Resumo de História - Caldeus

Os caldeus diz respeito a um povo da antiguidade que viveu região sul da Mesopotâmica, local que também era conhecido como Caldeia, onde hoje estão localizados países como o Iraque, a Síria e também a Turquia.

Os povos caldeus são citados a Bíblia, onde eles são colocados como aqueles que fizeram a destruição de Jerusalém e, sob o comando do rei Nabucodonosor, levaram os judeus para o exílio, também conhecido como cativeiro babilônico.

Existiram alguns outros povos que fizeram morada na civilização mesopotâmica, dentre eles estão os sumérios, assírios, acádios, amonitas e hititas, que ficaram localizados próximo aos rios Tigre e Eufrates.

Os povos caldeus

Originários dos árabes, o seu surgimento se deu logo depois da queda do império Assírio, no ano de 612 a.C. e, a partir de então, começaram a ocupar a região pertencente a Mesopotâmia, bem ao lado dos Medos, povo da média.

Com a derrubada dos assírios, os caldeus se tornaram um grande império e ficou sendo chamado de Segundo império Babilônico ou também como Império Neobabilônico.

Tinham como administrador o rei Nabopolassar e logo depois da sua morte quem assumiu foi o seu filho, Nabucodonosor, e com ele, a população se dispôs a lutar por novas terras, para que pudessem reerguer a cidade que havia sido destruída por conta das guerras.

O novo líder ficou à frente por um período de aproximadamente 42 anos, entre 604 a.C. e 562 a.C. Nesse período conseguiu fazer a elevação da Torre de Babel, como também dos Jardins Suspensos, além de ter passado por violentas repressões.

O império tinha como capital a Babilônia e era uma cidade que tinha a beleza como destaque, com a presença de muralhas, palácios, santuários e templos.

Depois de aproximadamente 40 anos após a morte do rei Nabucodonosor, os caldeus enfraqueceram e a partir do ano 539 a.C. eles foram submetidos ao domínio dos persas, que eram comandados pelo rei Ciro.

Características

Existem algumas particularidades que são inerentes aos caldeus e fazem com que eles tenham uma identidade própria, através das características que essa população possuía.

Acompanhe abaixo algumas dessas especificidades desses povos:

  • Eram povos semitas que conseguiram conquistar a Mesopotâmia através do grande número de materiais bélicos que possuíam, fazendo com que muitos virassem seus escravos;
  • A organização de sua cidade era pautada na monarquia despótica e o teocrática, onde tinha o rei que era o chefe do Estado e tinha a soberania. Logo abaixo estavam os nobres, em seguida os sacerdotes, comerciantes pequenos proprietários e, por fim, os escravos.
  • Sobre a sua economia, as atividades mais desempenhadas pelos mesopotâmicos eram a agricultura, o comércio e também a criação de animais, mas logo depois da vitória dos caldeus e o surgimento da reconstrução da Babilônia, o que passou a ter grande influência econômica foi a construção;
  • Os povos da Mesopotâmia costumavam ser politeístas, os caldeus não ficaram de fora, eles também acreditavam em vários deuses e cultuavam, principalmente, os que tinham relação com a natureza e os animais;
  • Através do rei Nabucodonosor, a Babilônia foi transformada em um grande centro de cultura e, ainda na sua administração foram feitas obras nas ruas, jardins, muralhas, templos e palácios;
  • Entre as obras desenvolvidas por esses povos, as que mais tiveram notoriedade foram os Jardins Suspensos da Babilônia e a Torre de Babel;
  • Eles foram os primeiros povos que estudaram astrologia e astronomia, além disso ainda avançaram nos estudos da matemática. O que é chamado de Ur dos Caldeus tem a ver com cidade suméria que foi utilizada por essa civilização.

Reinado de Nabucodonosor e novas invasões de terras

Sete anos após a conquista dos caldeus, Nabopossalar morreu e o poder foi transferido para seu filho, Nabucodonosor, o qual fez muitas mudanças para a população e deu uma caracterização melhor para essa cultura.

O novo administrador fez grandes investimentos no exército, a fim de que conseguissem ganhar mais territórios, como o do Egito e também o dos Assírios. Com um grande despreparo para possíveis invasões, Jerusalém, Fenícia e Arábia também foram alvos do novo rei.

No ano 539 a.C. o líder dos persas, que na época era Ciro, o Grande, juntamente com toda a sua tropa, foi até o território da Mesopotâmia e acabou com a hegemonia dos caldeus, quando dominaram totalmente a Babilônia.

Durante todo o seu mandato, ele foi muito rígido com todo o povo, inclusive com as cobranças de impostos que começou a fazer com todos que residiam naquele império.

O rei de Judá não quis pagar o valor que foi cobrado por Nabucodonosor, em decorrência disso ele foi morto em Jerusalém e o seu reino foi conquistado pelos babilônicos.

Depois que Nabucodonosor morreu, o império ficou desestruturado e entrou numa decadência muito grande. Dessa forma, após a morte do rei, o império de Nabucodonosor sequer conseguiu ter controle sobre as regiões que já haviam sido conquistadas e nem se livrar da ameaça que estavam rondando eles: os persas.

Curiosidades sobre os caldeus

De acordo com a história, os caldeus foram os que governaram por último a Babilônia e até os dias atuais ainda existem descendentes nos locais por onde passaram, além de várias heranças que foram deixadas pela população.

O atual Iraque, o leste da Síria e Sudeste da Turquia, corresponde ao território que antes era o local dos caldeus de Beth Nahreen  – povos vindos da Mesopotâmia, dos sumérios, acadianos, assírios e outros.

Civilização Babilônica

A região mesopotâmica possuía algumas cidades, dentre elas a Babilônia, que era mais conhecida por todos e também era reconhecida pelas altas evoluções na sociedade, na economia, no meio político e em sua cultura.

Nas proximidades do século XIX a.C, os sumérios e acádios, que tinham o domínio da Mesopotâmia, foram derrotados pelos amoritas, e esses, que vieram do sul do deserto árabe, construíram a cidade-Estado da Babilônia. Assim, eles construíram o primeiro império babilônico.

O Segundo Império Babilônico, que também era chamado de Império Neobabilônico foi iniciado logo depois das invasões dos Assírios, que resultaram em revoltas civis nos locais que já estavam ocupados.

Voltar

Questões