Questões de Endocrinologia (Medicina)

Limpar Busca

Analise as seguintes assertivas sobre a Cetoacidose Diabética (CAD) e assinale V, se verdadeiras, ou F, se falsas.
( ) São fatores precipitantes da CAD: ocorrência de infecções, infarto agudo do miocárdio, traumatismos e tratamento insulínico inadequado. ( ) A CAD é uma síndrome clínica que inclui hiperglicemia, cetose, depleção de volume e deficiência de eletrólitos, redução do ânion gap e acidose metabólica. ( ) Para compensar a acidose metabólica, pode ser constatada a respiração de Kussmaul no paciente, havendo uma hiperventilação como tentativa de gerar alcalose respiratória para compensar a acidose metabólica.
A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

  • A V – V – V.
  • B V – F – V.
  • C V – F – F.
  • D F – V – F.
  • E F – F – V.

É o exame útil para confirmar a natureza cística de algumas lesões do mediastino superior, especialmente, nas tireoides e paratireoides:

  • A Ressonância magnética.
  • B Tomografia Computadorizada.
  • C Radiografia de Tórax.
  • D Ultrassonografia.
  • E Endoscopia Digestiva Alta.

A Sociedade Brasileira de Diabetes recomenda que quando a glicemia de jejum for superior a 200 mg/dl, mas inferior a 300 mg/dl, na ausência de critérios para manifestações graves:

  • A iniciar com modificações de estilo de vida e com a metformina associada a outro agente hipoglicemiante.
  • B iniciar com modificações de estilo de vida e insulinoterapia, imediatamente.
  • C iniciar com modificações de estilo de vida e com a metformina associada à insulinoterapia, imediatamente.
  • D iniciar com modificações de estilo de vida e observar a variação da glicemia.

A associação entre hiperglicemia e perda de peso sinaliza a deficiência de insulina e, em geral, um estágio mais avançado ou mais descompensado da doença. Nessa circunstância, os medicamentos secretagogos, como as sulfonilureias, costumam ser os mais indicados. Não é fármaco do grupo das sulfonilureias:

  • A Glimepirida.
  • B Clorpropamida.
  • C Repaglinida.
  • D Glibenclamida.

Qual a neoplasia maligna mais comum da tireóide:

  • A Folicular.
  • B Papilifero.
  • C Anaplásico.
  • D Metástase.