Questões de Arquitetura Hospitalar (Arquitetura)

Limpar Busca
Os acessos do Estabelecimento Assistencial de Saúde estão relacionados diretamente com a circulação de sua população usuária e de materiais. Analise as assertivas a seguir, sobre os acessos do EAS, de acordo com a RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, e assinale a alternativa que aponta a(s) correta(s).
I. Deve haver uma preocupação de se restringir ao máximo o número desses acessos, com o objetivo de se conseguir um maior controle da movimentação no EAS. II. Um EAS deve ter acessos físicos diferenciados para cada tipo funcional, não podendo agregar diversos tipos funcionais de acessos em um único espaço físico. III. Os acessos de pessoas (pacientes, doadores, funcionários, alunos e público) devem possibilitar que os portadores de deficiência ambulatória possam adentrar ao prédio sem a ajuda de terceiros.
  • A I, II e III.
  • B Apenas I e II.
  • C Apenas I e III.
  • D Apenas II e III.
  • E Apenas III.
Segundo a RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, considera-se como regra básica para todos os EAS, no tocante às exigências de conforto higrotérmico e luminoso, que na localização da edificação no terreno sejam seguidas as exigências do código de obras local. No entanto nenhuma janela de ambientes de uso prolongado, aqueles com permanência de uma mesma pessoa por período contínuo de mais de quatro horas, poderá possuir afastamentos menores do que
  • A 1,00 m.
  • B 1,50 m.
  • C 2,00 m.
  • D 2,50 m.
  • E 3,00 m.
A RDC nº 51, de 6 de outubro de 2011, dispõe sobre os requisitos mínimos para análise, avaliação e aprovação dos projetos físicos de estabelecimentos de saúde no Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) e dá outras providências. Sobre essa resolução, assinale a alternativa correta.
  • A Aplica-se a construções novas de estabelecimentos assistenciais de saúde, não contemplando as reformas, ampliações ou adequações de edificações anteriormente não destinadas para esse fim.
  • B Não define o número de reapresentações do PBA sob o mesmo número de protocolo. Desta forma, o projeto pode ser reapresentado até sua aprovação sem necessidade de novo pedido de avaliação.
  • C A aprovação dos projetos de estabelecimentos de saúde pelas vigilâncias sanitárias exclui a necessidade de sua avaliação pelos demais órgãos competentes da Administração Pública.
  • D Para obras de reforma e adequações, quando esgotadas todas as possibilidades sem que existam condições de cumprimento integral do Regulamento Técnico aprovado pela RDC/Anvisa nº 50, de 2002, ou a que vier a substituí-la, não será possível fazer a análise ou aprovação do projeto.
  • E A critério da vigilância sanitária competente e mediante solicitação por parte do proponente poderá ser realizada consulta prévia sobre o projeto físico, a qual é um ato informal, no qual o interessado solicita à vigilância sanitária competente informações prévias sobre determinado projeto físico.
Segundo a RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, no Regulamento técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde, o ambiente Internação intensiva-UTI / CTI é obrigatório em hospitais terciários e em hospitais secundários com capacidade para quantos leitos?
  • A ≥ 100.
  • B ≥ 50.
  • C ≥ 80
  • D ≥ 30.
  • E ≥ 90.
Para dimensionamento, quantificação e instalações prediais dos ambientes dos estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS), a RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, no Regulamento técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde, traz os aspectos espaciais estritamente relacionados com as diversas atribuições e atividades, a partir de uma listagem extensa dos ambientes próprios para os EAS, reunidos em tabelas por grupos de atividades. Sobre a elaboração de um programa arquitetônico para uma EAS, assinale a alternativa correta.
  • A As tabelas apresentadas nesse regulamento são programas arquitetônicos de unidades específicas, com os ambientes próprios para cada uma delas.
  • B A presente norma estabelece as tipologias de edifícios de saúde, como posto de saúde, centro de saúde, hospital etc.
  • C O ambiente será obrigatório, se o EAS for de determinada tipologia de edifício de saúde, mesmo que não vá exercer a atividade correspondente.
  • D Não há programas arquitetônicos pré-definidos, e sim uma listagem de ambientes que deve ser usada pela equipe de planejamento do EAS na medida que se está montando o programa deste.
  • E As atividades de apoio, que são ambientes como banheiros, copas etc. não são definidas por essa resolução.