Resumo de História - História Contemporânea

A História Contemporânea começou a partir da Revolução Francesa, em 1789, e se estende até os dias atuais.  Desde então, o mundo enfrentou diversas modificações nas suas estruturas sociais, políticas, econômicas e culturais.

A revolução ocorrida na França, que esbanjava o lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, marcou a queda do Antigo Regime – período em que a sociedade era dominada por uma pirâmide social, sendo o rei, a nobreza e o clero responsáveis pelo total acúmulo de riquezas e poder.

As ideias iluministas também exerceram forte influência na produção dessa nova fase da humanidade. A razão substitui as concepções religiosas e a ciência é vista como algo que impulsiona o progresso da sociedade.

A chegada da contemporaneidade consolidou o desenvolvimento do sistema capitalista no ocidente, proporcionando disputas entre as grandes potências europeias na busca por controle de territórios, exploração de matérias-primas e mercado consumidor.

Origem da História Contemporânea

Como já sabemos, a Revolução Francesa foi o marco inicial da História Contemporânea. Foi ela quem configurou as novas formas de poder: regime republicano, constitucional, defensor da propriedade e com forças militares organizadas.

Nesse mesmo instante surge também o liberalismo, uma corrente que acreditava na divisão do capital de acordo com as relações de trabalho. Esse tipo de ligação trabalhista tem início na Revolução Industrial, outro fenômeno da História Contemporânea.

Esta revolução muda de vez as formas de destruição de riquezas. O dinheiro sai do domínio de estado monárquico e concentrador, assim como dos bancos e associações comerciais, para equipar os cofres da nova ordem capitalista. Em consequência, os postos de trabalho se multiplicam e a circulação de dinheiro.

Com isso, o fluxo migratório das grandes massas populacionais para os centros urbanos se torna intenso, gerando atividades econômicas voltadas para indústrias e pequenos comércios.  

Essa configuração de poder foi acompanhada pelo crescimento econômico capitalista, que ao longo desse período histórico se estabeleceu como modelo econômico de praticamente todos os continentes do mundo.

Na visão capitalista e liberal esse modelo impulsionaria o comércio, distribuindo renda entre as classes. Mas, na verdade, originou inúmeras disputas e desigualdades.

Por isso, em oposição a esta organização social, surgiu a União Soviética, originada na Revolução Russa. Apesar dos ideais de igualdade entre todas as classes, essa experiência acabou repetindo os modelos de exploração e divisões sociais.

História Contemporânea: campo científico

O século XX é marcado pelas inovações e desenvolvimento da ciência. Com isso, surgem as primeiras sociedades científicas especializadas, tornando necessárias novas técnicas de trabalho e divulgação para o público.

O avanço da medicina e das pesquisas na área da saúde, por exemplo, proporcionaram aumento na qualidade de vida para as população e, consequentemente, na expectativa de vida.

Já as máquinas e as técnicas de produção agrícolas deram base tecnológica para a proliferação do capitalismo, além da questão armamentista, já que todo esse progresso tecnológico foi intensamente utilizado pelos militares, resultando na produção de equipamentos de ponta e letais, como as bombas atômicas.

Com a evolução da ciência e das tecnologias, os meios de comunicação se desenvolveram de forma significativa, permitindo a divulgação dos acontecimentos e da informação no mundo.

Na História Contemporânea, a televisão e a internet foram (e continuam sendo) os principais meios de comunicação.

A Arte na História Contemporânea

Com o advento do Iluminismo, inúmeras manifestações artísticas começaram a se estabelecer.

Neoclassicismo

Nesse período a arte era considerada bela e produzidas de acordo com as técnicas gregas e romanas. As obras geralmente expressavam as fortes emoções e o realismo.

A pintura e arquitetura eram inspiradas pelas esculturas gregas e pinturas renascentistas da Itália. Os principais artistas desse movimento eram:

  • Jacques Louis David
  • Jean Auguste Dominique Ingres

Romantismo

O estilo se caracterizou pela exposição dos sentimentos, imaginação, o nacionalismo e a natureza. As obras de aproximam da arte barroca, principalmente na questão da valorização das cores e dos contrastes claro e escuro, além da composição na forma diagonal. Os principais artistas foram:

  • Francisco José Goya y Lucientes
  •  Eugène Delacroix
  • Jean Louis André Théodore Géricault
  • Joseph Mallord William Turner
  • John Constable Constable

Realismo

Fruto das artes produzidas na Europa, foi influenciada pelo processo de industrialização da época. Por isso, as obras eram mais técnicas (criação de fábricas, armazéns e lojas), deixando de lados as emoções humanas. Os principais pintores e escultores da corrente realista foram:

