Questões de Administração Pública Página 1

A estrutura de governança demonstra independência em relação a seus executivos e supervisiona o desenvolvimento e o desempenho do controle interno. Esse princípio da estrutura de controle interno está ligado ao componente de

  • A ambiente de controle.
  • B avaliação dos riscos.
  • C atividade de controle.
  • D informação e comunicação.
  • E atividade de monitoramento.

As organizações são grupos sociais formais fundamentais para o funcionamento da sociedade moderna. De acordo com Maximiano (2012), um dos principais autores que contribuíram com os estudos sobre as organizações foi Max Weber, o qual definiu o tipo ideal de burocracia – um modelo abstrato que retrata elementos que constituem qualquer organização formal do mundo real.
Sobre as características do tipo ideal de burocracia, é INCORRETO afirmar que

  • A as organizações são constituídas com base em normas e regulamentos explícitos (formalidade).
  • B nas organizações a obediência é devida ao cargo e não aos seus ocupantes (impessoalidade).
  • C as burocracias são formadas por funcionários que ocupam cargos e fazem deles um meio de vida (profissionalismo).
  • D os funcionários usam a organização para realizar objetivos pessoais ou utilizam recursos da organização para benefício próprio (patrimonialismo).

Na evolução da Administração Pública em diversos contextos mundiais, há um elemento fundamental que baliza o entendimento da necessidade da superação do patrimonialismo.


É uma característica central do patrimonialismo

  • A contratar pessoal com base em regras explícitas que garantam igualdade formal.
  • B definir racionalmente funções e responsabilidades por leis ou regulamentos.
  • C manter a sobreposição da esfera pessoal, privada e familiar frente à esfera pública e ao trabalho.
  • D organizar, de forma estável e duradoura, grande número de prestadores de serviços, cada qual com uma função especializada.
  • E separar formalmente a função das características pessoais do indivíduo que a ocupa.

Um governante, defensor da Nova Gestão Pública, decidiu que implementaria um plano de gestão voltado à convergência da gestão pública à gestão privada. Para tal, aprovou um conjunto de orientações de gestão alinhadas à gestão privada. Entretanto, uma das orientações aprovadas estava equivocada por não permitir essa convergência.


A orientação equivocada do governante era a que dizia respeito à(ao)

  • A ênfase no desempenho por meio de mensuração de indicadores de custos, processos e resultados/ impactos.
  • B constituição de grandes organizações multifuncionais centralizadoras.
  • C preferência por formas organizacionais mais enxutas e especializadas.
  • D foco no tratamento de usuários de serviços como clientes.
  • E compartilhamento de responsabilidades e remuneração por desempenho.

A reforma do Estado, iniciada na última década do século XX, no Brasil, buscou ofertar bens e serviços públicos com mais qualidade, bem como diminuir a interferência do Estado no mercado, por meio das privatizações e da desregulamentação das atividades econômicas, com foco em controle de resultado.

Mathias-Pereira, J. Manual de gestão pública contemporânea.

São Paulo: Ed.Atlas, 2007, p. 23. Adaptado.


Esse movimento de reforma, mencionado no trecho acima, refere-se à justificativa para a implantação do modelo de gestão pública denominado

  • A autocrático
  • B burocrático
  • C estadocêntrico
  • D gerencial
  • E patrimonial