Questões de Cinética Química (Química)

Limpar Busca

Uma pessoa comeu muito no jantar e passou, meia hora depois, a ter uma sensação de azia, resultante do excesso de ácido clorídrico, o HCl, produzido pelo estômago. Então, a pessoa ingeriu, num intervalo de 18horas, 3 comprimidos de remédio antiácido. Suponha que cada comprimido desse remédio contenha 450 mg de hidróxido de alumínio, Al(OH)3, e 450 mg de hidróxido de magnésio, Mg(OH)2. As reações de neutralização ocorrem segundo as equações balanceadas a seguir:
Al(OH)3(s) + 3 HCl(aq) → AlCI3(aq) + 3 H2O(I)
Mg(OH)2(s) + 2 HCl(aq) → MgCl2(aq) + 2 H 2O(I)

No período de 18 horas, a massa de ácido clorídrico neutralizado em miligramas e a quantidade de moléculas de HCl consumida, na neutralização, foram respectiva e aproximadamente:
Dados: Massas Molares: Mg(OH)2 = 58 g/mol; Al(OH)3 = 78 g/mol; HCl = 36,5 g/mol; Constante de Avogadro = 6,0.1023


  • A 3.594,3 e 5,9.1022
  • B 1.895,2 e 3,1.1022
  • C 1.699,1 e 2,8.1022
  • D 3.623,2 e 6,0.1022

Foi estudada a reação entre o H2 e o NO empregando-se diferentes proporções de concentração, de acordocom a equação abaixo:
2 H2 (g) + 2 NO (g) → N2 (g) + 2 H2 O (v)
A reação foi repetida três vezes, alterando-se a concentração de um ou de ambos os reagentes e mantendo-se a temperatura constante. Os valores de concentração empregados e os valores de velocidade medidos encontram-se na tabela abaixo:


Observando as regularidades entre as concentrações e as velocidades, a lei de velocidade dessa reação deve ser igual a:

  • A v = k . [H2] . [NO]
  • B v = k . [H2] 2 . [NO]
  • C v = k . [H2] . [NO]2
  • D v = k . [H2] 2 . [NO]2
A decomposição do pentóxido de nitrogênio, N2O5 (g), em NO2(g) e O2(g), que ocorre a 27°C, segue a cinética de primeira ordem com k = 3,6x10-5 . Uma amostra com uma pressão inicial de 760 torr se decompõe a 27°C, e a pressão parcial atinge o valor de 640 torr. Quanto tempo, em segundos, transcorrerá desde o início da decomposição? (Observação: Considere o N2O5 um gás ideal).
N2Os(g) → 2NO2(g) + 1/2 O2 (g)

Dados: ln 0,04062 = 3,204; ln 0,03421 = - 3,375 R = 62,36 L torr/mol K



  • A 2.075
  • B 4.777
  • C 2.840
  • D 4.750

No que tange ao efeito da pressão na situação hipotética apresentada no texto 10A2-II, julgue os itens a seguir.

I O aumento da pressão aumentou a velocidade da reação até atingir o limite desse parâmetro, pois, com o aumento da pressão de H2, mais hidrogênio foi dissolvido na solução.

II O aumento da pressão aumentou a velocidade da reação, o que comprova que a reação é de 1.ª ordem em relação ao hidrogênio.

III O fato de haver um limite para o aumento da velocidade da reação devido à pressão indica que existe uma capacidade limitada do catalisador de suportar o H2.

Assinale a opção correta.

  • A Nenhum item está certo.
  • B Apenas o item II está certo.
  • C Apenas o item III está certo.
  • D Apenas os itens I e II estão certos.
  • E Apenas os itens I e III estão certos.

Na situação hipotética apresentada no texto 10A2-II, se o hidrogênio fosse estável a temperaturas acima de 200 °C, seria de se esperar que o aumento da temperatura do meio

  • A diminuísse o rendimento da reação, devido ao aumento da energia de ativação da reação.
  • B aumentasse o rendimento da reação, devido ao aumento da energia cinética das moléculas.
  • C aumentasse o rendimento da reação, devido à diminuição da energia de ativação da reação.
  • D não alterasse o rendimento da reação.
  • E diminuísse o rendimento da reação, devido à combustão do estearato de metila.