Questões de Voz (Fonoaudiologia)

Limpar Busca
Os distúrbios do aparelho digestivo, como a acidez, refluxo gástrico, gastrite e outros, podem prejudicar o processo de fonação, levando o indivíduo apresentar disfonia e alteração laríngea. As patologias vocais associadas ao quadro descrito são:
  • A Nódulo vocal e ponte de mucosa.
  • B Edema de Heinke e sulco vocal.
  • C Granuloma e Edema de Heinke.
  • D Pólipo vocal e alteração estrutural mínima.
O uso inadequado da voz gera hiperfunção muscular, ocasionando fonotraumatismo e disfonia. Para a reabilitação são indicadas técnicas vocais para hipercinesia e neste caso não se deve utilizar:
  • A Sons fricativos.
  • B Técnica sueca do /b/ prolongado.
  • C Sons vibrantes.
  • D Técnica do empuxo.

Analise as assertivas e, em seguida marque (V) verdadeiro ou (F) falso.
(__)Afasia pode ser definida como a perda ou redução da capacidade de processar linguagem como resultado de uma lesão cerebral. A avaliação sumária do defeito afásico pode e deve ser do domínio de todos os médicos, desde que atendem os doentes no Serviço de Urgência, até os que acompanham. Afasia pode se manifestar como dificuldade em: perceber mensagens faladas ou escritas, identificar imagens e objetos, comunicar através da fala, escrita e/ou do gesto. (__)Disfemia é um distúrbio da fala que se caracteriza pela interrupção do ritmo, mais ou menos brusca, da expressão verbal. A ruptura do discurso é acompanhada de outros sinais anormais que afetam funcionalmente a coordenação fono respiratória e o tono muscular, bem como respostas emocionais e negativas. (...) Embora tenham sido encontradas algumas anomalias de natureza disfuncional neurológica em indivíduos disfêmicos, não é possível determinar uma causa comum para todos, sendo a disfemia considerada uma síndrome complexa em que se combinam fatores predisponentes de ordem genética no plano neurológico e fatores adquiridos ao longo da aprendizagem social da fala. Passada a primeira infância, a disfemia caracteriza-se pelo surgimento de outros sinais anormais, reações, emocionais negativas e outras anomalias da condução verbal e motora. (__)As disfonias tem várias classificações dadas por vários autores, sob diferentes enfoques, mas para a prática clínica e fonoaudiológica podemos citar: disfonias funcionais simples (sem complicação laríngea) e disfonias funcionais complicadas (laringopatias funcionais). (__)Nódulos, pseudoquisto seroso, edema em fuso, edema crônico, pólipos, quisto mucoso de retenção, hemorragia submucosa, úlcera aritenoide estão relacionados com as disfonias funcionais complicadas.
Após análise, assinale a alternativa CORRETA:

  • A V, V, F, V.
  • B V, V, V, V.
  • C F, V, V, F.
  • D V, V, V, F.

Analise o que se enuncia a seguir.


"Lesão de aspecto gelatinoso difuso, ocupa todo espaço da prega vocal e que geralmente acomete os dois lados. É mais comum em mulheres de meia idade e tabagistas. A voz fica mais grave e pode chegar a causar dificuldade para respirar em casos mais avançados com dimensões grandes".


Os dados enunciados identificam corretamente:

  • A Cistos Intra - cordais e Sulcos Vocais.
  • B Pólipos Vocais.
  • C Edema de Reinke.
  • D Nódulos Vocais.

É na laringe que se situam as pregas vocais, responsáveis pela produção da voz. Ainda, frequentemente, chamadas de “cordas vocais”, as pregas vocais apresentam-se como dois lábios:

  • A Verticais, posicionados na extremidade superior da traqueia, formando saliências na parede interior da laringe, um acima e outro abaixo.
  • B Verticais, posicionados na extremidade inferior da traqueia, formando saliências na parede exterior da laringe, um acima e outro abaixo.
  • C Horizontais, posicionados na extremidade inferior da traqueia, formando saliências na parede externa da laringe, um à direita e outro à esquerda.
  • D Nenhuma das alternativas.