autismo:

  • A afeta a comunicação, socialização e comportamento
  • B afeta apenas o comportamento
  • C afeta apenas a socialização e comunicação
  • D afeta apenas o comunicação e comportamento

Com relação à atuação fonoaudiológica em ambiente hospitalar, leia as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta.
I. A atuação da fonoaudiologia na Unidade de Terapia Intensiva se constitui num trabalho, tanto no sentido de manutenção de vida, porque previne as complicações, quanto de qualidade de vida, uma vez que permite que o paciente sempre volte a se alimentar pela boca, mantendo um suporte nutricional adequado. II. Na avaliação funcional da deglutição com dieta é necessário verificar os parâmetros, nível de consciência do paciente, condições clínicas gerais. III. O atendimento fonoaudiológico do paciente disfágico hospitalizado pode contribuir na redução do tempo de internação. IV. O fonoaudiólogo que atua com o paciente ainda no leito, de forma tardia, preventiva, intensiva, pré e pós-cirúrgica.

  • A Apenas I e III estão corretas
  • B Apenas I e II estão corretas
  • C Apenas II e III estão corretas
  • D I, II, III e IV estão corretas

Referente a atuação da fonoaudiologia na paralisia facial é correto afirmar.

  • A O fonoaudiólogo deve atuar desde o aparecimento das primeiras manifestações, com isto agiliza os resultados positivos ainda durante o período de melhora espontânea, ou seja, nos primeiros seis meses.
  • B Nem todos os casos de paralisia facial, guardados os devidos prognósticos, têm indicação para acompanhamento fonoaudiológico.
  • C A intervenção precoce nem sempre é fundamental, pois os resultados serão aqueles que o paciente espera.
  • D É ideal o acompanhamento fonoaudiológico a partir de seis meses após o acometimento.