  • Auguste Rodin
  • Jean-François Millet
  • Gustave Coubert
  • Édouard Manet

Impressionismo

Movimento artístico das figuras sem contorno, sombras luminosas e coloridas, seleção de cores para dar contraste às imagens e proibição das misturas de cores para formar novas tonalidades. Os principais pintores eram:

  • Édouard Manet (que também participou do Realismo)
  • Claude Monet 
  • Pierre Auguste Renoir
  • Edgar Degas
  • Georges Seurat
  • Paul Signac

Pós – Impressionismo

Formado pelos artistas do Impressionismo, foi a expressão artística que acentuava a pintura em duas características específicas: cor e bidimensionalidade.  O principais pintores foram:

  • Paul Gauguin
  • Paul Cézanne
  • Henri de Toulouse-Lautrec
  • Vincent Williem Van Gogh

Cronologia dos Principais Fatos da História Contemporânea

Vamos conhecer uma lista com os acontecimentos mais marcantes da História Contemporânea no mundo e no Brasil.

  • 1789: Início da Revolução Francesa e Iluminismo
  • 1817: Começo das lutas pela independência das colônias espanholas
  • 1848: Revoluções burguesas na França
  • 1861: Guerra da Secessão (abolição da escravatura nas colônias do norte)
  • 1870: Guerra Franco-Prussiana
  • 1871: Comuna de Paris (movimento socialista)
  • 1898: Guerra Hispano-Americana
  • 1904: Guerra Russo-Japonesa
  • 1910: Revolução Mexicana
  • 1914: Primeira Guerra Mundial
  • 1917: Revolução Russa e origem do comunismo
  • 1929: Quebra da bolsa de valores de Nova York
  • 1939: Segunda Guerra Mundial
  • 1945: Guerra Fria (Estados Unidos x União Soviética)
  • 1948: Nascimento da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela ONU
  • 1950: Guerra da Coreia
  • 1959: Revolução Cubana e Guerra do Vietnã
  • 1969: Corrida espacial (chegada do homem à lua) e armamentista
  • 1973: Crise do Petróleo
  • 1989: Queda do Muro de Berlim
  • 1990: Guerra do Golfo
  • 1991: Fim da União Soviética
  • 1992: Criação da União Europeia
  • 2001: Ataque às Torres Gêmeas em Nova York
  • 2002: Utilização do euro
  • 2003: Guerra do Iraque
  • 2005: Início das atividades do Protocolo de Kyoto (redução dos gases do efeito estufa pelos países)
  • 2008: Início da crise econômica
  • 2009: Início do governo de Barack Obama
  • 2017: Início do governo de Donald Trump

Já no Brasil:

  • 1789: Inconfidência Mineira
  • 1798: Conjuração Baiana
  • 1808: Chegada da família real no Brasil
  • 1817: Revolução Pernambucana
  • 1822: Independência do Brasil e Primeiro Reinado
  • 1824: Criação da primeira constituição do país por D. Pedro I
  • 1825: Guerra da Cisplatina
  • 1831: Crise econômica do império
  • 1835: Cabanagem, Revolução Farroupilha, Revolta dos Malês e Balaiada
  • 1840: Segundo Reinado
  • 1848: Revolução Praieira
  • 1850: Fim do tráfico negreiro e implantação da lei Eusébio de Queirós
  • 1864: Guerra do Paraguai
  • 1871: Criação de leis abolicionistas
  • 1889: Proclamação da República e governo provisório
  • 1904: Revolta da Vacina
  • 1910: Revolta da Chibata
  • 1912: Guerra do Contestado
  • 1891: República da Espada
  • 1893: Guerra de Canudos
  • 1894: República das Oligarquias
  • 1922: Semana de Arte Moderna
  • 1930: Revolução de 30 e Era Vargas
  • 1937: Estado Novo
  • 1956: Início do governo de Juscelino Kubitschek
  • 1960: Construção de Brasília
  • 1964: Golpe militar
  • 1968: Entra em vigor o Ato Institucional número 5 (AI-5)
  • 1983: Movimento das Diretas Já
  • 1986: Plano Cruzado
  • 1988: Criação da Constituição Federal de 88
  • 1990: Início do governo de Fernando Collor de Melo (sofreu impeachment em 1992)
  • 1993: Plano Real
  • 1994: Início do governo de Fernando Henrique Cardoso
  • 2003: Início do governo Lula
  • 2011: Início do governo de Dilma Rousseff (sofreu impeachment em 2016)
  • 2016: Início do governo de Michel Temer
Voltar

Questões