Questões de Fonoaudiologia

Limpar Busca

Julgue as assertivas com (V) verdadeiro ou (F) falso.
(__)Desde a década de 90, muitas experiências vêm sendo apontadas em publicações e eventos científicos. Considerando a importância do tema para a categoria, o Conselho Regional de Fonoaudiologia, com o apoio do Comitê de Saúde Pública da SBFa, promoveu, em 2002, um fórum com o objetivo de elaborar um documento, de forma participativa, que definiu uma "Proposta de Inclusão da Fonoaudiologia no Programa de Saúde da Família". (__)A avaliação do Processamento Auditivo (PA) é um procedimento de grande valia na clínica fonoaudiológica, pois, pela precoce detecção e caracterização de alteração na capacidade de manipulação da mensagem sonora, é possível nortear a conduta terapêutica fonoaudiológica para maximizar a eficiência da comunicação oral. Na fonoaudiologia, preconiza-se uma avaliação composta de testes comportamentais e/ou eletrofisiológicos, que devem ser interpretados de forma conjunta e integrada. O principal objetivo da avaliação do processamento auditivo central em crianças é verificar a integridade e o estado de neuromaturação da via auditiva. (__)Presbiacusia caracteriza-se por hipoacusia neurosensorial principalmente em altas frequências relacionadas à idade, na ausência de desordens otológicas conhecidas. Pode-se classificar a presbiacusia como: sensorial, neurológica, metabólica e mecânica. (__)A disfagia é qualquer alteração existente no processo da deglutição, seja ela orofaríngea ou esofágica, que dificulte ou impossibilite a ingestão oral segura, eficaz e confortável de saliva ou alimento de qualquer consistência, podendo causar desnutrição, desidratação e aspiração que ocasionam a pneumonia e o óbito. O fonoaudiólogo é o profissional habilitado para realizar a avaliação, diagnóstico e tratamento terapêutico das disfagias orofaríngeas, bem como o gerenciamento destas alterações em todas as fases da vida, desde o recém-nascido até o idoso.
Após análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA dos itens acima, de cima para baixo:

  • A V, F, F, V.
  • B F, V, F, F.
  • C V, V, V, V.
  • D F, V, F, V.

Audiometria Protética tem como objetivo a determinação dos parâmetros psicoacústicos úteis para a correção protética. Já se sabe que o ser humano, auditivamente normal, possui uma enorme dinâmica auditiva que se estende entre os 0 dB SPL (limiar auditivo) e os 134 dB SPL (limiar da dor), no campo da intensidade, e entre os 20 Hz e os 20 kHz no campo da frequência. (CASANOVA, J. Peña & colaboradores. Manual de Fonaudiologia. 2ª Ed. ARTMED. Porto Alegre.1977. p.179.)
Marque a alternativa INCORRETA.

  • A Antes do limiar da dor, isto é, o valor de intensidade em que a sensação deixa de ser auditiva, passando a ser dolorosa, existe o limiar de incômodo ou desconforto, a partir da qual a sensação torna-se desagradável.
  • B Biaural, ouvido direito, ouvido esquerdo, biaural mais leitura labial, leitura labial se for necessário compõem a realização da audiometria vocal com auriculares.
  • C Na abrangência da audiometria protética temos: Medição dos limiares de audição para as frequências da zona conversacional nos dois ouvidos, medição dos limiares de desconforto para as mesmas frequências nos dois ouvidos.
  • D Na audiometria protética, torna-se de pequena importância a audiometria fonética realizada com material fonético padronizado.

A noção de Atraso da Linguagem (AL) é tida como noção empírica, dentro da qual não se dão de forma clara e continuada, as hierarquizações a que estamos habituados, baseadas nas relações entre causas, sintomas, formas clínicas e tratamento. Talvez por isso, o de atraso da linguagem (AL) seja uma categoria de difícil localização. Esse atraso é definido, tradicionalmente, por exclusão, baseando-se com frequência no bom prognóstico da ação fonoaudiológica. Ou seja, só é possível definir o AL retrospectivamente. (MENDILAHARSU, C. el al. Estudios Neuropatológicos. Motevideo. Delta. 1981.)
Sobre "Atraso Leve da Linguagem", marque a alternativa INCORRETA.

  • A Nos ditongos, costuma faltar a semivogal nos descendentes e a semiconsoante nos ascendentes ("auto" [a:to] e "pie" [pé], respectivamente).
  • B Nos grupos ( CVC ) e ( VC ), a segunda consoante desaparece ou é assimilada ao ( C ) seguinte (cartón [kattón]).
  • C Geralmente, a segunda consoante ( C ) dos grupos ( CCV ) - (V = vogal) encontra-se ausente.
  • D Nos casos mais leves, o que menos chama a atenção são as diferentes formas de simplificação fonológica.

Julgue as assertivas com (V) verdadeiro ou (F) falso.
(__)A cóclea, uma espiral de duas voltas e meia em torno do modíolo, divide-se em três compartimentos: a rampa vestibular, que continua a partir da janela oval, a rampa timpânica que se comunica à rampa vestibular por meio de helicotrema, terminando na janela redonda, e a rampa média, ou duto coclear, que se localiza entre os dois compartimentos anteriores. (__)As oscilações transmitidas da membrana timpânica à janela oval, pelo sistema de ossículos, produz ondas de pressão que se propagam na perilinfa, a qual preenche a rampa vestibular. (__)As ondas de pressão causam oscilações correspondentes na perilinfa que preenche a rampa timpânica, sendo também transmitidas à rampa média, que, por sua vez, contém em seu assoalho (a membrana basilar) o órgão de Corti, a estrutura responsável pelo processo de transdução sensorial. (__)A cóclea converte a pressão diferencial que se estabelece entre as rampas vestibular e timpânica em movimentos oscilatórios da membrana basilar, culminando com processos excitatórios e inibitórios das células sensoriais do órgão de Corti.
Após análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA dos itens acima, de cima para baixo:

  • A F, V, F, V.
  • B V, F, F, V.
  • C V, V, F, F.
  • D V, V, V, V.

Afasia pode ser vista como uma perda que requer aprendizagem ou como uma interferência superável mediante estimulação. (...) As diferentes metodologias na reabilitação da Afasia partem de diferentes pressupostos teóricos e estabelecem as estratégias destinadas a restaurar a função, baseando-se em seu marco conceitual. (...) (CASANOVA, J. Peña & colaboradores. Manual de Fonoaudiologia. 2ªed. ARTMED. Porto Alegre.1977. p.268.)
Marque a alternativa com a sequência completa e CORRETA na metodologia aplicada para reabilitação da "Afasia Sensorial Transcortical".

  • A Expressão, compreensão, prosódia, leitura e escrita.
  • B Perífrases imprecisas, expressão oral, compreensão oral, repetição e escrita.
  • C Atenção, expressão oral, compreensão oral, cópia normal e leitura.
  • D Expressão, compreensão, repetição, escrita e leitura.