Resumo de História - Stonehenge

O Stonehenge é um monumento muito antigo, existente desde a Pré- História, localizado em Amesbury, na Inglaterra. A estrutura misteriosa é formada por grandes monólitos, que são como pedras gigantes, com cerca de 5 metros de altura, pesando 50 toneladas.

Origem do Stonehenge

Não se sabe ao certo como esse monumento foi construído e nem as pessoas envolvidas no trabalho, mas os estudos arqueológicos estimam que sua existência data de cinco mil anos atrás. Dessa forma, o Stonehenge reúne diversas teorias e possíveis respostas para a sua concepção.

Com base em pesquisas, alguns estudos dividem a construção do Stonehenge em três períodos. O primeiro estima-se ter acontecido por volta de 3.000 anos a.C. Nessa época, acredita-se que o local era apenas uma vala em formato de círculo, com um diâmetro aproximado de 97,54 metros. Nesse círculo havia ainda um banco de pedra e um santuário de madeira.

Do lado externo das pedras, em um dos 56 furos, chamados buracos de Aubrey, foram encontrados restos de humanos cremados, mas, curiosamente, o círculo também estava alinhado com o pôr do sol do último dia de inverno e com as fases da lua.

Por conta disso, alguns estudiosos acreditam que o Stonehenge foi erguido com a função de calendário solar, mas acabou servindo de cemitério, e outros ponderam que foram as duas coisas ao mesmo tempo.

Verdade ou não, associada a essa hipótese acredita-se que o monumento funcionou como um calendário, no qual durante o solstício de verão, mais precisamente no dia 21 de junho, o sol nascia voltado exatamente para a principal pedra do Stonehenge.

O segundo período, por sua vez, começou por volta do ano 2150 a.C. Nesse momento, foram construídos mais dois círculos de pedra azulada e a entrada tornou-se mais larga.  Também ocorreu a construção das duas valas paralelas alinhadas com o sol nascente do primeiro dia de verão. Além delas, foi feito um círculo externo com 35 pedras gigantes.

O chamado terceiro período aconteceu por volta de 2075 A.C. Nele, as pedras gigantes substituíram as azuis. Estima-se que cada uma dessas pedras gigantes meça cerca de 5,5 metros de altura, com aproximadamente 25 toneladas.

Elas foram instaladas e formaram um círculo interno, que posteriormente foi completado por mais 19 pedras em seu interior. Segundo historiadores, as pedras maiores teriam vindo de Marlborough Downs, localizado a 32 quilômetros de distância do local onde o monumento foi construído.

As pedras menores, por sua vez, teriam vindo das Montanhas Preseli, localizadas em Gales a cerca de 250 quilômetros do local.

Durante a Idade Média o monumento foi explicado através do poder da magia. O mito conta que Merlin, mago da corte do Rei Arthur, teria invocado as forças das enormes pedras da Irlanda.

No século XIX, por sua vez, as pessoas estavam presas à ideia de que os druidas (lendários do povo celta) tivessem exercido essa força, entretanto, não se atentaram para o fato de que esses antigos sacerdotes realizavam os cultos em bosques de carvalhos sagrados, e não em templos de pedra.

Mudanças no monumento

Além das divisões por períodos, estima-se a maneira como esse monumento tenha sido construído por meio das versões de um grupo de entusiastas, liderado pelo engenheiro Mark Whitby e pelo arqueólogo Julian Richards.

Whitby coordenou uma operação realizada ainda no século XX, na qual as réplicas das pedras (duas colunas de 45 toneladas e uma viga transversal de 10 toneladas), feitas à base de concreto, foram puxadas sobre trilhos de madeira besuntados com sebo.

Nessa operação, os grandes blocos de pedra foram puxados colina acima por mais de 130 soldados, além de bombeiros e estudantes. No trajeto, eles usaram quase 150 metros de corda. As pedras foram levadas por meio de navios.

No entanto, a força bruta dos homens não foi o suficiente para erguer as pedras, o que levou  Whitby a pensar em uma nova estratégia seguindo a mesma linha dos verdadeiros construtores do monumento. Com isso, chegou à conclusão que os homens paleolíticos eram verdadeiros engenhosos.

O engenheiro fez uma observação curiosa a respeito do formato do buraco que abriga a coluna maior, visto que a estrutura é vertical com um dos lados inclinados. Com base nisso, Whitby construiu uma rampa perto do buraco e mandou os homens puxarem a enorme pedra sobre ela, de modo que a terça parte se projetasse sobre o buraco.

Sendo assim, os pesados fragmentos de rocha foram agrupados sobre o bloco de pedra e empurrados para sua extremidade. Tempos depois, o peso desses fragmentos fez com que o imenso bloco inclinasse até cair dentro do buraco abaixo dele.

Na etapa final, a viga transversal foi arrastada sobre a rampa mais íngreme, uma vez que o segundo bloco havia sido erguido. Assim, os três blocos se adaptaram de maneira impecável e formaram a perfeita arcada do século XX.

No discurso de Whitby, ele buscou convencer as pessoas de que havia encontrado a solução para o problema, dizendo: “Com 140 pessoas, eu poderia construir Stonehenge em menos de 20 anos.”

Utilidade

Como foi mencionado, não é possível ter uma certeza sobre os reais motivos que levaram à construção do monumento Stonehenge. Contudo, os estudiosos afirmam que o acaso não é a melhor definição para todo esse trabalho, uma vez que a posição das pedras, sobretudo as aberturas alinhadas com o sol, durante o solstício, mostra o grande conhecimento que seus construtores tinham sobre a matemática, movimento da lua e das estrelas.

Mas, uma coisa é de se admitir: esses fatos tornam a origem do monumento ainda mais intrigantes para os estudiosos e visitantes que querem assistir de perto a transição do sol pelos círculos de pedra.

Esse, portanto, é dos motivos que fazem do Stonehenge um monumento misterioso, pois, além de guardar história, aguça a curiosidade de milhares de pessoas, entre estudiosos e turistas.

Além de um dos principais pontos turísticos do Reino Unido, o Stonehenge é também uma espécie de sítio arqueológico, onde é possível encontrar cientistas das mais diversas áreas, como antropologia, arqueologia e astronomia.

Reunidos, eles ocupam o lugar e estudam para tentar desvendar a origem desse monumento de pedras tão intrigante para as pessoas. Acredita-se que a construção do Stonehenge tenha levado aproximadamente dois mil anos para ser concluída.

Voltar

Questões