Questões da Prova da Prefeitura Municipal de Resende - Professor - Educação Física (Planejar - 2010)

Limpar Busca

O primeiro período do texto “Nascem os homens iguais; um mesmo, e igual princípio os anima, os conserva, e também os debilita, e acaba.” cria condições para:

  • A Uma comparação entre os homens que mostram ânimo, disposição e os que tornam-se facilmente debilitados.
  • B Uma conclusão partindo do princípio que provoca ânimo e ao mesmo tempo debilitação no ser humano.
  • C Uma atmosfera afetiva que trata da igualdade entre os homens.
  • D Um contraste entre o ânimo e a debilitação, o nascer e o acabar.
  • E Uma explicação para o nascimento de todos os homens.

Com referência à coesão e ideias textuais, assinale a alternativa correta:

  • A Em “e igual princípio os anima, os conserva”, os dois registros da partícula “os” sublinhada têm o mesmo referente textual.
  • B “Somos organizados pela mesma forma”, no trecho anterior o termo “pela” pode ser substituído sem prejuízo do sentido original por “para a”.
  • C A expressão “por isso” no segundo período do texto indica a introdução de uma causa em referência à afirmativa anterior.
  • D O emprego dos verbos na primeira pessoa do plural “Somos” e “estamos” indica que o texto se caracteriza pelo tratamento objetivo e possui um caráter de relato impessoal.
  • E “todos respiram o ar; a todos sustenta a terra”, no trecho anterior, é possível manter coesão e coerência textuais acrescentando a partícula “a” antes do primeiro “todos”.

Assinale a alternativa em que a reescrita do período em destaque mantém-se coerente sem alterar o sentido do texto: “Estando desde o nascimento submetidos a uma mesma noção de tempo, aceita por todos à nossa volta, tendemos a achar que ela é a única que corresponde à realidade.”

  • A Quando desde o nascimento somos submetidos à mesma noção de tempo, aceita-se que todos à nossa volta tendem a achar que ela é a única que corresponde à realidade.
  • B A noção de tempo a que fomos submetidos desde o nascimento é a única que corresponde à realidade.
  • C A tendência em acharmos que a nossa realidade é a única aceita por todos à nossa volta está vinculada à noção de tempo.
  • D Tendemos a achar que a noção de tempo, aceita por todos à nossa volta e a que estamos submetidos desde o nascimento, seja a única que corresponde à realidade.
  • E Estamos desde o nascimento submetidos a uma mesma noção de tempo, aceita para todos à nossa volta, mas tendemos a achar que ela é a única que corresponde à realidade.

Há uma infinidade de metáforas constituídas por palavras que denotam ações, atitudes ou sentimentos próprios do homem, mas aplicadas a seres ou coisas inanimadas. Tal recurso ocorre no trecho a seguir:

  • A “O cajueiro já devia ser velho quando nasci.”
  • B “Eu me lembro de outro cajueiro que era menor”
  • C “Cada menino que ia crescendo ia aprendendo o jeito de seu tronco”
  • D “estava como sempre carregado de frutos amarelos”
  • E “como se não quisesse quebrar o telhado de nossa velha casa.”

Com a publicação da Lei de Diretrizes e Bases de Educação Nacional (Lei nº. 9394/96), que prevê que os estabelecimentos de ensino elaborem e executem sua proposta pedagógica, deixou explícita a ideia de que a escola não pode prescindir da reflexão sobre sua intencionalidade educativa. Assim sendo, o Projeto Pedagógico (PP) passou a ser objeto prioritário de estudo e discussão. Acerca desta premissa, NÃO é correto afirmar que:

  • A O PP é um conjunto de planos e projetos de professores que trata das diretrizes pedagógicas da instituição elaborados pelos especialistas da educação e executados pelos docentes.
  • B O PP passou a ser uma carta de intenções e uma exigência de ordem administrativa, respeitando as normas comuns da nova LDB e as peculiaridades da comunidade escolar
  • C O PP deve expressar a reflexão e o trabalho realizado em conjunto por todos os profissionais da escola no sentido de atender às diretrizes do Sistema Nacional de Educação, bem como as necessidades locais e específicas da clientela da escola.
  • D O PP concretiza a identidade da escola e do oferecimento de garantias para um ensino de qualidade, configurando- se como um instrumento e processo de organização da escola.
  • E O PP é um instrumento que permite clarificar a ação educativa da instituição educacional em sua totalidade.