Questões de Auditoria Independente (Externa) (Auditoria)

Limpar Busca

Leia as afirmativas a seguir e marque a opção incorreta:

  • A Se houver relutância da administração em elaborar ou estender sua avaliação, quando solicitada pelo auditor, o auditor deve considerar as implicações no seu relatório de auditoria independente.
  • B A evidência de auditoria quanto ao estágio dos litígios e das reclamações até a data do relatório do auditor independente pode ser obtida mediante indagação à administração, incluindo assessores jurídicos internos, responsáveis pelos assuntos relevantes.
  • C Se, ao ler as outras informações, o auditor identificar uma inconsistência relevante, ele deve determinar se as demonstrações contábeis auditadas ou as outras informações precisam ser retificadas.
  • D Uma auditoria independente conduzida de acordo com as normas de auditoria substitui a manutenção do controle interno necessário para a elaboração de demonstrações contábeis pela administração.
  • E O auditor não deve emitir e datar o seu relatório de auditoria independente antes da data em que ele obter evidência de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações contábeis.

Assinale a alternativa que apresenta características relativas ao risco de detecção.

  • A Consiste em um risco do auditor e depende das técnicas empregadas por ele, podendo ser controlado.
  • B Risco de que a opinião expressa pelo auditor seja inadequada quando existirem distorções relevantes no objeto auditado.
  • C Não é passível de controle, mas deve ser avaliado pelo auditor para que alcance um nível aceitável.
  • D É a suscetibilidade de uma afirmação anteriormente da consideração dos controles.
  • E Risco de que a entidade não alcance os seus objetivos
No ambiente de negócios atual, a auditoria interna eficaz exige um planejamento preciso, combinado com uma resposta flexível às mudanças rápidas dos riscos. Para agregar valor e melhorar a eficácia de uma organização, as prioridades de auditoria interna devem se alinhar aos objetivos da organização e devem abordar os riscos com maior potencial de afetar a capacidade da organização de atingir esses objetivos.
International Professional Practices Framework. Institute of Internal Auditors.


Quanto ao planejamento de auditoria baseado em riscos (ABR) assinale a afirmativa incorreta.
  • A Alguns métodos comuns para identificar, documentar e avaliar riscos são a abordagem de risco específico, a abordagem de risco por processo e a abordagem de fator de risco.
  • B O feedback da alta administração deve ser levado em consideração ao selecionar uma abordagem e critérios para a avaliação abrangente dos riscos.
  • C O chefe de auditoria deve escolher uma abordagem para avaliação de risco, não sendo possível mesclar as abordagens por questões metodológicas.
  • D As avaliações de riscos normalmente incluem metodologias quantitativas e qualitativas.
  • E Impacto e probabilidade são duas métricas reconhecidas na definição de risco.

Quanto aos sistemas de controle externo da atividade financeira do Estado, analise as afirmativas a seguir.

I. O sistema Tribunal de Contas é caracterizado pela sua natureza colegiada e por exercer jurisdição atípica.

II. O sistema de auditorias-gerais é caracteriza pelo seu caráter unipessoal e suas manifestações possuem caráter opinativo.

III. Tanto os tribunais de contas, como as auditorias-gerais (ou controladorias-gerais) são órgãos de controle de índole externa.

Está coreto o que se afirma em

  • A I, II e III.
  • B II e III, apenas.
  • C I e III, apenas.
  • D I e II, apenas.
  • E II, apenas.
O Governo do Estado recebeu recursos federais mediante convênio para a execução de programa habitacional, cabendo por fim, prestar contas dos recursos utilizados, bem como daqueles não aplicados na política pública.

Com base na situação descrita, assinale a afirmativa incorreta.
  • A A aferição do cumprimento do plano de trabalho do convênio é exemplo de exercício de controle de índole interna.
  • B A execução do convênio poderá ser objeto de fiscalização por órgão de controle interno.
  • C A execução do convênio poderá ser objeto de fiscalização por órgão de controle externo.
  • D Órgão de controle externo poderá propor sanções por irregularidades verificadas na apreciação das prestações de contas de convênio.
  • E Órgão de controle externo deverá elaborar prestação de contas da utilização pelo órgão jurisdicionado dos recursos do convênio.