Questões de Auditoria Governamental

Limpar Busca

Os princípios básicos que definem as boas práticas de governança foram concebidos no âmbito empresarial, mas podem ser aplicados em larga medida às entidades da administração pública.
No contexto da gestão pública, a adoção de políticas e ações que promovam justiça social entre os habitantes de um território, com vistas ao bem-estar social, está associada ao princípio do(a):

  • A accountability;
  • B equidade;
  • C prestação de contas;
  • D responsabilidade;
  • E transparência.

Um dos componentes da Estrutura Integrada de Gerenciamento de Riscos proposta pelo COSO é a Identificação de Eventos.
De acordo com as diretrizes desse componente:

  • A as técnicas de identificação de eventos devem ter foco em perspectivas futuras;
  • B eventos cujo impacto é positivo contrabalançam os impactos negativos dos riscos;
  • C eventos ocorridos no nível estratégico se sobrepõem aos ocorridos no nível operacional;
  • D eventos que representam oportunidades devem ser mais enfatizados do que eventos que representam riscos;
  • E o grau de profundidade na identificação de eventos deve ser homogêneo em organizações com objetivos semelhantes.

De acordo com o Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), o Código de Ética estabelece os princípios e expectativas que guiam o comportamento dos indivíduos e organizações na condução da Auditoria Interna.


Acerca dos princípios e expectativas contidos no Código de Ética, é correto afirmar que:

  • A a integridade prevê que um auditor interno deve se envolver somente com serviços para os quais possua as habilidades necessárias;
  • B a rejeição a qualquer coisa que presumidamente possa prejudicar o julgamento profissional refere-se a uma conduta íntegra;
  • C são fornecidos os requisitos mínimos de conduta e expectativas comportamentais, e não atividades específicas;
  • D melhorar continuamente a qualidade dos serviços é uma regra de conduta relativa à integridade;
  • E o dever de fazer as divulgações esperadas pela legislação e pela profissão é uma regra de conduta relativa à objetividade.

As Normas Internacionais para o exercício profissional da Auditoria Interna abordam, entre outras coisas, diretrizes para a execução de duas atividades típicas para um auditor interno: avaliação (assurance) e consultoria.


No que tange a essas duas atividades, é correto afirmar que:

  • A a natureza e o escopo do trabalho de avaliação (assurance) estão sujeitos a um acordo com o cliente do trabalho;
  • B as responsabilidades do auditor interno nos trabalhos de avaliação (assurance) e consultoria são equivalentes;
  • C geralmente há duas partes envolvidas nas atividades de avaliação (assurance): quem efetua a avaliação o auditor interno e quem utiliza a avaliação o usuário;
  • D o escopo dos trabalhos de consultoria é determinado pelo auditor interno;
  • E os serviços de consultoria em geral envolvem duas partes: quem fornece a consultoria o auditor interno e quem contratou o cliente do trabalho.

Em um trabalho de Auditoria Interna, a atividade de revisão da documentação de auditoria para determinar se o objeto foi suficiente e adequadamente auditado está relacionada:

  • A à execução da auditoria, no âmbito dos princípios relativos ao processo de auditoria;
  • B ao princípio geral do ceticismo profissional;
  • C ao princípio geral do controle de qualidade;
  • D ao relatório e monitoramento, no âmbito dos princípios relativos ao processo de auditoria;
  • E aos princípios gerais do julgamento e devido zelo.